Curso de Astrologia na primavera de 2022: Signos e Casas

Este curso será realizado em videoconferências através do google meet. Trata-se de um curso básico , que traz a simbologia completa a respeito dos signos e das casas astrológicas. Tópicos:

Origens, conceitos fundamentais e histórico

Veremos a diferenciação entre constelações e signos, os tipos de zodíaco , as perspectivas de observação , a ideia original de casas , os sistemas de domificação mais primitivos e como a ideia de casas e signos terminou se encontrando no sistema de signos inteiros na astrologia helenística.

Os 12 signos

Estudaremos todos os meios de classificação dos signos, a composição deles em relação a qualidades primitivas, elementos e modalidades, e as relações naturais entre os signos . Depois estudaremos em detalhes toda a simbologia e os significados de cada signo e uma visão resumida sobre como cada planeta funciona em cada signo. Introduzirei também a ideia de estado cósmico e dignidades essenciais.

As 12 casas

Estudaremos os principais sistemas de domificação utilizados na astrologia ocidental: O histórico, o contexto de utilização, e uma ideia resumida sobre como cada um deles é calculado. Depois entenderemos o significado principal de cada uma das casas, trabalharemos a importante ideia de casas derivadas. Veremos ainda a importância do entendimento das casas astrológicas para astrologia horária e interpretações natais.

Tempo de duração e data de início:

Em princípio o curso vai durar cerca de 3 meses, iniciando em 25 de setembro de 2022, e terminando em 18 de dezembro. Ele pode ser estendido por mais algumas aulas , a serem realizadas depois das festas de fim de ano, em janeiro. As aulas ocorrerão todos os domingos às 18:00, terão cerca de 2 horas de duração cada, e serão realizadas de maneira expositiva com o auxílio de slides. Como as aulas serão gravadas em video, o curso pode ser realizado também de maneira assíncrona, já que haverá um espaço para perguntas em um ambiente do google classroom . Nenhum material será oferecido , a não ser o acesso às gravações.

Valores e formas de pagamento

O valor total do curso nessas 13 aulas será R$300,00 que pode ser pago à vista , via depósito ou pix, no ato da inscrição. O curso pode também ser pago em até 6 x no cartão de crédito, por R$360,00; Você pode ingressar no curso em qualquer momento depois do seu início.

Existe ainda a possibilidade de realizar os pagamentos em 3 parcelas de R$120,00 via pix ou depósito, para quem não tem ou prefere não utilizar o cartão de crédito, exclusivamente para quem se inscrever até o dia 25/09.

Se quiser se inscrever , clique no link abaixo para enviar uma mensagem ; Informe seus nome completo, um número de telefone que use no whatsapp, e a forma de pagamento que deseja utilizar. Informe também uma conta de e-mail do google para que possa ter acesso as gravações das aulas posteriormente.

Um curso foi realizado de maneira experimental no outono de 2022, onde o foco foram os planetas. Se quiser ter acesso aos videos deste curso , cerca de 10 aulas durando entre 90 minutos e 2 horas cada, basta pagar o valor de R$100,00 ; Me avise do seu interesse ao realizar a inscrição

Marte em Gêmeos 2022

A partir do dia 20 de agosto de 2022 temos o ingresso de Marte em Gêmeos, que permanecerá neste signo por pouco mais de 7 meses. Isso é muito mais do que a média de 50 dias que Marte costuma levar para atravessar um signo, e ocorre porque haverá retrogradação de Marte neste período.

Também conhecido como pequeno maléfico na astrologia tradicional, o trânsito de Marte é muito importante porque se refere a acontecimentos cotidianos, percebidos de maneira imediata e intensa. Além disso, Marte serve como o principal ativador dos trânsitos de planetas mais lentos , isso porque seus aspectos são os mais contundentes. Eles se expressam na forma de conflitos, acidentes, ferimentos ou doenças, além de acontecimentos inesperados que chamam a nossa atenção de maneira gritante.

Marte em Gêmeos

Gêmeos é um signo que adiciona pouca dignidade para marte, mas que pode ser considerado como um alívio para o planeta vermelho. Isso acontece porque o signo que antecede gêmeos é o detrimento de Marte, o signo de Touro; Além disso, gêmeos antecede a queda de Marte, que ocorre no signo de Câncer. Em meio a supressão da agressividade em Touro e Câncer, gêmeos da vazão a essa agressividade, mas de maneira dissimulada, indireta ou essencialmente na forma de argumentações.

Podemos perceber um aumento da predisposição aos debates, discussões e ventilação generalizada de ideias. Paralelo a isso, aumenta também uma predisposição para a crítica, para a ironia, a acidez, o cinismo, o deboche e demais formas de agressão abstrata. Isso tende a se intensificar durante os estacionamentos e a retrogradação, entre outubro de 2022 e fevereiro de 2023.

Por outro lado, gêmeos incentiva a uma agilização das coisas, promove mais versatilidade, saídas criativas e soluções inteligentes. No aspecto físico, esse trânsito promove competitividade e pode ser benéfico para as praticas esportivas. Apesar disso, a retrogradação pede cautela nessa área quanto a acidentes, especialmente envolvendo ombros, mãos e braços.

Maledicência, boatos, fofocas e uso cínico ou fora de contexto de fatos verdadeiros são alguns dos exemplos do tipo de arma que mais se utilizará durante esse período. Emoções raivosas vão agir de forma imperativa sobre a razão, o que pode levar as distorções. Quando Marte está em gêmeos , a lógica e a inteligência são usados a serviço dos conflitos, independente de qualquer regulação ética ou moral.

Primeira parte: De agosto a Novembro de 2022

A primeira parte do trânsito vai do ingresso de Marte em Gêmeos em agosto e vai até o primeiro estacionamento em novembro de 2022. Basicamente cobrirá todo o período da campanha eleitoral no Brasil de 2022.

Os últimos dias de agosto são marcados pela tensão entre o Sol em Virgem e Marte em gêmeos. Isso significa um momento particularmente mental, mas no pior sentido desse termo. Excesso de preocupações, dúvidas e comunicação turbulenta podem marcar o momento para as pessoas com muitos planetas mutáveis em seus mapas.

Em outubro Marte estará no terceiro decanato de gêmeos, muito lento e o tempo inteiro em orbe de quadratura com Netuno em peixes. É justamente o mês para quando estão marcados o primeiro e segundo turno das nossas eleições. É esperado para esse momento muita desinformação e confusões, como tem sido caracterizadas as eleições brasileiras desde a última década. Com essa quadratura entre Marte estacionando e Netuno em Peixes, podemos esperar que esse momento seja particularmente traiçoeiro.

Segunda parte: Retrogradação, de novembro de 2022 a janeiro de 2023

A retrogradação começa na verdade entre os dias 30 e 31 de outubro com um estacionamento de marte, sendo dia 30 de outubro o dia pra quando está marcado o segundo turno das eleições nacionais, o que é absolutamente nada auspicioso. Esses momentos de estacionamento são inclusive piores do que a retrogradação em si. Especialmente no caso de um planeta como Marte que coloca muita energia agressiva em um único local do zodíaco durante muitos dias, no grau 25° de gêmeos neste caso.

O Movimento retrógrado de marte ocorre especialmente durante novembro e dezembro. Em janeiro , logo nos primeiros dias, marte volta a ficar extremamente lento, finalmente estacionando entre 11 e 12 de janeiro aos 08° de gêmeos.

A retrogradação costuma reativar conflitos que imaginávamos resolvidos, ou exige que refaçamos trabalhos que considerávamos entregues. É um momento péssimo para novos inícios relacionados a esportes e empreendimentos em geral. Também é péssimo para movimentações na justiça ou realização de cirurgias eletivas, assim como para realização de viagens de carro ou se aventurar em locais que oferecem risco. Se marte retrógrado predispõe aos incidentes e similares, devemos fazer o melhor possível pra evitarmos exposição desnecessária a riscos.

Terceira parte: de Janeiro a Março de 2023

A parte final do trânsito de Marte por gêmeos se dá ao longo do primeiro trimestre de 2023, e termina próximo ao ingresso de Saturno em Peixes. Marte estará particularmente lento até meados de março, quando forma quadratura com o sol e vai gradativamente voltando a sua velocidade habitual. A quadratura com netuno também é reativada brevemente durante o mês de março , e no dia 25 de março de 2023 Marte entrará em Câncer.

Mercúrio em Libra

Mercúrio em Libra é um posicionamento considerado forte para Mercúrio, por conta da triplicidade. Entretanto, ele representa uma pequena piora na qualidade em comparação a posição anterior, Virgem, domicílio e exaltação de Mercúrio. Ele costuma marcar um momento positivo, de conversações ponderadas e decisões tomadas de cabeça fria.

As pessoas que tem Mercúrio em Libra são muito políticas, ouvem o que os outros têm a dizer e sabem se colocar de forma a se encaixar até mesmo nos ambientes mais hostis. São pessoas curiosas, que buscam o conhecimento, que se alimentam de conceitos e ideais e tem grande necessidade de se verem cercadas de beleza. Tendem a ser grandes apreciadores da arte e de tudo o que é belo.

Buscam equilibrar todas as opiniões que ouvem fazendo o levantamento de informações contrárias, dando a impressão as vezes de serem confrontativas. Muitos podem se tornar questionadores patológicos, sempre tentando contradizer o que os outros defendem mostrando uma versão oposta das coisas; São “radicalmente” partidários do equilíbrio. O radicalismo e a unilateralidade exasperam os que nasceram com este Mercúrio. Eles só gostam de suavidade e de meio termo.

Mercúrio em Libra em 2021

Neste ano temos Mercúrio em Libra retrógrado, o que torna a passagem de Mercúrio pelo signo de Libra mais longa que o normal, e não tão positiva quanto de costume. O que acontece é que a retrogradação impõe a necessidade de revisão de decisões ou movimentos realizados. Mesmo com toda a ponderação libriana, este período ainda acaba potencializando esse tipo de evento. Isso prejudica a comunicação, e as atividades relacionadas ao comércio, ensino e uso do raciocínio lógico. Veja abaixo uma tabela que mostra os principais momentos deste trânsito:

00°00′ Libra30/08/2021Ingresso de Mercúrio em Libra
10°07′ Libra06/09/2021Ingresso na Shadow Phase
12°45’Libra08/09/2021Conjunção da Lua com Mercúrio (forte ativação)
24°21′ Libra22/09/2021Quadratura com Plutão
25°28′ Libra27/09/2021Mercúrio fica retrógrado
24°19’R Libra01/10/2021Quadratura com Plutão
19°49’R Libra06/10/2021Conjunção da Lua com Mercúrio (forte ativação)
16°35’R Libra09/10/2021Conjunção inferior com o Sol (forte ativação)
16°16’R Libra09/10/2021Conjunção com Marte em Libra (ativação problemática)
10°07′ Libra18/10/2021Mercúrio fica direto
24°29′ Libra02/11/2021 Mercúrio em quadratura com Plutão
25°28′ Libra02/11/2021Mercúrio sai da Shadow Phase
26°39′ Libra03/11/2021Conjunção da Lua com Mercúrio (forte ativação)
00°00′ Escorpião05/11/2021Ingresso de Mercúrio em Escorpião

O que Podemos notar é que teremos entre os dias 6 e 9 de Outubro um período potencialmente problemático de ativações sobre esse Mercúrio retrógrado, sobretudo por parte do Marte em Libra.

Vemos também que ao longo dessa retrogradação , Mercúrio forma quadratura com Plutão por 3 vezes, na mesma região em que ele fez esses aspectos na retrogradação anterior, de 2020. Trata-se de um aspecto complicado que adiciona um elemento invasivo, malicioso e ardiloso a Mercúrio. A retrogradação para muitas pessoas vai lidar com a descoberta de alguma informação oculta, que levou a uma tomada de decisão equivocada.

Outro aspecto que se repetirá várias vezes , mas que não foi listado na tabela, é o trígono de Mercúrio com Júpiter , que ajuda a diminuir as chances de problemas mais sérios durante o período.

Júpiter em Aquário

Este é um trânsito que ocorre desde o final de 2020 se estendendo até o fim de 2021. Trata-se de um momento de discreto fortalecimento para Júpiter, que vem do signo de sua queda, Capricórnio. No signo de Aquário Júpiter tem a fraca dignidade da triplicidade participativa. Então não é o melhor posicionamento para este planeta, apesar de representar um alívio em relação a sua condição anterior.

Aquário é um signo de Ar, regido por Saturno e extremamente racional. Grande parte da relativa fraqueza de Júpiter neste signo se deve a isso: esse é um planeta movido a fé, a otimismo e empolgação, e ele não encontra nada disso no signo de Aquário. Porém, diferente dos signos que são a ruína de Júpiter (Virgem, Capricórnio e Gêmeos), existe uma fagulha de esperança em Aquário. Inclusive Pandora abrindo sua caixa é uma excelente alegoria pra se pensar este signo.

Em Aquário a esperança , frágil, se reflete na certeza da absoluta aleatoriedade das coisas. Então não é como a fé inabalável dos signos de fogo e água, e também não é como o ceticismo adstringente dos signos de Mercúrio. Trata-se de uma atitude de indiferença em relação a própria sorte, onde não existem expectativas, e existe uma abertura para as surpresas positivas. Quer dizer, como não se espera nada, o que quer que aconteça nem surpreende e nem decepciona. É uma atitude apática, quase passiva em relação aos acontecimentos.

No lado mais positivo, esse é um posicionamento humanitário, tolerante, libertário e que normalmente traz algum nível de consciência social. Entretanto, a atitude indiferente de aquário leva este signo a ser muito mais um teórico do politicamente correto, deixando a desejar na parte prática. É quando Júpiter chega no signo seguinte, de Peixes, que a empatia e a compaixão tipicamente piscianas começam a fazer mais diferença.

Detalhes deste Trânsito de Júpiter em Aquário

Júpiter ingressou em Aquário em dezembro de 2020 e imediatamente formou conjunção com Saturno, e quadratura com Urano logo no início de 2021. Ele não forma mais nenhum aspecto importante com planetas mais lentos que ele até o fim de seu trânsito por Aquário.

O que torna esse trânsito diferente é que ele sofre uma divisão, causada por um rápido ingresso de Júpiter em Peixes em meados de 2021 (um total de 3 meses) para depois retornar para aquário e finalizar esse trânsito em dezembro de 2021. A próxima passagem de Júpiter em Aquário vai ocorrer entre 2032 e 2033, e será dividida em 3 partes em função das retrogradações que ocorrem com Júpiter no começo e depois no fim de aquário. Abaixo podemos ver uma tabela que lista todos os momentos importantes deste trânsito atual de Júpiter em Aquário:

00°00′ Aquário19/12/2020Ingresso de Júpiter em Aquário
00°29′ Aquário21/12/2020Conjunção com Saturno em Aquário
06°43′ Aquário17/01/2021 Quadratura minguante com Urano em Touro
08°00′ Aquário23/01/2021Quadratura crescente com Marte em Touro
09°21′ Aquário28/01/2021Conjunção com o Sol em Aquário
22°19′ Aquário27/03/2021Início da Shadow Phase (zona de retrogradação)
00°00′ Peixes13/05/2021Ingresso em Peixes
02°11′ Peixes20/06/2021Início da Retrogradação
29°59’R Aquário28/07/2021Retorno de Júpiter para Aquário (retrógrado)
29°52’R Aquário29/07/2021Oposição com Marte em Leão
27°12’R Aquário19/08/2021Oposição com o Sol em Leão
22°19′ Aquário18/10/2021Júpiter fica direto
26°24′ Aquário08/12/2021Quadratura Minguante com Marte em Escorpião
00°00′ Peixes29/12/2021Reingresso de Júpiter em Peixes

Este trânsito é muito favorável para quem tem os signos de Libra, Sagitário e Gêmeos fortes. Por outro lado, para Aquário, Áries e Leão, o trânsito ou é mais brando, ou traz consigo coisas simultaneamente positivas e negativas. Para Escorpião e Touro, este trânsito tem o potencial de trazer desorganização, arrogância, impulsividade, além de grandes expectativas com sérios riscos de decepção.

O signo de Touro

O signo de Touro é do elemento terra e da modalidade fixa, e também o primeiro dos signos femininos. É representado pelo Touro, animal associado a força e a prosperidade desde a antiguidade. Além disso é o segundo signo do zodíaco e por isso está associado ao momento em que nos estabilizamos, após o iniciar abrupto de Áries.

A ideia central no signo de Touro é a sobrevivência, continuidade e perpetuação. Este é o local no zodíaco onde criamos “zonas de conforto” e onde descobrimos os meios para a manutenção do que quer que tenhamos iniciado em Áries.

O conceito de valor surge neste signo, assim como a ideia de dinheiro. Touro está relacionado com a alimentação e o trabalho, não sob a perspectiva do status, mas sob a perspectiva simples de se atender necessidades básicas de sobrevivência.

Este é também um signo relacionado com as ideias de conforto e prazer sensorial. Touro rege o que comemos, o que vestimos e tudo aquilo que utilizamos pra tornar nossa vida mais fácil. Nossas ferramentas e nossas armas, e todo objeto do qual nos apossamos, inclusive os de natureza estética.

Características do Signo de Touro

O elemento terra neste signo se refere a sua característica prática, objetiva e materialista. É o signo que trata da noção do que é real, do que é sólido e é palpável. Além disso , existe apego a rotinas , necessidade de estrutura e organização, além de previsibilidade.

O elemento terra também implica no fato de que Touro é um signo melancólico. Esse temperamento remete a disciplina, responsabilidade, perfeccionismo e aptidão para organização. Ele é resultado da união das qualidades primitivas frio e seco que indicam passividade, cautela e serenidade por parte do frio, além de teimosia e uma certa truculência por parte do seco.

A modalidade fixa indica persistência, firmeza e confiabilidade. Trata-se do momento em que as estações do ano se estabilizam quando o sol transita pelos signos fixos. A modalidade fixa é responsável pela tenacidade, obstinação, apegos e dificuldade de aceitar mudanças que observamos em Touro.

Touro também faz parte do hemisfério Norte do céu, e por isso vamos identificar nesse signo uma tendência ao egoísmo. Touro é um signo com grande dificuldade em abrir mão, compartilhar ou jogar fora algo ao qual tenha desenvolvido algum nível de apego. Ele também é um signo Bestial indicando seu lado ganancioso, sensual, luxurioso e insaciável em diversos níveis.

Como cada planeta se comporta em Touro

O sol é peregrino no signo de Touro e por isso se expressa de uma forma mediana. Taurinos costumam ser íntegros , persistentes e com um forte senso de Compromisso. Entretanto, podem ter uma visão de mundo restrita, o que implica num comportamento inflexível e intransigente.

A lua se exalta em Touro, além de também ter triplicidade neste signo, se expressando de forma muito positiva. É um posicionamento que tende a gerar estabilidade emocional, mesmo quando esta lua é tensa. São pessoas constantes, autossuficientes, com grande capacidade de afirmação e auto amor, ainda que se expressem de forma serena e discreta. Nutrem e protegem quando amam.

Mercúrio é peregrino em Touro, indicando uma mente boa para questões exatas ou estéticas. A fala tende a ser serena e comedida, ao mesmo tempo que firme e contundente. O processo de raciocínio pode ser lento , como se a pessoa tivesse a necessidade de tatear os dados e informações disponíveis pra conseguir chegar a conclusões.

Vênus está domiciliada em Touro, indicando uma pessoa que é constante e intensa em todos os seus afetos. Tendem a estabilidade na vida social e afetiva , sentindo simpatia por pessoas mais serenas e delicadas. São pessoas muito bem equipadas para se aproveitar intensamente das diversas formas de prazer possíveis , mas sempre de forma sóbria, sem excessos.

Marte tem detrimento em Touro e por isso esse é um posicionamento problemático. A pessoa tende a ruminar suas iras por muito tempo antes de se posicionar e agir, o que pode fazer com que desenvolva emoções intensas e muito negativas por seus desafetos. Por outro lado, são produtivos, persistentes e constantes em suas atividades.

Júpiter está peregrino em Touro indicando uma pessoa mais cética e com certa dificuldade para enxergar oportunidades quando está diante delas. Podem ser mesquinhas espontaneamente, mas são extremamente justos e expressam muita gratidão com quem lhes é generoso, sempre tentando recompensar de alguma forma.

Saturno está peregrino em Touro indicando dificuldades relacionadas a vida material ou a experiência do corpo físico. Podem ter dificuldades para prosperar financeiramente devido a uma tendência excessivamente cautelosa e pessimista nos assuntos financeiros.

O Signo de Áries

Áries é um signo de fogo , da modalidade cardinal e representado por um Carneiro . É o primeiro dos signos e por isso é associado a noção de início. Representa as coisas que são novas e se encontram em estágio inicial , processos de nascimento , exploração de lugares e situações desconhecidas , além dos recomeços cíclicos.

O novo geralmente é difícil, demanda esforço, luta e coragem pra ser encarado. Nesse sentido o signo de Áries é um momento que nos exige bastante força de vontade e acima de tudo, uma visão otimista, que sustente o ímpeto de lutar pela vida em ambientes potencialmente hostis. Em outras palavras, praticamente tudo a partir daquele momento é desconhecido e inexplorado e representa uma ameaça latente.

Temas que podemos associar a Áries: O mundo inóspito encontrado por Adão e Eva quando eles são expulsos do paraíso; Da mesma forma, o mundo encontrado pelos exploradores Europeus quando estes encontraram a América; A ambientação dos filmes de Velho Oeste americano; Qualquer obra de ficção que se ambienta em um planeta desconhecido ou realidade futurista pós-apocalíptica.

O Apocalipse neste caso é simbolizado no signo anterior, o signo de Peixes. Áries representa os sobreviventes de um mundo antigo em ruínas, e ao mesmo tempo, os desbravadores de novos mundos.

Características de Áries

Como signo de Fogo, Áries significa criatividade, ardor e convicção. Todos os signos de fogo significam competitividade, otimismo e coragem , e talvez Áries seja o que melhor representa essas características. De Leão, Áries recebe um pouco da magnanimidade e da autoconfiança. Já de sagitário, a convicção, boa fé e franqueza são as dádivas.

Os signos de fogo também são coléricos, e deste temperamento, Áries herda duas qualidades primitivas: o quente e o seco. Talvez mais seco do que quente, em função do domicílio de Marte em Áries. O quente se confunde com os atributos diurno e masculino, e representa ação, atividade e iniciativa. Já o seco representa o elemento de violência e assertividade.

Como signo Cardinal , Áries significa liderança , iniciativa e movimento. Os signos Cardinais são os responsáveis por iniciar as novas estações do ano quando o Sol transita por eles. Por isso são chamados também de móveis, porque são eles que causam as mudanças. Áries inicia a estação da Primavera no hemisfério Norte, e do Outono no hemisfério sul.

Áries é o primeiro signo do hemisfério Norte do zodíaco , e por isso significa uma atitude mais centrada na individualidade. Dos 6 signos do hemisfério Norte , 2 são do elemento fogo, Áries e Leão. O foco na individualidade neste signos pode ser tão exagerado que acaba produzindo manifestações narcísicas e tiranas de comportamento.

Áries é ainda um signo Bestial , indicando um comportamento mais impulsivo e irracional, motivado por desejos, instintos e caracterizado por reatividade. Também é um signo mais competitivo e ambicioso , concentrado em atingir metas e vencer a concorrência.

Como cada planeta se comporta em Áries

O sol tem exaltação em Áries e por isso tende a se expressar de forma a favorecer o indivíduo. São pessoas corajosas, audaciosas e cheias de iniciativa, que tem por princípio uma visão positiva e otimista, e uma conduta que tende a liderança, a franqueza e a objetividade.

A lua em Áries já não é um posicionamento tão favorável, pois pode indicar muita pressa , agitação interna e dificuldade para compreender as motivações alheias. Tendem a ser apaixonados, a se empolgar com facilidade e a reagir com ira quando se sentem provocados. São muito sinceras emocionalmente.

Mercúrio em Áries também é peregrino , e simboliza uma forma de comunicação caracterizada pela assertividade, autoafirmação e ardor. A comunicação pode ser truculenta, verborrágica e ofensiva se a pessoa não conseguir conter a impulsividade.

Vênus tem detrimento em Áries e basicamente significa impaciência na hora de expressar seus afetos e correr atrás das coisas que divertem, dão prazer e que despertam o amor, expressando uma certa voracidade. Entretanto, são pessoas confiantes , que se amam em primeiro lugar.

Marte tem domicílio em Áries e significa assertividade, ousadia e muita iniciativa. No comportamento revela uma natureza que jamais se dobra , cheia de liderança, visão e plena capacidade de se defender e se posicionar. Tendem a ser pessoas ainda muito ativas, ainda que pouco persistentes.

Júpiter tem triplicidade em Áries e se manifesta de maneira positiva por esse motivo. As pessoas que nascem com este posicionamento são otimistas e plenamente capazes de identificar e se apoderar das oportunidades quando estas se apresentam.

Saturno tem sua queda no signo de Áries e pode revelar tendências a auto sabotagem. Isso ocorre em função da dificuldade que a pessoa pode ter pra perceber o tempo correto para as coisas. Podem também se sentir cronicamente feridas em sua honra, se sentindo humilhadas ou diminuídas em situações banais.

A constelação de Eridanus

A constelação de Eridanus é uma das maiores do céu noturno, localizada no hemisfério sul celeste , entre longitudes que vão do signo de Peixes até Gêmeos. Ela representa um rio mítico, que “nasce” nos pés de Órion, próximo de Rigel, e que após percorrer um caminho sinuoso, deságua indo em direção ao extremo sul do céu. O nome da constelação é o mesmo que o antigo nome do Rio Pó na Itália, rio que nasce nos alpes e atravessa o norte da Itália desaguando próximo de Veneza.

É uma constelação que não forma asterismo muito claro , e também não tem muitas estrelas brilhantes. As mais destacadas são as que marcam as extremidades, Cursa, a nascente, e Achernar, a foz do rio. A melhor maneira de encontra-la é localizando a costelação de Orion, e olhando na direção sudeste do céu a partir de Rigel, a estrela mais brilhante de Orion.

Mitologia Associada a constelação de Eridanus

A origem da constelação é babilônica, e o nome original era Mulnunki, que significa “Estrela de Eridu”. Eridu por sua vez foi uma das cidades mais antigas do mundo , fundada pela civilização Suméria e era dedicada ao deus das águas Enki-ea, por se localizar numa região pantanosa, no delta do Tigre e Eufrates.

Na Grécia antiga originalmente essa constelação não representava um rio, mas o caminho percorrido por Faeton, o filho do deus Sol Hélios, quando ele pegou emprestada a carruagem solar do seu pai. Faeton perdeu o controle e traçou um caminho errático no céu, e estava colocando todo o mundo em risco de ser consumida pelas chamas do sol, até que ele foi acertado por um trovão enviado por Zeus, que finalmente o matou.

Os Egípcios viam ali o seu rio Nilo , enquanto os Atenienses viam ali um rio que cruzava a cidade, até que o nome da constelação mais tarde passou a designar o Rio Pó na época do Império Romano. É uma constelação que representa os rios de uma maneira geral, elementos geográficos fundamentais na constituição das civilizações ao longo da história.

Anatomia da Constelação de Eridanus

Eridanus é a sexta maior constelação do céu, com 1138 graus quadrados de área. Ela toca em diversas outras constelações ao longo do seu caminho: Orion, Touro, Cetus, Lebre, Pomba, Cinzel, Relógio, Tucano, Fênix e Fornalha. Esse rio nasce próximo do equador celeste e vai em direção ao leste , fazendo uma curva acentuada e se voltando para o oeste, onde faz uma segunda curva e desce em direção ao sul.

Não é uma tarefa fácil identificar essa forma no céu noturno ,mas a referência de Orion ajuda a saber onde a constelação começa. O hemisfério Sul é o melhor local para observação dessa estrela, especialmente a partir de novembro, quando ela ja está inteira no céu logo no começo da noite. Em latitudes superiores a 30° Norte ela será vista parcialmente , e acima dos 60° norte ela é invisível.

Achernar Alpha (α)15°36′ de Peixes
Acamar Theta (θ)23°33′ de Áries
Angetenar Tau (τ2) 02°55′ de Touro
Azha Eta (η)09°02′ de Touro
Zibal Zeta (ζ)14°07′ de Touro
Rana Delta (δ)21°09′ de Touro
Zaurak Gamma (γ)24°09′ de Touro
Beid Omicron (ο129°43′ de Touro
Theemin Upsilon (υ100°10′ de Gêmeos
Keid Omicron (ο)00°28′ de Gêmeos
Sceptrum 5305°32′ de Gêmeos
Cursa Beta (β)15°34′ de Gêmeos

A moderna constelação de Fornax, a Fornalha, fazia parte de Eridanus originalmente.

Estrelas de Eridanus em Peixes e Áries:

Achernar, Alpha (α) Eridani, É uma estrela localizada na foz do Rio Eridanus. Esse título antigamente pertencia a Acamar, porque Achernar não ascende na latitude da Grécia. O nome significa “boca do rio”.

Acamar, Theta (θ) Eridani, é uma estrela localizada próxima ao fim de Eridanus. Para os gregos a constelação terminava ali , porque a estrela Alfa Achernar era invisível daquela latitude. Por isso ela recebia o nome que é dado pra Achernar. Os árabes porém adotaram outra forma para o nome, Acamar, mas o significado é o mesmo: O fim do rio.

Estrelas de Eridanus em Touro:

Angetenar, Tau (τ2) Eridani, é uma estrela localizada no rio Eridanus. Ela fica na região da curva mais acentuada do rio, próxima a constelação de Cetus. O nome dela significa literalmente “a curva do rio”, e vem do árabe.

Azha, Eta (η) Eridani, é uma estrela localizada na constelação de Eridanus. Por se localizar numa região onde ficava um asterismo árabe chamado “ninho de avestruzes”, seu nome significa literalmente isso. Os persas consideravam ela fazendo parte de Cetus e a chamavam de “As tetas da baleia”.

Zibal, Zeta (ζ) Eridani, ela também compunha o asterismo do ninho de avestruz onde hoje temos a curva de Eridanus próxima a Cetus. O nome significa “filhote de avestruz”.

Rana, Delta (δ) Eridani, é uma estrela em Eridanus o Rio. O nome é latim e significa rã; é o Nome científico do gênero das rãs inclusive.

Zaurak, Gamma (γ) Eridani, é uma estrela da constelação de Eridanus. O nome é o termo árabe para barco.

Beid, Omicron (ο1) Eridani,  é uma estrela de Eridanus que fazia parte do ninho de Avestruz árabe. O nome significa Ovo de Avestruz.

Estrelas de Eridanus em Gêmeos:

Theemin, Upsilon (υ1) Eridani, é uma estrela localizada na segunda curva de Eridanus. O nome é uma corruptela da palavra árabe para Avestruz.  

Keid, Omicron (ο) Eridani, é mais uma estrela de Eridanus que fazia parte do asterismo obsoleto do ninho de Avestruz. O nome significa “casacas de ovos”.

Sceptrum, 53 Eridani, é uma estrela a leste da nascente de Eridanus, e o termo latim no nome significa cetro. Esse nome é referência a uma constelação obsoleta, criada no século XVII.

Cursa, Beta (β) Eridani, é a estrela que marca a Nascente do rio Eridanus, um pouco acima de Rigel da constelação de Orion. O nome vem do árabe, e significa “trono”.

Significado Astrológico da Constelação de Eridanus

A constelação de Eridanus tem natureza de Saturno, o que não significa que ela seja maléfica por isso. Na realidade os significados dela são positivos: Ela indica busca por conhecimento ao longo da vida, bom senso, sabedoria, e uma vida marcada por viagens e aprendizado. Existe humildade e a capacidade tanto de ensinar quanto de aprender. Ela indica ainda gosto e envolvimento com coisas ligadas a água, como navegação , e risco de acidentes na água e afogamentos.

Achernar, a estrela Alfa, está associada a fé, ética, compaixão e religiosidade. Indica sucesso em questões religiosas, científicas, acadêmicas ou estudantis em geral. Como a foz do rio, a pessoa está preocupada em compartilhar com o mundo o que ela sabe e se sente feliz quando pode contribuir para o coletivo.

Cursa, a estrela Beta, marcando a nascente do rio indica também sucesso em questões estudantis, acadêmicas, científicas ou religiosas, mas fala principalmente de uma pessoa cuja natureza é intuitiva e criativa. É o local de onde as “águas” do rio brotam.

A constelação de Argo Navis

A constelação de Argo Navis, ou o Navio dos Argonautas, ou simplesmente o Navio, é uma antiga constelação que hoje em dia foi dividida em quatro partes menores. Carina ou Quilha (base do navio), é onde ficam as estrelas mais brilhantes da constelação, inclusive Canopus, a segunda estrela mais brilhante do céu noturno depois de Sírius. Vela ou velame marca o conjunto de velas do navio , e Puppis ou Popa marca a parte de trás do navio. A constelação da Bussola também era incluída em Argo Navis tradicionalmente, apesar de não possuir estrelas de destaque à olho nu.

É uma constelação do hemisfério sul do céu, que seria a maior de todas as constelações se não tivesse sido dividida em 4 na atualidade,com quase 1900 graus quadrados. Uma pequena parte dela é circumpolar na região sul do Brasil. Mas ela é plenamente visível em todo território nacional, especialmente no verão e outono. A estrela alfa , Canopus, representa o estado de Goiás na bandeira do Brasil.

Mitos e origem da constelação de Argo Navis

Essa constelação, na forma de navio, teve origem no Egito antigo. Quando Cão Maior ascende, permanece sempre em direção ao sul celeste naquela região. As constelações que formam Argo Navis não ascendem completamente , mas funcionam como uma base para a figura de Isis vista no cão maior, e era também as vezes vista como o barco de Ossiris. Ela é difícil de observar no hemisfério norte, porque mesmo a parte que ascende fica próxima do horizonte. Quanto mais ao norte , mais difícil (ou impossível) é a visualização.

Os gregos podiam ver ainda menos dessa constelação , mas mesmo assim adotaram a perspectiva egípcia como verdadeira. Canopus por exemplo era invisível na Grécia. Somente em 1752 essa constelação foi inteiramente catalogada e finalmente subdividida em função do tamanho massivo com que ficou. Pra se ter uma noção, em cidades como Londres quase a totalidade desta constelação é invisível, e foram necessárias as navegações a regiões próximas do Equador para que ela pudesse ser melhor conhecida.

Os gregos associaram as estrelas que eles podiam ver com o navio dos Argonautas, grupo de heróis gregos convocado por Jasão na aventura em direção a conquista do Velo de Ouro, descrita na constelação de Áries. Canopus porém, é associada ao capitão do navio de Menelau, rei de Esparta, quando este foi ao resgate de Helena em Troia.

No hemisfério sul porém, essa constelação é uma figura dominante no céu. Partes dela são circumpolares mesmo na região sul do Brasil, e na altura da latitude 60° sul ela é inteiramente circumpolar. Para os índios de etnias das regiões sul, centro oeste e sudeste, as estrelas da constelação de Argo Navis , juntamente com algumas estrelas de centauro formavam a constelação indígena do Veado, que era um anúncio do frio e do inverno que se aproximava, porque se tornava plenamente visível no início do Outono.

Anatomia da Constelação de Argo Navis

Vamos nesta seção subdividir a constelação em suas 4 versões modernas para compreende-las melhor

A constelação de Carina ou Quilha

A constelação de Carina é a que conta com as estrelas de maior destaque das subconstelações. Tem cerca de 494 graus quadrados e simboliza a quilha, ou corpo do navio. É uma constelação visível inteiramente somente em latitudes menores que 20° norte, sendo circumpolar em boa parte do hemisfério sul. Vejamos suas estrelas nomeadas:

Canopus alpha (α)15°15′ de Câncer
Avior epsilon (ε)23°25′ de Virgem
Tureis iota (ι)05°37′ de Libra
Foramen eta (η)22°26′ de Libra
Miaplacidus beta (β)02°15′ de Escorpião

Canopus, alpha (α) Carinae, É uma estrela localizada na quilha do navio. Trata-se da estrela mais brilhante de toda constelação de Argo Navis, e a segunda mais brilhante de todo o céu noturno. Somente Sirius do Cão Maior é mais brilhante, e ambas estão posicionadas a menos de 1 ° de distância em termos de longitude, mas distam em mais de 30° em termos de latitude. Representa o estado de Goiás na bandeira do Brasil.

Canopus é invisível para qualquer um em latitudes acima dos 37° Norte. O local onde essa constelação se localiza é como a espinha dorsal do navio, é a parte de onde se projetam as partes recurvas , sendo o eixo de sustentação e equilíbrio. O nome vem da mitologia , representando o capitão do navio da frota enviada pelo rei Menelaus de Esparta para resgatar Helena em Troia.

Avior, epsilon (ε) Carinae, é uma estrela localizada na quilha do navio. Sua localização é bem ao sul da constelação, e ela é bem brilhante estando entre as mais brilhantes do céu noturno. Como é invisível em latitudes superiores a 30° norte, não se desenvolveu significados relacionados a ela apesar de seu brilho. Esse nome foi dado no século XX em homenagem aos aviadores.

Tureis, iota (ι) Carinae, é uma estrela localizada na quilha de Argo Navis. Tureis vem do Árabe e significa “pequeno escudo”. Outro nome para essa estrela é Scutulum em latim.

Foramen, eta (η) Carinae, é uma estrela localizada na quilha de argo navios. O nome é latim e significa buraco ou concavidade. Esse nome se relaciona a presença de uma nebulosa resultado de uma explosão , ocorrida no século XIX, que de tempos em tempos tende a obscurecer essa estrela, que pode alcançar um brilho elevado que a coloca entre as 10 mais brilhantes do céu noturno. A erupção ocorrida em Foramen foi documentada por astrônomos da época, o que torna a estrela uma grande fonte de interesse para a Astronomia.

Miaplacidus, beta (β) Carinae, é uma estrela localizada na quilha de Argo Navis. O nome é árabe e latino: Mia significando água em árabe, placidus significando calmo, ou seja, águas calmas. Essa estrela é circumpolar em Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

A constelação de Puppis ou Popa

A constelação de Puppis tem cerca de 673 graus quadrados de área e representa a Popa, ou traseira do navio. Neste caso, trata-se de um navio com popa alta e arredonda como aqueles criados pelos Fenícios na antiguidade e adotados pelos gregos, egípcios, persas e romanos. Esta é visível nas mesmas latitudes que o Cão Maior, mas suas estrelas em geral tem menos destaque do que as da Quilha. Vejamos suas estrelas com nomes tradicionais:

Azmidiske xi (ξ)06°19′ de Leão
Naos zeta (ζ) 18°50′ de Leão

Azmidiske, xi (ξ) Puppis, é uma estrela localizada na popa de Argo Navis. Ela fica na parte da Popa que é enfeitada com uma cabeça entalhada, geralmente de leão ou cavalo, bem no alto. É a que fica mais ao norte nesta constelação. O nome é grego e significa “pequeno escudo”.

Naos, zeta (ζ) Puppis, é uma estrela na popa de Argo Navis. Ela fica posicionada no deck onde ficaria o capitão do navio. O nome dessa estrela é a palavra grega para navio.

A constelação de Vela

A constelação de vela representa a vela do navio, responsável por parte de sua propulsão através do vento. Em latitudes superiores a 35° Norte sua visualização é parcial, ficando esta constelação totalmente invisível em latitudes superiores a 49° norte. É parcialmente circumpolar no Uruguai e grande parte da Austrália e Nova Zelândia, e totalmente circumpolar no sul da Argentina e Chile. Suas estrelas com nome tradicional:

Alshuhail Lambda (λ)11°28′ de Virgem
Markeb Kappa (κ)29°11′ de Virgem

Alshuhail, Lambda (λ) Velorum, é uma estrela localizada na vela. O nome é de origem árabe , e significa “a pesada”. Isso se deve ao fato de ela não ascender muito alto na latitude dos países muçulmanos, como se fosse mais pesada simbolicamente.

Markeb, Kappa (κ) Velorum, É uma estrela localizada na vela de Argo Navis. A palavra que da nome a essa estrela e a mesma que origina Markab, de Pegasus, e significa sela, ou assento.

A Constelação de Pyxis ou Bússola náutica

A constelação de Pyxis é uma constelação que antigamente incluía a área de Argo Navis, e que foi transformada numa constelação nova e sem relação com o navio. Trata-se de uma constelação que fica aproximadamente na altura de Cão maior, mais para leste, e que apresenta estrelas de pouco brilho e asterismo pouco claro, sendo de difícil identificação. Ocupa cerca de 220 graus quadrados sendo relativamente pequena. Não apresenta estrelas de destaque.

Significado astrológico da constelação de Argo Navis

Argo Navis é uma constelação ampla em função de sua localização latitudinal, bem alta no hemisfério sul. Isso faz com que suas estrelas caiam em longitudes zodiacais que vão dos signos de Câncer até Escorpião; De uma maneira geral , as estrelas tem natureza de Júpiter e Saturno indicando sucesso em assuntos relacionados a negócios e viagens longas. Uma disposição de espírito aventureira e cautelosa ao mesmo tempo tende a beneficiar a maneira como o indivíduo é tocado por essas estrelas.

Podemos dizer que as estrelas da Quilha inclinam na direção de uma postura mais rígida, mas ao mesmo tempo mais confiável , que transmite credibilidade. Indica sucesso nos negócios e nas viagens , mas ao mesmo tempo riscos de incidentes envolvendo a água , afogamento e naufrágios.

Canopus na Quilha é a estrela mais importante de Argo Navis, e é a segunda estrela mais brilhante do céu noturno. Sua posição longitudinal, próxima a Sirius, reforça os significados benéficos daquela estrela, e adiciona ambição, sede de conhecimento e espírito de aventura. São pessoas sábias, que amadurecem cedo e que dão conselhos úteis aos outros. Pode indicar infelicidade em assuntos domésticos , mas sucesso em tudo o que é mundano. A pessoa tende a ser mais feliz longe de onde nasceu.

Foramen, também na Quilha, sugere riscos maiores de incidentes relacionados a água, principalmente naufrágios. Esses naufrágios podem não ser literais, sendo o naufrágio simbólico de planos ambiciosos da pessoa. Nesse sentido, essa estrela é um aviso para a necessidade de se acautelar com investimentos.

As estrelas da Popa sugerem uma natureza mais resistente e resiliente e uma tendência a um comportamento ostensivo. Esta é a parte enfeitada e mais reforçada do navio. Já as estrelas da Vela indicam uma natureza bastante ambiciosa e estudiosa, e uma vida marcada por viagens e pela companhia de pessoas inteligentes. Indica sucesso em questões educacionais e viagens para locais distantes.

Não existem estrelas de muito destaque nem na popa e nem na vela, e a constelação da bússola não apresenta nem mesmo significado ou estrelas nomeadas , portanto figurou aqui apenas como curiosidade.

A constelação do Cão maior

A constelação do Cão Maior se localiza no hemisfério sul do céu e apresenta a estrela mais brilhante, sem contar o sol, que é visível a partir da terra a olho nu. Trata-se de Sirius, uma estrela binária, 40 vezes maior que o nosso sol e a cerca de 9 anos luz de distância. Sirius é tão brilhante que chega a ser comparável com o brilho de Júpiter ou mesmo Vênus, os planetas visíveis com maior brilho vistos aqui da terra.

A presença de Sirius atraiu os olhares para esta direção do céu desde o alvorecer das civilizações. Os egípcios adotaram a aparição oriental de Sirius como referência para o seu primeiro calendário, e esta constelação representava uma de suas maiores divindades, Isis. A aparição oriental de Sirius marcava o ano novo Egípcio. Esta sempre foi uma estrela muito importante para a astrologia.

Cão Maior também pode ser chamada de Canis Major, e é uma constelação de porte médio, visível facilmente em todo o Brasil durante quase o ano todo. Ela é uma das constelações a figurar na bandeira do Brasil, com 5 estrelas, representando os estados do Mato Grosso, Rondônia, Roraima, Amapá e Tocantins.

Mitologia associada a constelação de Cão Maior

No Egito antigo , a estrela Sírius era considerada a manifestação da deusa Isis no céu. Nessa forma, ela era conhecida como Isis-sopdet. A constelação de Isis-sopdet incluía as estrelas da constelação de cão maior e boa parte da constelação do Navio Argos. É um dos asterismos mais antigos, e mais duradouros na cultura egípcia, sendo substituído somente na época da ocupação grega e romana pela versão da constelação em forma de cão.

Cão Maior era especificamente a cabeça da deusa Isis, com as estrelas no Navio representando seu corpo. Sirius era como a alma ou espírito da deusa, era uma estrela adorada pelos egípcios, vista como um presságio das cheias do Nilo. Na época do império antigo, a aparição oriental de Sirius acontecia no final da primavera (hoje acontece no meio do verão) e era essa a época associada com as enchentes do Nilo, que fertilizariam o solo novamente para a próxima colheita.

Isis foi uma deusa muito adorada no Egito durante toda a sua história. Seu culto perdurou até o século 5 depois de cristo durante o domínio Bizantino e a imposição do Cristianismo Ortodoxo. Acredita-se que teve grande influência sobre o posterior culto a virgem Maria no cristianismo ortodoxo, onde Maria ascende a uma condição de sacralidade semelhante a do próprio Jesus Cristo.

Ela sempre foi encarada como uma divindade da fertilidade, da maternidade e do Casamento. A lenda mais importante de toda a mitologia egípcia se refere a jornada de Isis para encontrar as partes do corpo de seu marido, Ossiris, e assim restaura-lo. Ela tinha portanto uma importância muito grande também em assuntos relacionados não só à vida, mas também a morte. Sob influência grega e romana, na época de Cleopatra e além, ela assumiu aspectos de Hera, Afrodite, Atena e outras deusas, e seu culto assumiu importância ainda maior para o Egito.

O culto a uma grande divindade feminina, poderosa e independente, estava na base cultural do Egito desde a antiguidade, e isso mudou somente com o advento do Islamismo.

Na Mesopotâmia, a constelação do Cão maior era vista como uma flecha , e a constelação do Navio era vista como um arco. A flecha era apontada na direção de Orion. Os gregos porém, viam ali um dos cães de caça de Ártemis ou do próprio Orion, constelação próxima, e essa é a representação que perdura até hoje.

Os índios Tupinambás chamavam Sirius de “souanran” , que significa “semelhante a um vaga-lume”, em função do seu brilho. A aparição oriental dela era aqui também presságio de chuvas se aproximando, mas ocorria ainda em meio a estação mais seca, no inverno.

Anatomia da Constelação de Cão Maior

Cão Maior é uma constelação relativamente pequena, de 380 graus quadrados, mas que apresenta um asterismo razoavelmente claro e estrelas muito brilhantes, incluindo a mais brilhante do céu noturno, Sirius. Está próxima do Unicórnio, de Órion, da Lebre, da Pomba e da constelação do Navio. Ascende acompanhando a constelação de Gêmeos, que fica mais ao norte.

É visível em todo o Brasil, em especial nos meses de verão, quando logo após o por do sol ela ja fica bem visível no céu noturno. Ela é totalmente invisível em latitudes superiores a 60° norte, e circumpolar (visível o ano inteiro, nunca se pondo) em latitudes abaixo de 40° sul (exemplo: centro e sul da Argentina e Chile e na Nova Zelândia).

Mirzam beta (β)07°28′ de Câncer
Furud zeta (ζ)07°40′ de Câncer
Sirius alpha (α)14°22′ de Câncer
Muliphein gamma (γ)19°53′ de Câncer
Adara epsilon (ε)21°01′ de Câncer
Wezen delta (δ)23°41′ de Câncer
Aludra eta (η)29°49′ de Câncer

Mirzam, beta (β) Canis Majoris, é uma estrela localizada na pata dianteira esquerda do cão maior. O nome vem do árabe al Murzin, e significa “o anunciante”. Está relacionado ao fato de ela ascender primeiro e assim “anunciar” a ascensão de Sirius, a grande rainha da constelação. Simboliza o Amapá na bandeira do Brasil.

Furud, zeta (ζ) Canis Majoris, é uma estrela localizada na pata traseira esquerda do cão maior. O nome é uma corruptela do árabe al kurud, e significa “os macacos”. É uma referência ao conjunto de estrelas menos brilhantes que se localiza ao redor desta.

Sirius, alpha (α) Canis Majoris, é uma estrela localizada na boca do cão maior. Se magnitude for importante, então esta deveria ser considerada a estrela mais importante e influente porque é a mais brilhante do céu noturno. E assim ela foi considerada ao menos no Egito, mas foi menos celebrada a partir da Grécia Antiga. Isso talvez tenha ocorrido em função da localização dela, mais ao hemisfério sul.

O nome Sirius é de origem Grega, tendo aparecido pela primeira vez em Hesíodo. Deriva do termo seirios, que significa brilhante ou flamejante, em referência ao seu brilho. Para os egípcios , essa estrela marcava o disco solar localizado acima da cabeça de Isis, as vezes representado com o desenho de uma estrela também. Pode estar ligada a palavra egípcia para Osiris, “Hesiris”, apesar de personificar Isis. Transformou-se em nome próprio em árabe, “al sira” , de onde pode se originar a versão em português “Alzira”. Simboliza o Mato Grosso na bandeira do Brasil.

Muliphein, gamma (γ) Canis Majoris, é uma estrela localizada no pescoço do cão maior. O nome é uma derivação do termo árabe que indica juizes ou jurados em concursos, aquele que julga. Talvez em alusão aos latidos acusadores dos cães. Simboliza o estado de Rondônia na bandeira do Brasil.

Adara, epsilon (ε) Canis Majoris, é uma estrela localizada na perna direita do cão maior. O nome significa “donzelas”, em reforço a natureza venusiana da constelação. É outra estrela bem brilhante da constelação. Representa o estado Brasileiro de Tocantins.

Wezen, delta (δ) Canis Majoris, é uma estrela localizada na barriga do cão maior. O nome deriva do árabe, al wazn, e significa “o peso”. Simboliza o estado brasileiro do Roraima na bandeira do Brasil.

Aludra, eta (η) Canis Majoris, é uma estrela localizada no rabo do cão maior. O nome vem do árabe, e é uma corruptela de mesma origem que Adara.

Significado Astrológico da Constelação de Cão Maior

Astrologicamente, essa constelação como um todo tem a natureza de Vênus. Isso reforça ainda mais a ligação ancestral dela com a divindade feminina egípcia Isis, e com o fato de o símbolo de Isis, o “ankh” se assemelhar ao glifo de Vênus. A única exceção é Sirius.

Ela tende a produzir comportamentos positivos associados a vênus: empatia, delicadeza, afetuosidade, torna o comportamento da pessoa amável e indica algum nível de carisma, mas não necessariamente popularidade. Está mais associada ao aspecto afetuoso de Vênus e menos ao aspecto estético. Num sentido mais negativo pode indicar uma natureza emocional profunda, dada a reações intensas e dificuldade de perdoar quem lhe magoa. Pode ainda produzir medos irracionais como medo de escuro, de altura ou da água, ainda que a pessoa seja corajosa ao encarar perigos reais. Também é associada a mordidas de cães (Sirius em especial).

Outra conexão dessa constelação é com o calor, mas isso numa concepção mais grega e medieval, pouco ligada a astrologia. Na época dos egípcios antigos (3000 a 1500 ac), essa estrela ficava em touro, marcando o coração da primavera. Mas na época da civilização grega e até a alta idade média, ela esteve em gêmeos, tendo migrado para o signo de Câncer a partir do renascimento. Gêmeos marca a aproximação do solstício de verão, então quando sirius desaparecia com a passagem do sol por ali , ele juntava seu calor ao brilho intenso de Sírius e produzia as ondas de calor de verão, conhecidas como dias de cão, nos meses de junho, julho e agosto. Ou assim se acreditava e se explicava o fenômeno das ondas insuportáveis do auge do verão.

Adara é uma estrela importante que significa características muito venusianas. Indica alguém bem-quisto, atraente, bem relacionado com as pessoas, feliz nos assuntos familiares, casamento e amizades. O nome é semelhante ao termo hebraico para adornado, enfeitado, embelezado, adulado (Adar).

Mirzan, Wesen, e Aludra todas tem os mesmos significados de Adara, mas se manifestam de maneira menos intensa, pois tem menos brilho.

Sirius

Sirius tem a natureza divergente das outras estrelas desta constelação. Ela acaba sendo relacionada a Marte e Júpiter, em função de seu brilho intenso, sua associação com fogo e calor e sua localização na boca do cão. Ao invés da representação “delicada e medrosa” das demais estrelas, ela indica poder, riqueza, fama e uma personalidade marcante. Costuma prenunciar sucesso e reconhecimento no trabalho e nos negócios quando ligada ao sol, ao meio do céu ou ascendente. Se estiver ligada a lua ou o ascendente, indica pessoas muito influentes e conhecidas.

Ela indica uma personalidade ardorosa , apaixonada, intensa e veemente, mas ao mesmo tempo fácil de se ofender, ressentida e vingativa. Como um cão, sua resposta automática tanto a um ataque, quanto a um movimento que não consegue compreender ou tolerar é “morder”. Marte em Câncer se beneficia bastante de estar próximo dessa estrela, fazendo a pessoa mais ativa e corajosa. Ela atualmente fica ao redor de 14° de Câncer, mas a maioria das pessoas nascidas no século XX tem ela em 13° de Câncer.

A associação com mordidas de cão não deve ser assumida em seu sentido literal. A boca do cão ladra e morde quando irritada, mas também lambe quando quer demonstrar carinho. É uma estrela que indica uma natureza passional, menos ligada ao que se entende como passionalidade no elemento água, e mais ligada ao fogo: Respostas impulsivas, sinceras e intensas. Atualmente marca um ponto em verdadeira ebulição dentro do signo de Câncer, quase no centro do signo.

A constelação de cão menor

A constelação de cão menor se originou de um asterismo antigo formado apenas por 2 estrelas , com origem na Mesopotâmia. É uma constelação bem pequena , mas contem a oitava estrela mais brilhante de todo o céu noturno. Tem apenas 183 graus quadrados de área, e está próxima das constelações de Gêmeos , câncer, Hidra e Unicórnio.

A constelação do Unicórnio , também conhecida como Monoceros , apresenta uma área bem mais extensa. A constelação de Cão Menor aparece como que cavalgando o unicórnio. Ela foi criada somente no século XVII, mas a área que ela ocupa tinha uma constelação persa chamada “Neper”. Ela não apresenta estrelas muito brilhantes e ocupa uma área de 482 graus quadrados. Está próxima de cão menor e maior, orion, gêmeos , lebre, pupa (argo navis) e hidra.

Mitos associados a constelação de Cão Menor

Na Grécia antiga está constelação recebia o nome de sua estrela alfa, Procyon. Essa palavra significa “o cão depois” indicando que esta constelação nasce logo depois da constelação de Cão Maior. Além disso , Procyon é também o nome do gênero dos Guaxinins, animais de pequeno porte semelhantes a uma mistura de gambá com cachorro. O termo romano era mais explícito , e chamava essa constelação de “antecanis”. Mais tarde essa constelação foi chamada também de “Felis”, que significa gato.

Em termos mitológicos , essa constelação é quase sempre vista em paralelo com a constelação de Cão maior e Orion.

Egito antigo

No Egito , cão maior era associado a Isis, e outra constelação próxima, Órion, era associada a Osiris. Anubis que era filho somente de Osiris, foi adotado como filho de Isis quando esta se casou com Osiris. Anubis era assim associado a constelação do Cão menor (incluindo outras estrelas de constelações próximas). Então na realidade quando vemos as constelações de Órion, Cão maior e Cão Menor ascendendo , estamos na realidade assistindo à ascenção de uma das famílias mais poderosas e cultuadas e de todos os tempos.

Anubis era um deus relacionado aos funerais, a cerimônia de mumificação e tinha o papel de preparar os mortos para o além-vida. Hermes é uma sincretização grega tanto de Toth (associado a constelação de Sagitário) quanto de Anubis (na região do cão menor, mas também bem próximo de gêmeos). Nesse sentido Anubis era um mensageiro, e estava relacionado a essa transição entre vida e morte. O fato desta ser uma das divindades mais conhecidas do antigo Egito hoje em dia se deve mais ao fato de que a maioria dos monumentos que restam hoje em dia da civilização egípcia são monumentos mortuários.

Além de tudo, Anubis apresenta uma forma antropomórfica, com corpo de homem e cabeça de chacal. Com o chacal sendo um animal muito apropriado para figurar na constelação do cão menor, porque ele se parece com um cachorro, mas ainda é menor do que um lobo por exemplo.

Grécia

Esta constelação representa um dos cães de Órion, o grande caçador; Entretanto, esses cães também são associados a Ártemis, a deusa da caça. Ártemis era a melhor caçadora que já existiu, e naturalmente foi a dona dos melhores cães de caça que ja existiram e que figuram nas constelações de Cão maior e Menor.

Entretanto, outro mito associa esta constelação a Virgem e Bootes. Icarius de Atenas adorava ao deus do vinho, Dionísio, e foi ensinado por ele a fabricar o vinho. Um dia Icarius ofereceu vinho a alguns pastores, que ficaram bêbados e decidiram lhe matar porque pensaram que ele havia tentado lhes envenenar. A filha de Icarius , Erigone, foi procurar seu pai acompanhada de sua cadela, Maera. Com ajuda de sua cadela, ela encontrou o corpo do pai morto e se suicidou em tristeza.

Dionísio ficou enfurecido com a cidade de Atenas e enviou contra ela um pestilência que causava insanidade em todas as mulheres virgens ou não casadas, levando todas elas ao suicídio. A praga perdurou enquanto Atenas não criasse rituais em homenagem a Icarius, e Dionísio colocou Icarius no céu como a constelação de Bootes, Erigone como a constelação de Virgem e a cadela Maera como a constelação de Canis Minor.

Monoceros, o Unicórnio

Apesar dessa constelação não aparecer nos livros tradicionais, que normalmente figuram somente as constelações listadas por Ptolomeu e Manilus, é interessante citar a criatura simbolizada nessa constelação e explicar sua origem.

Unicórnios eram abundantes nas representações artísticas da Europa Medieval e Renascentista. São um símbolo de pureza, porque são retratados como cavalos indomáveis e agressivos. Entretanto, o toque de uma donzela virgem os acalmava , e eles poderiam inclusive dormir no colo de uma donzela que os tocasse e acarinhasse.

Acredita-se que a lenda dos Unicórnios se originou a partir da descoberta de fósseis de parentes antigos dos rinocerontes no continente europeu, em especial do eslamotherium. O chifre dos narvais também era vendido como prova da existência de unicórnios.

Anatomia das Constelações de Cão Menor e Monoceros

Cão Menor é uma constelação de pequeno porte , que costuma ser melhor observada no verão e outono brasileiro. É visível em todo território nacional, ficando próxima do equador celeste. É facilmente identificável pelo brilho de sua estrela alfa, Procyon. Trata-se de uma estrela brilhante que fica ao sul da constelação de Gêmeos.

Gomeisa Beta (β) Canis Minoris22°29′ de Câncer
Procyon Alpha (α) Canis Minoris26°00′ de Câncer
Lucida Alpha (α) Monocerotis29°21′ de Câncer

Monoceros é uma constelação um pouco maior, mas que não forma asterismo. Algumas de suas estrelas são facilmente visíveis, mas a maioria delas é mais difícil de identificar. Uma característica dessa constelação é que ela ocupa uma posição equatorial no céu, se estendendo ao longo da via láctea.

Gomeisa, Beta (β) Canis Minoris, é uma estrela localizada na coleira do cão menor. O nome vem do árabe e significa “a que chora” ou “a de olhos lacrimejantes”. Isso ajuda a entender a conexão dessa constelação com água e afogamentos.

Procyon, Alpha (α) Canis Minoris é uma estrela localizada no corpo do cão menor. É a mais brilhante da constelação, e uma das mais brilhantes no céu, e se localiza numa região cercada de outras estrelas muito brilhantes das constelações de touro, Órion, Cão Maior e Leão. O nome é de origem grega , e significa “o cão que vem depois”, em alusão ao fato dela ascender depois de Cão maior.

Lucida, Alpha (α) Monocerotis, se localiza na calda do Unicórnio. Significa brilhante em latim. Entretanto, esse não é um nome oficial, apenas apareceu em algumas representações renascentistas.

Significado Astrológico da constelações de Cão Menor

Cão Menor é considerada uma constelação de natureza neutra. Ela indica amor aos animais , risco de mordedura de cães e é associada a água e afogamentos. Isso pode estar relacionado ao fato de ela estar como que na beira da via-láctea, com a via-láctea frequentemente sendo associada a um rio. Monocerus, como dito anteriormente, se localiza na região por onde passa a via-láctea naquela área.

Monoceros não apresenta significado conhecido , e como não apresenta estrelas muito brilhantes também, figura neste artigo apenas como mera curiosidade.

Dentre as estrelas de Cão Menor Gomeisa não parece ser muito afortunada, significando afogamento , naufrágios e outros incidentes envolvendo a água. Procyon porém, é considerada muito afortunada. É uma estrela ligada a sucesso, criatividade e fertilidade. Entretanto, ela conserva o sentido geral da constelação, alertando também para riscos envolvendo a água.

Page 1 of 55

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén