Tag: Sagitário Page 1 of 2

Vênus em Sagitário

Vênus em Sagitário

Vênus em Sagitário é um posicionamento passional, mas não necessariamente intenso, e muito menos constante. A volatilidade do fogo, somada a flexibilidade da modalidade mutável de Sagitário , fazem com que essa Vênus seja inflamada , desde que aja a presença do combustível. Do contrário, o fogo se extingue com certa facilidade. Sagitário é um local no zodíaco onde o planeta Vênus não encontra afinidades ou meios para uma expressão adequada. Porém, como tanto Vênus quanto Sagitário tem uma índole benéfica , esse posicionamento pode funcionar bem em diversos casos . O problema é que o exagero é uma coisa que não combina exatamente com Vênus, e essa é uma característica muito presente em Sagitário.

Vênus em Sagitário não conhece limites

Para a Vênus em Sagitário, não existem barreiras pra se viver o amor ou o prazer. Distância nunca é uma desculpa para não viver alguma coisa, pelo contrário, quem nasce com esse posicionamento de Vênus encontra na distância um estímulo a mais. Evidentemente, isso compromete o pragmatismo , e é frequente que as relações travadas por uma Vênus em Sagitário não sejam nem cômodas e nem práticas. Porque a distância não é somente geográfica, ela pode residir em diferenças culturais , linguísticas e mesmo no interesse por alguém que é completamente diferente da pessoa em suas origens e modo de vida.

Isso acontece porque essa Vênus ama tudo o que é exótico. Ela deseja que o amor seja também uma experiência de aprendizado e imersão. Daí que quem é de longe, ou de outra cultura, ou quem tenha algo novo a ensinar, sempre desperta o interesse de quem tem essa Vênus, seja no amor, seja na amizade. Na realidade, todas as experiências venusianas acabam sendo também experiências de aprendizado, e essa é uma Vênus que encontra prazer e felicidade nos estudos e em ambientes de trocas intelectuais.

Um coração Selvagem
Vênus em Sagitário mulher viajante

A Vênus em Sagitário valoriza bastante a liberdade e a independência. Isso se manifesta no seu estilo e sempre fica muito claro em todos os seus relacionamentos. Muitos que tem essa Vênus podem prorrogar a vida de solteiro, e mesmo quando se casam, estabelecem rotinas de tal forma que muito da sua independência permanece intacta. E frequentemente, o interesse em alguém que vive longe é estratégico, porque essa é uma forma de evitar relacionamentos aprisionantes. Unem na realidade duas paixões: um amor sentimental e carnal por alguém que necessariamente tem algo a lhe ensinar, e o seu eterno amor pelas viagens e aventuras, sempre que isso cabe na vida de alguma forma.

A sinceridade e a franqueza com relação aos próprios afetos são outra marca, que pode ser virtude ou defeito dependendo da dose e da situação. Deixam de estar em relações onde não podem ser sinceros , e afirmam o que sentem para os seus parceiros , inclusive quando estão perdendo o interesse. Chegam a apresentar uma certa ingenuidade, na forma como abrem seu coração quando apaixonados , sem medo da rejeição. Isso não significa que não sofram quando rejeitados, mas abordam seus amores como oportunidades, que nunca deixam escapar.

Manifestação desequilibrada da Vênus em Sagitário

Por não suportar ciumes ou estagnação, tendem a fugir de relacionamentos quando eles começam a apresentar esses sintomas. E a atitude pode ser essa: migram de uma relação que ainda não terminou , para uma outra onde seu coração consegue se aquecer novamente. E assim podem criar situações ambíguas. Vão vivendo novos amores, mesmo quando vinculados a outras pessoas. As vezes falta para essa Vênus a atitude de oficializar as coisas: tanto firmar o compromisso, quanto desfaze-lo, deixando essa responsabilidade para o outro com frequência. Essa ambiguidade é muito mais frequente porém, quando a Vênus está envolvida em conflitos (tensões) que envolverem outros elementos do mapa , geralmente mutáveis, que significam duplicidade e indecisão.

Algumas pessoas que tem essa Vênus mais enfraquecida ou envolvida em tensões podem fugir completamente dos compromissos, e atuar de maneira irresponsável quando se permitem fisgar por uma pessoa mais persistente. E aí podem trair e desrespeitar a outra pessoa, como se quisessem punir o outro pela restrição da sua liberdade. Podem portanto ficar numa atitude de não assumir a responsabilidade pela própria liberdade, culpando o outro pela sua própria falta de afirmação. Vários posicionamentos mutáveis, em especial em Sagitário, apresentam esse problema no momento de lidar com sua responsabilidade nas coisas, e aqui isso se manifesta na forma como lidam com seus relacionamentos. O filme “noiva em fuga” apresenta uma personagem que ilustra essa característica de maneira anedótica.

Diana, deusa da caça e da lua para os romanos, e protetora do signo de Sagitário de acordo com Manilus.
Diana, deusa da caça e da lua para os romanos, e protetora do signo de Sagitário de acordo com Manilus.

A imoderação pode se manifestar em algumas pessoas que tem essa Vênus muito destacada, mas ao mesmo tempo envolvida em tensões. Podem ser promíscuas, auto-indulgentes e hedonistas , ao ponto de criarem problemas pra si mesmos. Existe uma propensão a extravagância nos gastos, que pode levar a pessoa a viver num estilo de vida incompatível com sua realidade. Contam com a sorte para cobrir suas extravagâncias, mesmo sem garantias.

Vênus em Sagitário em Trânsito

Em trânsito essa Vênus indica momentos em que desejamos sair da rotina. Fazer coisas diferentes, especialmente quando essas coisas envolvem experimentar novos sabores, ou viver novas experiências sensoriais. É benéfica para os solteiros , porque indica que os afetos estão mais desembaraçados e novos envolvimentos acontecem com facilidade. Entretanto, é um momento não muito favorável para quem desejam firmar compromissos, porque estes podem começar em bases pouco firmes.

Ir ao cinema, ao teatro, a museus e se envolver com atividades culturais de uma maneira geral tende a ser algo positivo e proveitoso neste momento.Inclusive participar em jogos, esportes e atividades ao ar livre. O espírito da aposta e da aventura fica no ar quando vênus transita por este signo, bem como a curiosidade e o desejo de aprender. Entretanto esse não é considerado um posicionamento favorável para Vênus e nenhuma atividade considerada venusiana fica especialmente favorecida.

Sol em Virgem e Ascendente em Sagitário

Sua personalidade é um tanto dividida, mas o que predomina em seu caráter é um forte senso de ética, compromisso  e uma honestidade quase exagerada. Crítico e espontâneo, você detecta falhas e as expõe sem dó nem piedade, não importa a situação ou a pessoa que tenha cometido o erro. Pra você assumir que errou é a coisa mais simples que existe, o difícil pra você é ter de lidar com mentiras, sustentar engodos e desempenhar papéis, você pode até tentar, mas quase nunca convence. A verdade você diz com veemência, sua sinceridade é algo espontâneo e genuíno, mas a mentira você diz com vacilação e sentimento de culpa. Você sempre será alguém muito devoto e apegado a algum tipo de verdade, seja uma verdade religiosa, científica ou filosófica, e você tende a tentar convencer a todos em seu redor da validade do seu pensamento. Pra você, ser respeitado em suas filosofias pessoais é algo imprescindível, e ser reconhecido como alguém inteligente e eficiente também é importante. A divisão que ocorre em sua personalidade se dá pelo fato de Virgem ser um signo metódico e perfeccionista, e Sagitário um signo livre e espontâneo. Enquanto pra você o importante é ser simples, comedido e humilde, como indica o Sol em Virgem, você na verdade mostra um comportamento espontâneo, às vezes exagerado, e muitas vezes fica se punindo quando acidentalmente “transborda”, seja de alegria ou de irritação. É comum que você dê a impressão de que tem muito mais pique e energia do que realmente tem, e as vezes força a si mesmo a se exceder, seja em trabalho ou qualquer outro tipo de atividade. Isso o leva a assumir coisas demais em sua vida e cria sérias dificuldades pra manejar todos os compromissos, já que nem sempre a energia da qual você dispõe corresponde a sua intenção de viver a vida tão intensamente. Você é um misto de modéstia e autoconfiança, inteligência criativa com abordagem científica e exata, humor jocoso e espontâneo e criticismo rabugento e antipático. Como os signos mutáveis têm forte influência sobre você, às oscilações de humor são freqüentes, quase sempre variando entre o riso, a irritação e a rabugice. 

Ronaldo

Ronaldo Luís Nazário de Lima, mais conhecido como Ronaldo, Ronaldinho ou Ronaldo “Fenômeno” (Rio de Janeiro, 22 de setembro de 1976), é um futebolista brasileiro que atua como atacante. Atualmente, joga pelo Corinthians. É o maior artilheiro da história das Copas do Mundo com quinze gols. Iniciou seu caminho no futebol no futsal do Valqueire Tênis Clube , transferindo-se cedo para o Social Ramos Clube do Rio de Janeiro, para logo em seguida mudar-se para o São Cristóvão, também carioca. Porém foi no Cruzeiro que se profissionalizou e alcançou a fama como atleta no segundo semestre de 1993. Recebeu a alcunha “fenômeno” quando jogava na Itália na Internazionale de Milão.

Madre Tereza de Calcutá

Madre Teresa de Calcutá, também chamada Beata Teresa de Calcutá, cujo nome verdadeiro é Agnes Gonxha Bojaxhiu (Skopje, 26 de Agosto de 1910 — Calcutá, 5 de Setembro de 1997), foi uma missionária católica albanesa, nascida na República da Macedônia e naturalizada indiana, beatificada pela Igreja Católica em 2003. Considerada, por alguns, a missionária do século XX, fundou a congregação “Missionárias da Caridade”, tornando-se conhecida ainda em vida pelo cognome de “Santa das sarjetas”.

Dave Mustaine

David Scott Mustaine (La Mesa, Califórnia, 13 de setembro de 1961) é vocalista, guitarrista e líder do grupo Megadeth, o qual fundou após sua saída da banda de Thrash Metal Metallica. Dave é um pioneiro do estilo thrash/speed metal no mundo. Em 2009, ficou em primeiro lugar no livro The 100 Greatest Metal Guitarists de Joel McIver.

Luana Piovani

Luana Elídia Afonso Piovani (Jaboticabal, 29 de agosto de 1976) é uma modelo e atriz brasileira.

Sol em Leão e Ascendente em Sagitário

O otimismo é a grande marca deste posicionamento. Tanto Leão quanto Sagitário são signos de fogo, otimistas, ativos e dinâmicos, perseguidores da verdade, cheios de fé e confiança em si e na vida. A honestidade e a franqueza podem ser exageradas, mas a generosidade e a magnanimidade também são características fortes, assim como o excesso de arrogância e presunção. Normalmente a pessoa desconsidera o outro como uma entidade completa e capaz de vencer assim como ele o faz, o indivíduo ingenuamente menospreza as pessoas, como se somente ele fosse o escolhido, como se algo em sua natureza fizesse dele alguém especial, e por agir assim, muitas vezes outras pessoas acabam acreditando que ele é de fato alguém especial, que é de fato um “escolhido”. Sua fé é o que garante suas vitórias, pra essa pessoa nada parece ser impossível e existe um desejo sincero por superação das próprias limitações, algo como uma busca pela transcendência do vulgar. A busca pelas verdades e pelas certezas da vida torna esta pessoa dotada de uma natureza filosófica, estudiosa e visionária. O sol posicionado em Leão está no nono signo em relação ao Ascendente em Sagitário, e independente da casa onde o sol efetivamente caia, o nativo tende a pensar com a própria cabeça e a ter uma natureza profundamente questionadora, que não se contenta com verdades prontas. O problema surge quando o dono desta combinação pensa que encontrou alguma verdade absoluta, e passa a impor suas crenças  aos outros de forma autoritária e dogmática, promovendo verdadeiras guerras santas em nome de tolices puramente abstratas. 

Robert Plant

Robert Anthony Plant CBE (Staffordshire, 20 de Agosto de 1948) é um cantor e compositor de rock britânico.
Casou-se com Maureen Wilson em 1969, com quem teve três filhos: Carmen(1968), Karac (1972-1977) e Logan(1979) porém, em 1982 eles se divorciaram. Mais tarde, Robert Plant teve outro filho, só que dessa vez com Shirley Wilson cujo nome é Jesse Lee (1991).

Sean Penn

Sean Justin Penn (Santa Mônica, 17 de agosto de 1960) é um diretor e ator norte-americano, vencedor do Oscar 2 vezes.É filho do diretor de cinema Leo Penn e da atriz Eileen Ryan e irmão do músico Michael Penn e do falecido ator Chris Penn.
Nos anos 1980 sua relação amorosa com a cantora Madonna fez com que ganhasse a reputação de homem violento. Depois foi um dos mais notórios opositores da invasão do Iraque em 2003, chegando inclusive a visitar o país algumas semanas antes de se iniciar a operação militar.
Foi casado com a atriz Robin Wright com quem tem uma filha chamada Dylan Frances (nascida a 13 de abril de 1991) e um filho chamado Hopper Jack (nascido a 6 de agosto de 1993). Separaram-se em maio de 2009.
É um dos mais talentosos atores estadunidenses, qualidade que fica evidente em seus personagens que sofrem com perturbações. Ganhou o Oscar de Melhor Ator em 2004 por sua atuação no filme Sobre Meninos e Lobos e em 2009 por seu trabalho em Milk – a voz da liberdade.

Coco Chanel

Gabrielle Bonheur Chanel, (Saumur, 19 de agosto de 1883 – Paris, 10 de janeiro de 1971), mais conhecida como Coco Chanel, foi uma importante estilista francesa e uma mulher à frente do seu tempo. As suas criações até hoje ditam e influenciam a moda mundial. É a fundadora da empresa de vestuário Chanel S.A.

Sol em Câncer e Ascendente em Sagitário

Você é uma pessoa sincera, espontânea e muito direta. Porém vive um eterno dilema, entre o ser livre e o pertencer a algo: Você vivencia com grande força as duas necessidades! Seu temperamento tende a ser jovial, divertido, de riso fácil. O humor varia entre o bom humor e a candura e alguns momentos repletos de cólera e pessimismo, mas isso na verdade é melhor delineado pela posição natal da lua. Júpiter, o grande benéfico, tem domicílio em seu signo ascendente e exaltação em seu signo solar, o que lhe confere uma natureza fortemente Jupteriana. Significa ser uma pessoa expansiva, generosa e grande no sentido mais nobre dessa palavra, no sentido de ser maior do que os próprios obstáculos que se interpõe em seu caminho. A sua fé e sua energia positiva e fértil são transbordantes, o que pode representar perigos. Frequentemente você atrai pessoas que tentam se aproveitar da sua excessiva fé e de sua disposição generosa, portanto abra os olhos para os coitadinhos que muitas vezes se aproximam de você, em muitos casos nem tudo o que parece realmente é. Mas perceba que em alguns momentos você tenta envolver as pessoas e lhes oferecer uma ajuda que não foi solicitada, o que em alguns casos pode representar um alívio para quem recebe a ajuda, mas em outros um encargo, uma dívida de gratidão que se torna pesada e que talvez a outra pessoa não esteja disposta a assumir. Não ajude a pessoa simplesmente porque ela precisa, antes verifique se ela realmente quer ser ajudada. Até porque, a ajuda na verdade é apenas um estímulo, quem realmente vai sair do problema vai ser a outra pessoa independente do que você fizer, portanto não se sinta tão responsável pelos outros! Essa combinação implica em ter o sol no oitavo signo em relação ao ascendente, e essa colocação de oitavo signo sempre representa uma conscientização do que está errado e precisa ser transformado. No caso, Sagitário é o signo que deseja expandir infinitamente os horizontes e que está eternamente descontente com sua realidade imediata, sempre desejando se expandir pra qualquer outro local, como se qualquer lugar fosse melhor do que o atual. O sol em câncer no oitavo signo chama muita atenção para as questões do passado, das ligações emocionais e da necessidade de ter raízes. Você frequentemente se pega em surtos de arrogância e megalomania e tem que fazer a si mesmo descer das nuvens na marra, é uma pessoa que vive repreendendo aqueles que “cospem no prato em que comeram”. Câncer e Sagitário representam o eterno conflito entre o ‘aqui’ e o ‘lá’.

Lady Di

Diana Frances Spencer, Princesa de Gales (Sandringham, 1º de julho de 1961 às 19:45 — Paris, 31 de agosto de 1997) foi a primeira esposa de Charles, Príncipe de Gales, filho mais velho e herdeiro aparente da Rainha Elizabeth II. Seus dois filhos, os príncipes William e Harry, são respectivamente o segundo e o terceiro na linha de sucessão aos tronos do Reino Unido, do Canadá, da Austrália, da Nova Zelândia e de outros doze países da Commonwealth.
Após seu casamento com o Príncipe de Gales em 1981, Lady Di tornou-se uma das mulheres mais famosas do mundo: um ícone da moda, um ideal de beleza e elegância feminina, admirada por seu trabalho de caridade, em especial por seu envolvimento no combate à SIDA/AIDS e na campanha internacional contra as minas terrestres.
O casamento foi inicialmente feliz, mas terminou em 1996, após vários escândalos tanto por parte de Charles como de Diana.
Sua trágica e inesperada morte em um acidente de carro, em Paris, foi seguida de um grande luto público pelo Reino Unido e, em menor escala, pelo mundo. Seu funeral, em setembro de 1997, foi assistido globalmente por cerca de 2,5 bilhões de pessoas.
Mesmo uma década após a sua morte, a “Princesa do Povo” (termo cunhado pelo ex-primeiro-ministro britânico Tony Blair) continua sendo uma das celebridades mais constantes na imprensa, servindo de tema para milhares de livros, jornais e revistas. O seu nome é citado pelo menos 8 mil vezes por ano na imprensa britânica.
Os vários biógrafos de Diana divergem-se quando o assunto é a decadência de seu casamento; Andrew Morton, por exemplo, culpa a “crueldade” de Charles, enquanto que Sally Bedell Smith aponta os supostos “distúrbios mentais” de Diana; a jornalista Tina Brown, por sua vez, atribui o desastre à ingenuidade da princesa em uma ficção forjada pelos tablóides.

Sylvester Stallone

Sylvester Gardenzio Stallone (Nova Iorque, 6 de julho de 1946 às 19:20) é um ator, diretor, produtor e roteirista estadunidense. Seus fãs o reconhecem pelo seu famoso apelido de “Sly”. Ele já ganhou vários prêmios como um dos piores do ano. E seu nome provoca calafrios de desprezo na maioria dos críticos. Mas mesmo assim, Sylvester Stallone tem sido desde meados dos anos 1970 um dos astros de maior bilheteria de Hollywood. E, convenhamos, manter-se em evidência por tanto tempo e sem o respeito da maioria dos jornalista não é nada fácil.

Aliás, nada foi fácil para Sly (como ele é conhecido pelos amigos e que também pode ser traduzido como astuto), desde que nasceu em um dos bairros mais pobres de Nova York. Quando ele tinha seis anos, viu o pai, um imigrante siciliano, largar a mãe sem nenhuma assistência. E ela, que antes do casamento já havia sido corista com o nome Jacquelie LeBeau, voltou a atuar no cabaré de Billy Rose. Sly, que já tinha o estigma de ter o lado esquerdo do rosto paralisado por conta do forceps em seu nascimento (e, dizem as más línguas, essa a razão para ele ser um ator sem expressão facial) virou um menino revoltado. Logo foi internado em escola para crianças problemáticas, na Filadélfia.

Esse estágio em colégio tão bom fez com ele aprimorasse seu físico. Com sua habilidade atlética ganhou uma bolsa de estudos em academia na Suiça. Naquele país, fez alguns bicos como guarda-costas de personalidades importantes. Caso do príncipe Saul, filho de Hailé Selassié, o falecido e perseguido imperador da Etiópia.

Em 1967, já de volta aos Estados Unidos, estabeleceu-se em Miami, ganhando a vida como professor de educação física. Mas a carreira cinematográfica já era uma meta. Por isso, foi a Hollywood onde comeu o pão que o diabo amassou. Em 1970 fez um filme pornô, batizado de “O Garanhão Italiano” por causa de sua presença e cuja circulação ele não conseguiu impedir depois que ficou famoso. Sly fez pequenos papéis (alguns nem foram creditados) em filmes como “Bananas”, de Woody Allen, e “Klute – O Passado Condena”, que deu o Oscar de Melhor Atriz para Jane Fonda.

Logo depois de participar do elenco de apoio do modesto “Capone” (1976), Stallone conseguiu convencer os produtores Irwin Winckler e Robert Chartoff a aceitarem um roteiro que ele havia escrito por um preço mínimo e que incluía, obrigatoriamente, a sua presença no papel principal, o do mediocre boxeador Rocky Balboa. Nasceu “Rocky – Um Lutador”, feito ao custo baixo de um milhão dólares.

Com sua mensagem triunfalista, o filme foi um grande sucesso e possibilitou a Sly ser indicado nas categorias de Ator e Roteiro Original do Oscar. Esse prêmio ele perdeu, mas “Rocky” ganhou como Melhor Filme e Melhor Direção (de John G. Avildsen). Começa então a longa fase de sucesso.

Nessa trajetória, que já totalizou mais de 50 títulos de produções com seu desempenho (e outras com a sua direção), Stallone foi astuto em insistir não só em “Rocky”, que rendeu continuações, mas também na saga de “Rambo – Programado para Matar”, iniciada em 1982.

Claro que, nesse tempo todo, Sly experimentou alguns fracassos, como ao enveredar pela comédia em “Pare! Senão Mamãe Atira”. E seu famoso sobrenome não serviu para alavancar a carreira do irmão, o ator Frank Stallone. Mesmo assim, a sua insistência em filmes de ação já o fez ganhar salários milionários, como os 20 milhões de dólares que cobrou ao atuar al lado de Antonio Banderas em “Assassinos”. Com isso, adquiriu uma propriedade no valor de 24 milhões de dólares em Miami e tornou-se sócio de Bruce Willis e Arnold Schwarzenegger na cadeia de restaurantes Planet Hollywood – o ator viria se tornar Governador da Califórnia, e o restaurante acabou falindo.

Stallone foi casado três vezes. A primeira, com Sasha Czack (de 1974 à 1985). A segunda vez, em 1985, foi com a dinamarquesa Brigitte Nielsen (que atuou em alguns filmes). A separação em 1988 ganhou desagradável realce na mídia já que a mãe do ator diz ter flagrado a nora em pleno amor com a secretária. Em 1997, um ano após noivar com Jennifer Flavin, casou-se com ela. Dessas relações nasceram os filhos Sage (que atuou em “Rocky 5”) e Seth (a mãe de ambos é Sasha), o autista Seargeo (mãe desconhecida) e a menina Sophia Rose (1996), filha de Jennifer Flavin.

Príncipe William

O Príncipe Guilherme de Gales ou William de Gales (nome completo: William Arthur Philip Louis; nascido em 21 de junho de 1982 às 21:03 em Londres) é o filho mais velho de Carlos, Príncipe de Gales e da falecida Diana, Princesa de Gales. Ele é o segundo na linha de sucessão aos tronos britânicos e de outros quinze países da Commonwealth. Como filho do Príncipe de Gales e neto da Rainha Isabel II, o príncipe Guilherme é um membro da Família Real Britânica. Recentemente, graduou-se como um oficial militar pela Real Academia Militar de Sandhurst e deve entrar no regimento de cavalaria Blues and Royals da Household Cavalry do exército britânico, assim como seu irmão, o Príncipe Henrique. Seu nome como oficial militar é “Cadete Gales”.

Nelson Mandela

Nelson Rolihlahla Mandela (Umtata, 18 de julho de 1918 às 14:54) é um advogado, ex-líder rebelde e ex-presidente da África do Sul de 1994 a 1999. Principal representante do movimento anti-apartheid, como ativista, sabotador e guerrilheiro. Considerado pela maioria das pessoas um guerreiro em luta pela liberdade, era considerado pelo governo sul-africano um terrorista. Passou a infância na região de Thembu, antes de seguir carreira em Direito. Em 1990 foi-lhe atribuído o Prêmio Lênin da Paz, que foi recebido em 2002.

Leibniz

Gottfried Wilhelm von Leibniz (Leipzig, 1 de julho de 1646 às 18:15 — Hanôver, 14 de novembro de 1716) foi um filósofo, cientista, matemático, diplomata e bibliotecário alemão.
A ele é atribuída a criação do termo “função” (1694), que usou para descrever uma quantidade relacionada a uma curva, como, por exemplo, a inclinação ou um ponto qualquer situado nela. É creditado a Leibniz e a Newton o desenvolvimento do cálculo moderno, em particular o desenvolvimento da Integral e da Regra do Produto. Demonstrou genialidade também nos campos da lei, religião, política, história, literatura, lógica, metafísica e filosofia.

Julio César

Caio Júlio César (em latim: Caius ou Gaius Julius Caesar ou IMP•C•IVLIVS•CAESAR•DIVVS; 12 de Julho, 101 a.C. às 17:00 – 15 de março de 44 a.C.), foi um líder militar e político romano. Desempenhou um papel crítico na transformação da República Romana no Império Romano.
As suas conquistas na Gália estenderam o domínio romano até o oceano Atlântico: um feito de consequências dramáticas na história da Europa. No fim da vida, lutou numa guerra civil com a facção conservadora do senado romano, cujo líder era Pompeu. Depois da derrota dos optimates, tornou-se ditador (no conceito romano do termo) vitalício e iniciou uma série de reformas administrativas e econômicas em Roma.
O seu assassinato nos idos de Março de 44 a.C. por um grupo de senadores travou o seu trabalho e abriu caminho a uma instabilidade política que viria a culminar no fim da República e início do Império Romano. Os feitos militares de César são conhecidos através do seu próprio punho e de relatos de autores como Suetónio e Plutarco.

Angélica Huston

Anjelica Susan Huston (Beverly Hills, Califórnia, 8 de Julho de 1951 às 18:29) é uma atriz e ex-modelo norte-americana. Ela é bastante conhecida por sua personagem Morticia Adams na comédia cinematográfica A Família Addams (1991).
Foi casada desde 1992 com o artista plástico Robert Graham Jr, até a morte dele em 2008.
No Brasil, a atriz é dublada na maioria de seus trabalhos por Maria Helena Pader.

Sol em Gêmeos com Ascendente em Sagitário

Esses são dois signos masculinos, mutáveis e de natureza dual, oscilatória e intelectual. Você é uma pessoa inteligente, que alia os aspectos filosóficos de sagitário com a curiosidade natural de gêmeos. Quando se fala em “aspectos filosóficos” do signo de sagitário na astrologia significa que eles tem o espírito da eterna dúvida e da busca infinita por uma “verdade” que sempre moveu os filósofos ao longos dos séculos. Esse espírito de busca está muito evidente em sua natureza, com você sendo uma pessoa sempre inquieta, nunca contente, nunca conformada, sempre querendo saber os porquês por trás dos fatos. Além disso existe em você também uma necessidade de expansão latente no plano físico, e por isso você tende a ser uma pessoa mais aventureira e ativa.

A natureza geminiana o move em busca da experimentação, você é uma pessoa curiosa e com múltiplos interesses, exploradora, versátil e bastante mutável no que diz respeito aos seus conceitos gerais, seus entendimentos sobre a vida, ou seja, você não consegue viver apegado a nenhuma “verdade” absoluta e está sempre buscando uma certeza definitiva que no íntimo sabe que jamais irá encontrar. Seu comportamento é jovial e divertido e você tende a ser popular, já que é muito sociável, gosta de se misturar com as pessoas e demonstra interesse e concede às pessoas uma importância que sempre as faz se sentir especiais.

Você lidaria muito bem com alguma atividade onde pudesse entreter as pessoas, pois lida muito bem com a exposição pública e é uma pessoa com amplas habilidades de comunicação. É capaz de se fazer entender com clareza e age de forma professoral ao longo da vida sentindo grande prazer em aprender e em disseminar o seu conhecimento. Tende a vivenciar várias crises pessoais ao longo de sua vida quando sua mente passa pelo processo de mudança de “paradigma”, quando você descobre um novo fato e sua mente sofre uma completa reorganização e estes processos tendem a ser freqüentes no seu caso. Sua inquietação o faz um eterno buscador de novas verdades, novas lições e novos aprendizados. O processo de expansão físico e mental pode ser infinito porque você conservará até muito tarde na vida a jovialidade e a sede pelo novo.

Outra questão importante é a da dualidade, e a dicotomia entre verdade versus Mentira, ser honesto e virtuoso com os outros ou ser fiel a sua verdadeira essência, a sua verdadeira verdade? O que é ser ético de fato é ser bom para o outro ou ser bom para si? O eixo Gêmeos Sagitário é o que representa os eternos conflitos intelectuais, de verdade versus mentira, fé versus empirismo, você varia entre o
niilismo e  ceticismo,a fé mais ingênua e intransigente, tudo isso num piscar de olhos! Gêmeos e Sagitário são os signos que tratam dos conflitos de natureza ética e ideológica e você tende a viver crises de indecisão em relação a postura mais correta em diversas situações. Sua intenção é ser justo, e ao mesmo tempo não ser cruel e você se sentirá paralisado em diversos momentos por não saber o que vale mais a pena sacrificar, se os princípios intelectuais da ética e da justiça ou os princípios humanos da empatia e da compaixão.

Bob Dylan

Robert Allen Zimmerman, mais conhecido como Bob Dylan, (Duluth-MN, 24 de maio de 1941 às 21:05) é um cantor e compositor norte-americano.Nascido no estado de Minnesota, neto de imigrantes judeus-russos, aos dez anos de idade Dylan escreveu seus primeiros poemas e, ainda adolescente, aprendeu piano e guitarra sozinho. Começou cantando em grupos de rock, imitando Little Richard e Buddy Holly, mas quando foi para a Universidade de Mineapolis em 1959, voltou-se para a folk music, impressionado com a obra musical do lendário cantor folk Woody Guthrie, a quem foi visitar em New York em 1961.

Jean-Paul Sartre

Jean-Paul Charles Aymard Sartre (Paris, 21 de Junho de 1905 às 18:45 — Paris, 15 de Abril de 1980) foi um filósofo francês, escritor e crítico, conhecido representante do existencialismo. Acreditava que os intelectuais têm de desempenhar um papel ativo na sociedade. Era um artista militante, e apoiou causas políticas de esquerda com a sua vida e a sua obra.Repeliu as distinções e as funções oficiais e, por estes motivos, se recusou a receber o Prémio Nobel de Literatura de 1964. Sua filosofia dizia que no caso humano (e só no caso humano) a existência precede a essência, pois o homem primeiro existe, depois se define, enquanto todas as outras coisas são o que são, sem se definir, e por isso sem ter uma “essência” posterior à existência.

Maria Bethânia

Maria Bethânia Viana Teles Veloso (Santo Amaro da Purificação, Bahia, 18 de junho de 1946 às 16:40) é uma cantora brasileira que tem a marca de ser a segunda artista feminina em vendagem de discos do Brasil, sendo a maior da MPB, com 26 milhões de cópias. Atende pela alcunha de Abelha-rainha por causa do primeiro verso da música que dá nome ao LP Mel de 1979. Considerada por muitos brasileiros uma das maiores cantoras da história do Brasil. É irmã caçula do compositor Caetano Veloso e da poetisa e escritora Mabel Velloso.

Ian McKellen

Ian Murray McKellen (Burnley, Lancashire, 25 de maio de 1939 às 21:30) é um ator inglês de teatro e cinema. Tornou-se especialmente conhecido pelo grande público após atuar na trilogia O Senhor dos Anéis, X-Men e, mais recentemente, O Código Da Vinci. O ator foi eleito o homossexual mais influente do Reino Unido em pesquisa publicada pelo jornalThe Independent. A lista marcava o final do Europride, um festival anual do orgulho gay que, neste ano, reuniu 40 mil pessoas em duas semanas de eventos.Ian McKellen assumiu ser homossexual no final da década de 1980 (alguns defendem que foi desde a década de 1960), e é co-fundador do grupo de Stonewall, que faz campanhas pelos direitos de gays. Quando lançava O Código Da Vinci no Festival de Cannes, fez piadas quando perguntado sobre a polêmica do filme com a Igreja Católica: “Sei que a Igreja tem problemas com os gays. Essa é uma boa notícia para eles: Jesus não era gay!”, disse.

Sônia Braga

Sônia Maria Campos Braga (Maringá, 8 de junho de 1950 às 18:15) é uma atriz brasileira.
Filha de Hélio Fernando Ferraz Braga e Maria Braga Jaci Campos, figurinista natural de Tupã, é irmã de Júlio, Ana e Hélio e tia de Alice Braga, também atriz.Sônia Braga estreou na carreira artística aos 18 anos, na peça teatral Hair, da qual foi a grande estrela. No cinema protagonizou importantes filmes, como Dona Flor e Seus Dois Maridos, Eu Te Amo e A Dama do Lotação. Na televisão, um de seus primeiros trabalhos foi na versão brasileira do programa educativo infantil Vila Sésamo (Sesame Street), em que interpretava a professora Ana Maria, mas seus maiores sucessos foram as telenovelas Gabriela e Dancin’ Days.

A partir de 1985 foi viver nos Estados Unidos da América onde atuou em filmes e programas de televisão, tendo participado da famosa série norte-americana Sex and the City.
Após vinte anos vivendo no exterior, em 2006, Sônia regressou ao Brasil para participar de uma telenovela inteira, Páginas da Vida, de Manoel Carlos, onde interpretou uma escultora internacionalmente reconhecida. Sua última participação completa fora em 1980, em Chega Mais. Depois disso, ela participou dos primeiros quinze capítulos da telenovela de época Força de um Desejo, em 1999. Caetano Veloso compôs duas canções inspiradas em Sônia Braga, que são Tigresa, sucesso na voz de Gal Costa, e Trem das Cores. Posou para a revista Playboy em setembro de 1984 e julho de 1986. Em 2007 interpretou a personagem Alice Monteiro em Donas de Casa Desesperadas, versão brasileira de Desperate Housewives.

Sol em Touro com Ascendente em Sagitário

Touro e Sagitário são signos com praticamente nada em comum. A única coisa que os une é o fato de que são regidos por um planeta dito “benéfico”, touro é regido por Vênus, Sagitário é regido por Júpiter. Essa combinação sugere uma pessoa que no mínimo surpreende. A imagem é algo alegre, otimista e expansivo, exagerado e espontâneo. A pessoa chega a parecer boba, do tipo que conta sempre com a sorte e não se preocupa muito com os aspectos mais práticos. Mas o sol em touro, que é o sexto signo em relação ao ascendente, sendo do elemento terra, na verdade é profundamente preocupado com todas as questões práticas, operacionais e materiais.

É uma pessoa bastante preocupada com detalhes, com a ordem, com coisas que poderíamos chamar de pequenas mas que fazem a diferença, o que surpreende por conta dos seus modos expansivos e um tanto exagerados, mas isso acontece em função do sol que está no sexto signo em relação ao ascendente. O senso estético taurino se une ao idealismo visionário de sagitário, gerando uma pessoa que pensa de forma ampla, mas sem esquecer dos detalhes. É um tipo de taurino também mais aventureiro e apostador, porque compreende que a expansão sagitariana depende de uma pequena dose de auto-sacrifício na forma do investimento e no se assumir riscos. Mas estando o sol em Touro, é de se esperar que esses riscos sejam milimetricamente calculados de qualquer maneira.

Mas a imagem é a de alguém interessado em coisas grandiosas, como o conhecimento, a religião e a expansão do indivíduo através de aventuras ou da perseguição de suas ambições. A natureza da pessoa a impele a sair em busca de verdades absolutas (a natureza filosófica de sagitário) e acaba se apegando de forma bastante sólida a tais verdades quando pensa que as encontra (a necessidade taurina de solidez, de cumprir com a palavra), mas a natureza mutável e questionadora de sagitário acaba sempre levando a pessoa a se modificar nesses seus conceitos, e a pessoa no final das contas acaba vivenciando conflitos sérios, onde a nova verdade descoberta entra em choque com a palavra assumida no passado.

O Fanatismo, que é um perigo para o ascendente sagitário, com o sol em touro corre o risco de se tornar algo ainda mais rígido e intransigente. Estamos falando do signo mais teimoso e do signo mais intransigente do zodíaco nesta combinação de Sol e Ascendente! Como ambos os signos são bestiais, isso pode significar uma natureza um tanto compulsiva , sensual e violenta, o que pode causar sofrimento porque o sol em touro quer apenas ficar em paz e o sol em sagitário tem sempre a melhor das intenções, mas a soma de teimosia, intransigência e impulsividade pode se revelar uma receita explosiva. Entretanto, muito vai depender da posição do Júpiter natal que pode temperar ou atiçar a natureza voluntariosa do ascendente. A inclinação da pessoa de qualquer maneira tende a ser pacífica e apreciadora do que a vida tem de bom a oferecer.  

Leonardo DaVinci

Leonardo di ser Piero da Vinci (Vinci, 15 de abril de 1452 às 21:40 [dia 23 de abril e 1452 21:40 em Vinci no calendário atual] – Cloux, 2 de maio de1519) foi um polímata italiano, uma das figuras mais importantes do Alto Renascimento, que se destacou como cientista, matemático, engenheiro, inventor, anatomista, pintor, escultor,arquiteto, botânico, poeta e músico. É ainda conhecido como o precursor da aviação e da balística. Leonardo frequentemente foi descrito como o arquétipo do homem doRenascimento, alguém cuja curiosidade insaciável era igualada apenas pela sua capacidade de invenção. É considerado um dos maiores pintores de todos os tempos, e como possivelmente a pessoa dotada de talentos mais diversos a ter vivido.Segundo ahistoriadora de arte Helen Gardner, a profundidade e o alcance de seus interesses não tiveram precedentes e sua mente e personalidade parecem sobre-humanos para nós, e o homem em si [nos parece] misterioso e distante.

Nascido como filho ilegítimo de um notário, Piero da Vinci, e de uma camponesa, Caterina, em Vinci, na região da Florença. Leonardo foi educado no ateliê do renomado pintor florentino, Verrocchio. Passou a maior parte do início de sua vida profissional a serviço deLudovico Sforza (Ludovico il Moro), em Milão; trabalhou posteriormente em Roma, Bolonha eVeneza, e passou seus últimos dias na França, numa casa que lhe foi presenteada pelo reiFrancisco I. Leonardo era, em seu tempo, como até hoje, conhecido principalmente como pintor. Duas de suas obras, a Mona Lisa e A Última Ceia, estão entre as pinturas mais famosas, mais reproduzidas e mais parodiadas de todos os tempos, e sua fama se compara apenas àCriação de Adão, de Michelangelo. O desenho do Homem Vitruviano, feito por Leonardo, também é tido como um ícone cultural, é foi reproduzido por todas as partes, desde o euroaté camisetas. Cerca de quinze de suas pinturas sobreviveram até os dias de hoje; o número pequeno se deve às suas experiências constantes – e frequentemente desastrosas – com novas técnicas, além de sua procrastinação crônica. Ainda assim, estas poucas obras, juntamente com seus cadernos de anotações – que contêm desenhos, diagramas científicos, e seus pensamentos sobre a natureza da pintura – formam uma contribuição às futuras gerações de artistas que só pode ser rivalizada à de seu contemporâneo, Michelangelo.

Leonardo é reverenciado por sua engenhosidade tecnológica; concebeu ideias muito à frente de seu tempo, como um helicóptero, um tanque de guerra, o uso da energia solar, uma calculadora, o casco duplo nas embarcações, e uma teoria rudimentar das placas tectônicas. Um número relativamente pequeno de seus projetos chegou a ser construído, durante sua vida (muitos nem mesmo eram factíveis), mas algumas de suas invenções menores, como uma bobina automática, e um aparelho que testa a resistência à tração de um fio, entraram sem crédito algum para o mundo da indústria. Como cientista, foi responsável por grande avanço do conhecimento nos campos da anatomia, da engenharia civil, da óptica e da hidrodinâmica. Leonardo da Vinci é considerado por vários o maior gênio da história, devido à sua multiplicidade de talentos para ciências e artes, sua engenhosidade e criatividade, além de suas obras polêmicas. Num estudo realizado em 1926 seu QI foi estimado em cerca de 180.

Max Weber

Maximillian Carl Emil Weber (Erfurt, 21 de Abril de 1864 às 22:00 — Munique, 14 de Junho de1920) foi um intelectual alemão, jurista, economista e considerado um dos fundadores daSociologia. Seu irmão foi o também famoso sociólogo e economista Alfred Weber. A esposa de Max Weber, Marianne Schnitger, era socióloga e historiadora do Direito. Foi o mais velho dos sete filhos de Max Weber e Helene Fallenstein. Seu pai, protestante, era uma figura autocrata. Sua mãe uma calvinista moderada. A mãe de Helene tinha sido uma huguenote francesa, cuja família fugira da perseguição na França. Ele foi, juntamente com Karl Marx, Vilfredo Pareto e Emile Durkheim, um dos modernos fundadores da Sociologia. É conhecido sobretudo pelo seu trabalho sobre a Sociologia da religião.De importância extrema, Max Weber escreveu a Ética protestante e o espírito do Capitalismo. Este é um ensaio fundamental sobre as religiões e a afluência dos seus seguidores. Subjacente a Weber está a realidade econômica da Alemanha do princípio do século XX.
Significante, também, é o ensaio de Weber sobre a política como vocação. Weber postula ali a definição de estado que se tornou essencial no pensamento da sociedade ocidental: que o Estado é a entidade que possui o monopólio do uso legítimo da ação coercitiva. A política deverá ser entendida como qualquer actividade em que o estado tome parte, de que resulte uma distribuição relativa da força.

A política obtém assim a sua base no conceito de poder e deverá ser entendida como a produção do poder. Um político não deverá ser um homem da “verdadeira ética católica” (entendida por Weber como a ética do Sermão da Montanha – ou seja: oferece a outra face). Um defensor de tal ética deverá ser entendido como um santo (na opinião de Weber esta visão só será recompensadora para o santo e para mais ninguém). A esfera da política não é um mundo para santos. O político deverá esposar a ética dos fins últimos e a ética da responsabilidade, e deverá possuir a paixão pela sua actividade como a capacidade de se distanciar dos sujeitos da sua governação (os governados). Quanto às relações entre a cultura protestante e o “espírito do capitalismo”, pode-se dizer, de maneira esquemática, que estão relacionadas principalmente com a doutrina da predestinação e da comprovação — entendidas aqui, respectivamente, como a idéia de que Deus decretou o destino dos homens desde a criação e a idéia de que certos sinais da vida cotidiana podem indicar quais são os eleitos por Deus e quais os danados. Conquanto, para os católicos, há certos elementos atenuantes que permitem ao crente cometer certos deslizes, para os protestantes, sobretudo os calvinistas, a exigência de uma comprovação de que se é eleito impõe vastas restrições à liberdade do fiel, de modo a levar a uma total racionalização da vida. Essa racionalização, entendida como uma “ascese intramundana” — isto é, uma visão de mundo que propõe a iluminação através da santificação de cada ato particular do cotidiano —, abre um campo para o enaltecimento do trabalho, visto como a marca da santificação. É essa característica que permite a articulação entre a ética protestante, por um lado, e o espírito do capitalismo, por outro.

Weber também é conhecido pelo seu estudo da burocratização da sociedade. No seu trabalho, Weber delineia a famosa descrição da burocratização como uma mudança da organização baseada em valores e acção (a chamada autoridade tradicional) para uma organização orientada para os objectivos e acção (chamada legal-racional). O resultado, segundo Weber, é uma “noite polar de frio glacial” na qual a crescente burocratização da vida humana a coloca numa gaiola de metal de regras e de controle racional. Seus estudos sobre a burocracia da sociedade tiveram grande importância no estudo da Teoria da Burocracia, dentro do campo de estudo da administração de empresas
Max Weber morreu de pneumonia em Munique, Alemanha, a 14 de Junho de 1920.

Pierce Brosnan

Pierce Brendan Brosnan (Drogheda, 16 de maio de 1953 às 00:05 AM) é um actor e produtor irlandês, famoso mundialmente por interpretar no cinema o papel de James Bond em quatro filmes da série do agente 007 criado por Ian Fleming.

Shirley Temple

Shirley Jane Temple (Santa Monica, 23 de abril de 1928) é uma diplomataestadunidense e antiga atriz mirim. Ela não só foi a maior estrela mirim da década de 1930 como também é considerada a mais famosa de todos os tempos. Seus filmes continuam bem populares até os dias de hoje, particularmente entre as meninas. Shirley começou a ter aula de dança com três anos de idade e foi contratada para participar de uma série de curtas chamadas “Baby Burlesks”, que parodiavam estrelas e astros adultos, mais notadamente Marlene Dietrich. No mesmo ano, atuou numa sucessão de curta metragens e filmes, incluindo”Little Miss Marker”, “Change of Heart”, “Now I’ll Tell”, “Now and Forever” e”Bright Eyes” (no qual cantou seu mais popular sucesso, a canção “On The Good Ship Lollipop”). Ganhadora de um Óscar especial aos seis anos de idade, Temple foi a salvadora da Fox e do público na época da Grande Depressão. Inclusive o presidente norte-americano Franklin D. Roosevelt sucumbiu a seus encantos e lhe agradeceu por “ter feito a América atravessar a Grande Depressão com um sorriso”.

Shirley foi campeã de bilheteria de 1935 a 1938 com seu eterno otimismo e seu sorriso vencedor. Depois de adulta porém, não teve o mesmo sucesso como atriz, e aposentou-se do cinema em 1949, e em 1967, se candidatou ao cargo de representante do estado da Califórnia no congresso norte-americano, mas não obteve êxito. Nos anos de 1969 e 1970, foi delegada junto às Organizações Nações Unidas (ONU). Também foi embaixadora americana em Ghana (1974-1976), foi chefe de protocolo para o presidente Gerald R. Ford(1976-1977) e membro da delegação americana que tratava dos problemas dos refugiados africanos (1981). De 1989 até 1992, Shirley Temple serviu como embaixadora na Tchecoslováquia. Ela produziu duas obras autobiográficas sobre sua infância “My Young Life” (1945) e “Child Star” (1988).

Fred Astaire

Fred Astaire, nome artístico de Frederick Austerlitz (Omaha, 10 de Maio de 1899 às 21:16 — Los Angeles, 22 de Junho de 1987) foi um ator e dançarino estado-unidense. Antes de Fred Astaire estrear no cinema, os dançarinos apareciam nos filmes apenas “em partes”: os pés, as cabeças e os torsos eram compostos na sala de edição. Astaire, por sua vez, exigia ser filmado de corpo inteiro. Para isso eram necessários longos ensaios – certa vez chegou a três meses com dez horas diárias de trabalho, com repetições feitas passo a passo e movimentos de câmara acompanhando a coreografia. Em seus filmes, Astaire conseguiu dar nova emoção a dança, fosse ela banal ou repleta de tragicidade.Sua interpretação enriquecia-se pelo que James Cagney chamava de “o toque do vagabundo”. Sempre trajado a rigor, seu charme tornou-se lendário.

Fez sua primeira apresentação no palco aos cinco anos com a irmã Adele, que o acompanhava em revistas musicais nos anos 20, em Londres. Estreou no cinema em 1915, fazendo uma pequena ponta e em 1933 apareceu ao lado de Joan Crawford em Dancing lady. Nesse mesmo ano atuou no primeiro de uma série de dez filmes ao lado de Ginger Rogers. Os dois formavam uma parceria impecável (Ele dava classe a ela, ela dava sex-appeal a ele, explicou certa vez um diretor de estúdio). Hollywood tinha razão ao lhe conferir um Oscar especial em 1949, por sua contribuição à técnica dos musicais no cinema. Ginger Rogers, claro, foi quem lhe entregou o prêmio. Em 1933 casou-se com Phyllis Potter, que morreu em 1954 com quem teve dois filhos, Fred e Ava. Ele deixou de ser dançarino em 1968 para passar a interpretar papéis dramáticos. Fora dos estúdios não gostava de dançar e dizia que as danças de salão o entediavam. Grande fã de corrida de cavalos, voltou a se casar em 1980 com a jóquei Robbin Smith, 35 anos mais nova que ele.

Fred Astaire é citado nas músicas Take You on a Cruise, do grupo de rock alternativo americano Interpol, no título da música “Quando Fui Fred Astaire” do cantor brasileiro Jay Vaquer e na música Vogue de 1990, da cantora Madonna, que além de Fred Astaire cita outras grandes personalidades do cinema hollywoodiano.O arquiteto americano Frank O. Gehry projetou um edifício em Praga, República Tcheca, em homenagem ao casal Fred & Ginger. O edifício toma a forma do casal e parece mostrá-los em plena dança.

Sol em Áries com Ascendente em Sagitário

Sagitário e Áries são signos muito parecidos,ambos são extremamente otimistas, ambiciosos, positivos e são os signos mais francos, assertivos e objetivos do zodíaco. É o fogo elemento em comum entre esses dois signos que confere essa natureza, que é mutuamente alimentada. Além disso, ambos os signos estão relacionados a velocidade, com Áries indicando a pressa e Sagitário (cujo símbolo é um cavalo) regendo as viagens e as grandes distâncias a se percorrer. Você é uma pessoa visionária, que aprendeu desde muito cedo a pensar com a própria cabeça e a chegar a conclusões por si mesmo. É pouco influenciável porque o ascendente em sagitário o impele a sempre refletir muito sobre tudo o que ouve e vê, e o a posição do sol em Áries contribui pra que você tenha sempre a coragem de bancar suas próprias idéias. Entretanto, você tende sempre a uma visão muito positiva da vida, muito otimista e às vezes peca por não enxergar limitações óbvias, mas a vantagem é que você não é do tipo que se paralisa por conta de qualquer limitação.

Tem verdadeira aversão a tudo o que é velho, antigo, desgastado ou tradicional e sua postura é quase sempre a de ser pioneiro, a de iniciar, a de dar o primeiro passo, a de fazer o que a maioria tem medo porque você não tem apego nenhum pela palavra ‘segurança’. Áries, em relação a Sagitário, é o quinto signo, ter o sol no quinto signo em relação ao ascendente equivale a dizer que você é uma pessoa extremamente hedonista, competitiva, sensual e romântica, não no sentido mais piegas desse termo: Você tende a agir como caçador, como conquistador, aventureiro e mesmo as mulheres que nascem com este posicionamento sentem uma leve dificuldade em se manter num relacionamento estável, a não ser que este relacionamento seja com uma pessoa que lhe traga sempre novidades.

O tédio em todas as áreas de sua vida é o seu maior obstáculo. Sempre que as coisas estão estáveis, você se atira em alguma coisa nova, abandonando tudo o que conquistou com tanto esforço. Pra você, ficar parado é o pior dos castigos, mas é óbvio que caso seu mapa tenha posicionamentos que contradigam essa tendência haverá maior equilíbrio. Um dos maiores defeitos advindos desse posicionamento é uma intensa arrogância, que em alguns casos não tem fundamentos sólidos para ser sustentada, e uma forte tendência em abandonar seus projetos pela metade.

É muito assertivo na defesa de suas opiniões, às vezes chega a soar um tanto fanático. E a sua sinceridade e franqueza também, quando não são controladas, tornam-se hostis para as pessoas ao redor. Mas no geral as pessoas relevam seus defeitos, por conta da sua energia sempre positiva e bem humorada, que sempre coloca as pessoas pra cima, que sempre remexe com o que está estagnado. A profusão de fogo na sua personalidade pode queimar quem entra em contato com você com a excessiva franqueza ou agressividade, mas ao mesmo tempo sua aura anima e incentiva as pessoas ao seu redor. Corre o risco porém, de acreditar que sabe o que é melhor pras pessoas, sem demonstrar respeito pela individualidade alheia enquanto reivindica liberdade e independência total a si mesmo.

 

Cazuza

Cazuza foi um cantor brasileiro ativo especialmente ao longo da década de 80 sendo considerado como um dos maiores nomes da música brasileira de todos os tempos. Era conhecido por seu comportamento extravagante e por um estilo de vida imoderado, repleto de excessos. Era conhecido também pela sua rebeldia e declarações polêmicas, inclusive através de músicas que cantava, com letras de protesto em relação a situação política de crise que o país enfrentava especialmente na segunda metade da década de 80. Sua morte precoce no início da década de 90 causou grande comoção .

Clique aqui e veja o mapa dele

 

Marlon Brando

Marlon Brando foi um ator estadunidense da era de ouro de Hollywood, um imenso sucesso desde seu primeiro filme e aclamado por ter um estilo único e realista de atuação. Pode ser considerado como um dos primeiros grandes galãs de Hollywood e teve uma vida pessoal conturbada, e uma vida afetiva das mais movimentadas.

Clique aqui e veja o mapa dele

 
Michael Fassbender é um ator e empresário alemão  que tem protagonizado diversos filmes desde a década de 2000, especialmente no gênero de ação, sendo um dos atores de maior sucesso na atualidade.  Tem duas indicações ao oscar é casado com a também atriz Alicia Vikander.

 

 

Elton John

Elton John é um cantor , compositor e pianista, considerado um dos músicos de maior sucesso de todos os tempos tendo vendido mais de 450 milhões de discos e tendo uma carreira que já se estender por mais de 5 décadas. É um dos artistas britânicos mais premiados e conhecidos, sendo também um ardoroso defensor dos direitos de igualdade para os homossexuais e se envolvendo em campanhas de prevenção a AIDS desde o final da década de 80.

Clique aqui e veja o mapa dele

 

 

 

Lua em Sagitário

Com a Lua em sagitário você é uma pessoa idealista e bastante franca emocionalmente. Na intimidade é uma pessoa divertida, despojada, bastante libertária e espontânea, demonstrando sempre muita franqueza, sinceridade e princípios éticos intocáveis. Tende ao bom humor, a jovialidade, a ser uma companhia divertida e agradável, porém inconstante, volúvel e influenciável. Mesmo que não seja religioso, é uma pessoa que tem instintivamente muita fé e que é agarrada a muitas certezas, que o tornam de certa forma mais firme, com propósitos bem determinados, mas nem sempre assumidos.
O grande problema neste posicionamento pode ser a dificuldade em manter a própria privacidade, em manter um segredo seu, porque em geral a pessoa é tão franca e sincera quando se expressa emocionalmente que as emoções facilmente transbordam. Tendem a mentir muito mal, mas acabam achando que estão convencendo porque não se dão conta de que elas mesmas se denunciam através de suas ações irrefletidas. Tem uma postura muito filosófica em relação a vida, sempre extraindo valiosas lições de todas as suas experiências. Os hábitos tendem a ser exagerados, extravagantes e improvisados. Rotina não combina com quem tem esta Lua.

A espontaneidade na expressão dos sentimentos é a virtude e também o maior problema de quem nasce com essa lua. É virtude quando pensamos na franqueza, objetividade e honestidade com que as emoções são expressas. Por mais que se esforcem, as pessoas que nascem com lua em Sagitário são péssimas em esconder seus sentimentos então a verdade emerge mesmo se a intenção da pessoa é esconder algo ou mentir. Mas esse tendência pode ser muito mais uma fonte de incidentes, indiscrições e até mesmo servir pra tornar a pessoa mais vulnerável. Quando pensamos no universo lunar, pensamos em intimidade, emoções, percepção, imaginação e foro íntimo. É melhor que lidemos com essas questões de maneira discreta. As emoções precisam ser mantidas em segurança, até que possamos expressa-las sem risco, para alguém em quem possamos confiar, e jamais de maneira pública ou gratuita. A lua em sagitário é como todas as luas de fogo, e nesse sentido em específico é a mais exibicionista e indiscreta em relação às coisas que deveriam ficar em foro íntimo. Em certas situações, devemos guardar nossas impressões e opiniões para o nosso bem e em nome da diplomacia, e a não observância dessa necessidade é que leva a ocorrência de frequentes incidentes para as Luas sagitarianas.

A empolgação nos sentimentos torna as pessoas com lua em sagitário pessoas ardorosas, apaixonadas e genuinamente otimistas, com um estilo de vida que pode ser considerado aventureiro por alguns. São facilmente contagiados por uma novidade, um novo plano, uma nova aventura, sendo a tendência a adesão automática um perigo a também ser levado em conta, porque há pouca reflexão, o processo se dá de maneira automática, completamente impulsiva, sem senso crítico, as vezes nem bom senso se a causa for convincente. Isso acontece principalmente pela generosidade e a boa vontade desses nativos, que nunca duvidam das intenções dos outros. Creem na sorte e justamente por isso passam ilesos por situações pelas quais pessoas desconfiadas não conseguiriam superar sem precipitar uma crise. Nesse sentido são resistentes a crises, e sua visão otimista faz com que se mantenham com fé no bom desfecho até o fim. É principalmente por isso que acabam “dando sorte” em situações de contrariedade, pois jamais duvidam da generosidade do universo ou na centelha de bondade presente no coração de todos os homens, até mesmo nos piores. A lua em sagitário é ótima em estimular nas pessoas aquilo que elas tem de melhor. Mas sua fé cega em algumas circunstâncias, e a crença de que tudo vai ficar ok no final podem ser características traiçoeiras, que operam contra a pessoa.

Basicamente quem tem lua em Sagitário é emocionalmente independente, não gostam de ser protegidos ou cercados e nem de nada que os prive da sua liberdade. Também esperam dos outros o mesmo nível de independência e nisso podem surgir atritos em relacionamentos íntimos. São também adaptáveis, simples e fáceis de conviver. A única regra é: não tente prende-los. As vezes essa lua nem sabe pra onde ir, mas ela foge instintivamente se ela sente que estão lhe obrigando a ficar. Podem ser pessoas amantes da natureza e dos esportes onde expressam sua necessidade de liberdade, ou intelectuais, porque exibem sempre uma imensa sede de conhecimento. O mais comum é que sejam na verdade uma mistura de ambos. A imensa curiosidade é característica comum desta lua, que deseja se expandir não apenas fisicamente, mas também mentalmente, e eles fazem isso buscando informações em várias fontes sendo amantes da leitura e do aprendizado. Generosos, também querem dividir com o mundo o que aprenderam. O grande problema é quando aprendem uma coisa por uma perspectiva muito estreita e a divulgam como se fosse a verdade absoluta. É porque Sagitário acaba ficando principalmente com a impressão superficial das coisas não se importando com o aprofundamento ou com as contradições. A depender da forma como argumentam suas opiniões, podem se decepcionar facilmente quando outros facilmente destroem seus argumentos, ou podem se transformar em obsessivos donos da verdade, que travam verdadeiras cruzadas para provar a verdade daquilo em que acreditam.

Sol em Sagitário

Neste signo de fogo o Sol encontra-se em triplicidade, já que o elemento natural do Sol é o próprio fogo. O foco da pessoa está no ideal, no sonho, nas aspirações: Ou seja, está em algo que é adequado, é interessante para a própria pessoa que, se ela tem algum sonho, que trabalhe de modo a concretizar tal sonho e a intenção sagitariana será a de sempre perseguir a meta. Neste sentido, em Sagitário o Sol está no único signo mutável onde o foco, o “centro” não está difuso, apesar de que, nem sempre esta meta aspirada por sagitário é exatamente realizável.

O que ocorre em Sagitário é a dificuldade de se lidar com a vitória ou com uma eventual queda: Assim que atinge um objetivo, a tendência do Sol em sagitário é que se abandone tudo e logo se parta em direção a outra empreitada. No caso de um tropeço no meio do caminho, a tendência sagitariana é a de desistir e partir pra outra meta. Falta estabilidade e maturidade para manter a conquista ou lidar com os obstáculos, mas sobra energia e disposição para recomeçar sempre, o que se revelará tanto como uma coisa positiva quanto uma coisa negativa em diferentes momentos. A questão é que é difícil saber o quanto se vale a pena insistir em um caminho que se mostra dificultoso desde o início, ou o quanto vale a pena o esforço em manter uma conquista sabendo que pode haver coisas melhores mundo a fora.
Uma das principais marcas do sol em Sagitário é a sorte, a constituição física que geralmente é exuberante e saudável e a boa saúde, coisa que é comum ao Sol em todos os signos de fogo. Os nascidos no hemisfério norte (outono) são mais ambiciosos, cautelosos e realistas. Os nascidos no hemisfério sul (primavera) são mais otimistas, alegres, sensuais e sociáveis. Os que têm júpiter em signos de fogo têm muito otimismo, muita fé e muita energia, pique e vigor. São os que têm mais sorte, mas são os mais presunçosos e arrogantes. Os posicionamentos ideais são quando as pessoas nascem com Júpiter em Leão ou Júpiter em Sagitário, essas posições ampliam a fé e a autoconfiança. Júpiter em signos de Ar torna as pessoas extremamente inteligentes, divertidas e sociáveis, mas podem ter pouca constância e a fé é diminuída. Os que têm Júpiter em signos de terra são mais lentos e pessimistas, mas a sua natural cautela os ajuda a cometer menos erros. Júpiter em virgem pode ser um posicionamento crítico indicando extremos de arrogância e falta de autoconfiança. Júpiter em Capricórnio gera um pessimismo tão intenso que funciona quase como que uma “fé ao contrário”. Júpiter nos signos de água indica muita fé, muita generosidade e sorte, mas a pessoa é mais vacilante.

Sagitário

O Sagitário surge como uma reação ao escorpião, exigindo de volta sua independência. Nesse estágio a importância da continuidade do seu próprio desenvolvimento é maior do que a manutenção do pacto realizado em escorpião. Se este pacto transforma-se em algo nocivo, se tolhe a liberdade e impede a expressão livre da vontade, ele precisa ser quebrado. Deixamos de ver o outro como ameaça porque passamos a confiar nele, automaticamente passamos a confiar em todos e nos tornamos despidos de todas as muralhas que impediam os outros de nos conhecer da maneira como somos, e descobrimos que exibindo a verdade daquilo que somos não corremos mais riscos.

Em sagitário nós nos autorizamos a seguir nosso próprio caminho e perdemos o medo do que o outro poderia fazer com o que ele sabe a respeito da nossa intimidade: Em sagitário já não existem mais segredos, nesse estágio somos livros abertos, despidos de armaduras , generosos e dispostos a oferecer tudo o que temos, sabemos e adquirimos em troca de tudo o que o mundo tem a oferecer. Aqui se busca o máximo desenvolvimento, é o estágio da superabundância, da fé e do otimismo. A expansão ocorre de modo desenfreado, rumo ao infinito, vamos em todas as direções explorando tudo e todos, mas ao mesmo tempo ensinando tudo o que sabemos e oferecendo um pouco de tudo o que temos.

Gêmeos perde o sentido de existir aqui nesse estágio, porque aquilo que “eu sei” agora transforma-se “naquilo que todos nós sabemos”. O conceito de cultura é geminiano, mas a coletividade das culturas é sagitário, é também a internacionalidade e a troca de experiências. Diferente de gêmeos, ele não vai se limitar ao conhecimento que ele coleta pelos locais onde passa, irá construir coisas em cima disso, buscar respostas para suas angústias pessoais até o ponto onde desenvolverá uma espécie de filosofia ou dogma pessoal, tornando-se intransigente a partir deste momento por crer que encontrou “a verdade”. Ele encontrou a verdade dele, mas isso não significa que essa seja a absoluta verdade. Sagitário vai além do vulgar conformismo de se saber quem se é, ele quer saber por que ele é, e até onde ele pode ir e vai partir em direção a este “topo”, com fé e otimismo, rumo a algo que ele desconhece, mas julga ser o seu ápice, julga ser melhor do que o que ele já é.

No estágio sagitariano, leão se realiza novamente, pois sagitário é como uma versão refinada do estágio leonino. Leão é o estágio onde o homem se descobre como tal e passa a exercer seus poderes de maneira plena. Em sagitário o homem já tem consciência de si, mas neste estágio ele está buscando algo a mais, está buscando seu máximo, está buscando o infinito, o impossível. Sagitário é a expressão da vontade de se tornar mais do que aquilo que se é, é a fé de que se pode mais do que o que se considera possível. E é interessante que é justamente essa ânsia sagitariana pelo infinito, pelo máximo, que dará origem a Áries, mais a frente. Áries que será um novo início, e que futuramente dará origem a um novo estágio leonino, que conseqüentemente levará a um novo estágio sagitariano de busca pelo infinito.

Libra também se expressa de maneira plena em sagitário, uma vez que continuamos num estágio de coletividade. Libra é a conscientização dessa coletividade, mas ainda não sabemos com o que estamos lidando, ainda não podemos nos relacionar de maneira plena. Escorpião é o signo que rompe as barreiras, que mergulha dentro dessa coletividade, mas escorpião é um estágio onde nos sentimos presos e sufocados nesta coletividade, sagitário é o estágio de libertação e também o estágio de se assumir quem se é diante dos demais, sem medo do que os outros farão com o que eles descobrirem a respeito de nós. Neste estágio, portanto não temos mais o que esconder, estamos livres para conhecer a todos porque agora todos podem nos conhecer.

E assim vai seguindo o sagitário, rumo ao infinito, ao desconhecido, a um lugar que ele não tem a mínima idéia de como é, mas ele tem uma certeza: certamente “lá” é melhor do que aqui. Alimentando essa esperança o sagitário segue, sempre inflando, sempre se expandindo, absorvendo e emitindo sem controle e sem censura. Sagitário é também o estágio do excessivo, do exagero, do quantitativo em detrimento do qualitativo. As expectativas de sagitário são irreais, mas ele não se importa. Neste estágio, a única preocupação é o seguir em frente, rumo ao topo que se aproxima. Este é estágio do “estamos quase chegando”, é o frio na barriga da proximidade do desfecho. Mal sabe o sagitário o que lhe aguarda após o topo. Ele ainda não consegue ver, mas todo topo é uma ilusão, o ápice é infinitamente transitório: após o auge, a única coisa que resta é a queda. Quando sagitário chega no topo e toma ciência da realidade, quando se da conta da existência de limites, definitivamente ele já não é mais sagitário, tornou-se Capricórnio.

Page 1 of 2

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén