Um signo para chamar de meu

A astrologia mais popular, veiculada em jornais ou revistinhas, condicionou as pessoas à ideia de que todas elas tem um signo. Como um crachá de apresentação, que vai dizer muito sobre ela. Entretanto, assim que iniciamos os estudos da astrologia, mesmo quando fazemos isso pelas vias mais modernas, logo percebemos as generalizações e equívocos por trás dessa ideia.  Nesse caso em particular, é atribuída ao sol uma importância como elemento determinante da personalidade, uma condição que ele na verdade não tem. Em defesa disso, pode-se argumentar que o Sol significa centro, autoridade, liderança e as coisas mais importantes na vida de uma pessoa, e que por significar esses elementos que recebem tanta importância simbólica, naturalmente nos identificamos em nível pessoal com os seus predicados e significados essenciais.
Mas a personalidade na astrologia é um estudo mais complexo. Pode-se dizer que é impossível descrever a personalidade de uma pessoa sem levar em consideração o mapa como um todo. E pode-se também querer refutar isso dizendo que existem sim elementos que são mais importantes – que não o sol. Por exemplo, a lua e o Ascendente.
Então isso significa que podemos nos voltar para o nosso signo lunar como o nosso “verdadeiro”  signo? Não necessariamente. A lua fala de uma
dimensão mais subjetiva e espontânea, mas ao mesmo tempo, de uma porção da nossa personalidade que é pouco assumida, da qual temos um baixo nível de compreensão e onde geralmente somos mais imaturos e infantilizados. Apesar de ser muito reveladora, a lua é incapaz de conferir sozinha todo esse sentido que se busca na ideia de “meu signo”.
Resta agora o ascendente, então só pode ser ele o elemento a revelar o nosso verdadeiro signo. Pra começar, o ascendente é de fato o elemento mais diferenciador do mapa astrológico. Diferente da posição do sol, da lua e dos planetas , que requerem apenas o conhecimento da data e hora de nascimento para que se encontrem seus posicionamentos precisos, o Ascendente requer ainda  o conhecimento do local onde ocorreu o nascimento, porque ele conjuga o elemento espacial no mapa , e pode variar bastante conforme a latitude e a longitude em que se nasceu. A conformação das casas astrológicas é diferente em todos os pontos do planeta para cada instante que resolvermos avaliar. Portanto temos aí um elemento que traz uma característica diferenciadora para o signo ascendente.   O ascendente tende a falar da aparência e forma física, principalmente da feição da pessoa, assim como da sua personalidade de modo geral.
Porém o ascendente é um elemento frágil: muitos dos seus significados são drasticamente alterados  por planetas que realizam aspectos com ele, por planetas em conjunção com ele e também por planetas que estão posicionados na casa 1, mesmo que distantes ou até mesmo em um signo diferente dele. Ele também é alterado pelo seu dispositor (planeta que tem domicílio ou que é o almutem do grau ascendente), que pode estar em um signo que contradiz sua natureza básica. Vemos aí a quantidade de fatores que podem alterar apenas uma parte daquilo que pode significar a personalidade de uma pessoa.
Nem o Sol, nem a lua e nem o Ascendente. E sem nenhum desses
três signos podendo facilmente receber a alcunha de “O SIGNO”  de uma pessoa, como preenchemos esse vazio? Na astrologia moderna existe a brilhante ideia de se determinar o “verdadeiro signo” de uma pessoa através de uma equação que atribui pontos para cada elemento do mapa. Posicionamentos  mais importantes como Sol, lua e Ascendente recebem naturalmente uma pontuação maior, mas há quem coloque na fórmula até a lilith e os asteroides. Entretanto essa abordagem esteriliza os planetas que são na verdade os elementos fundamentais da carta astrológica. Por exemplo, uma pessoa que tem Júpiter no ascendente vai exprimir muito mais intensamente as características típicas de um ascendente em Sagitário (signo regido por Júpiter) independente do signo em que júpiter e o ascendente estejam. E aí , mesmo que a pessoa não tenha absolutamente nada em Sagitário, essa influência fundamental é excluída da análise. Mesmo uma pessoa que tenha Júpiter em trígono ou oposição ao ascendente vai exprimir mais intensamente os predicados de signos naturalmente regidos por Júpiter. Daí percebemos que este não é o
caminho mais indicado.
Alguns mais versados na astrologia tradicional acreditam ter encontrado a solução para esse dilema, tão importante no existencialismo astrológico. Existe um cálculo que visa encontrar o verdadeiro planeta regente de um mapa. É um cálculo complexo, ‘misterioso’, que não está disponível facilmente para os leigos que teriam que estudar os fundamentos da astrologia pra se embrenhar nesse tema. Recebe o nome de “Almuten Figuris”, como se fosse algum feitiço do Harry Potter. Esse cálculo visa medir o nível de força que cada planeta exerce sobre os graus considerados mais importantes no mapa: O sol, a lua, o ascendente, a parte da fortuna e a sizígia pré-natal (que é o grau onde ocorreu a última lua nova ou lua cheia antes do nascimento da pessoa).  O planeta que tiver mais força após uma somatória, será declarado o “Almuten Figuris” daquele mapa. Então a solução seria adotar o signo em que se encontra esse planeta no mapa? Ou então esquecemos  do signo e adotamos somente o planeta? Ainda que o Almutem Figuris seja um elemento importante para análise, inclusive para análise da personalidade de uma pessoa, ainda assim não é ele que vai gerar essa figura que forma a individualidade de alguém.
Na verdade todos somos seres extremamente contraditórios, complexos , e ao mesmo tempo somos mais parecidos uns com os outros do que gostaríamos de assumir. Somos bem menos extraordinários e únicos do que gostamos de supor. Somos menos importantes do que nossos pais nos fizeram acreditar que somos. Na verdade somos criaturas vulgares , que existem aos bilhões neste planeta nanico. Não existe essa “essência”individual toda que tentamos desesperadamente encontrar e desenvolver. O que existe atualmente na nossa sociedade massificada é uma cultura essencialmente Narcisista e um egoísmo cego que nos leva a não enxergar o quão parecidos somos uns com os outros, e  que nos leva a nos identificarmos a nível pessoal com diversas coisas que na realidade são características humanas, presentes em maior ou menor grau em todas as pessoas. Inclusive essa linha de raciocínio que estou seguindo poderia servir facilmente para qualquer um que queira deslegitimar ‘a astrologia’, mas na verdade deslegitima apenas a astrologia personalista das revistinhas e jornais, dos signos e decalques pessoais. Porque uma análise astrológica profunda , que inclua a análise do mapa como um todo pode ajudar a pessoa a identificar de que maneira diferentes dramas coletivos são encenados em sua realidade particular e cotidiana.
Portanto, vamos refletir sobre os impulsos narcisistas   que nos levam a nos determinar de forma tão simplista e a nos apegar a ideias simples e vagas sobre quem somos. E vamos parar de tentar encontrar coisas que não existem, como a ideia de um signo (ou planeta) para chamar de seu. Somos mais complicados, mas simultaneamente mais comuns e regulares do que imaginamos.
Uma coisa que pode lhe aproximar da ideia “DO SIGNO”  é o conceito de temperamento, mas essa é uma história mais complexa. Ele traz um conceito de personalidade essencial , espontânea ou latente, que se expressa inclusive no plano físico , através da forma física da pessoa. Mas além de existirem poucos temperamentos disponíveis, dificilmente uma pessoa tem apenas um temperamento , podendo ter até 3 que se destacam mais. Ele não traz essa dimensão individualizadora que se busca, tão típica daquele conceito das revistinhas que inclusive trazem testes infalíveis pra que você saiba qual personagem de Game of  Thrones melhor reflete a sua personalidade . A recusa em lidar com a complexidade inerente cada coisa, ou mesmo a cada um de nós, é um problema generalizado não apenas entre quem gosta de astrologia, mas um sintoma da nossa sociedade. Vivemos num mundo que tenta nos simplificar e padronizar cada vez mais. Vejo essa busca por signos ou almutens pessoais , que definam, simplifiquem e resumam a pessoa, como parte desse processo que nos resume e limita cada vez mais, e que nos leva a ser cada vez menos.

O calendário, o nascimento de Cristo e o futuro visto nas interações de Urano e Plutão

O calendário que usamos, com a contagem de anos iniciada em
uma suposta data de nascimento para Cristo, foi estipulado por volta do ano 600
desta era por um  monge católico chamado
Dionísio, baseado em passagens bíblicas 
que mencionavam a estrela de Belém, o reinado do rei Herodes e o recenseamento
do Império Romano. Essa data foi posteriormente contestada por  historiadores, mas a nova forma de contar os
anos se manteve até hoje e é usado a mais de 1400 anos.
A data de nascimento de cristo ainda é fonte de discussões,
mas ela é colocada por estudiosos entre os anos 6 e 4 antes de cristo.Para além
do significado teológico do evento, pragmaticamente , não importando se isso
foi mito ou fato, a questão temporal que se estabeleceu é importante para todos
nós; Curiosamente, ninguém naqueles dias tinha noção de que estavam no início
de uma era. Na verdade o nascimento de cristo é datado para o ano 753 da
fundação de Roma segundo algumas fontes, e mesmo naquela época outros sistemas
de contagem do tempo vigoravam como o egípcio e o hebraico, que aliás, é
utilizado até hoje pelas comunidades judaicas mundo a fora e que marca
atualmente o ano de 5776.
Eu chamo a atenção para um evento celeste de gigantesca magnitude
que ocorreu entre os anos 6 antes de cristo e o ano 1 da era cristã, justamente
o lapso temporal onde se coloca o nascimento do Cristo. Não se trata exatamente
da estrela de Belém (que pode se referir  a uma conjunção entre júpiter, saturno e Urano
em Peixes ocorrida no ano 7 ac). Falo de uma longa oposição entre Urano em
Peixes e Plutão em Virgem que se estendeu por todos esses anos.
Foram 13 contatos exatos nessa oposição, você pode conferir
as datas olhando numa efeméride (o site www.astro.com tem efemérides
disponíveis pra esse período, assim como o Programa Solar Fire e sites como o http://www.true-node.com/eph1/):
09°51′ Peixes/Virgem  24/06/-6
12°21′ Peixes/Virgem  19/04/-5
13°13′ Peixes/Virgem  31/07/-5
15°16′ Peixes/Virgem 
01/04/-4
16°30′ Peixes/Virgem 25/08/-4
18°15′ Peixes/Virgem 18/03/-3
19°48′ Peixes/Virgem 17/09/-3
21°14′ Peixes/Virgem 04/03/-2
23°06′ Peixes/Virgem 08/10/-2
24°14′ Peixes/Virgem 18/02/-1
26°27′ Peixes/Virgem 01/11/-1
27°14′ Peixes/Virgem 31/01/1
00°00′ Áries/Libra      18/12/1
Toda a mitologia em torno da história de Jesus Cristo remete
profundamente aos simbolismos dos signos de Peixes e Virgem. De um lado temos a
figura revolucionária do Cristo que vem pregar a caridade, o amor ao próximo ,
a simplicidade e a compaixão, incorporando os significados de Urano em Peixes,
e do outro temos uma mulher que da a luz mesmo sendo Virgem, concebendo um
filho a partir do Espírito Santo, a Virgem Maria, exemplo de “retidão e
castidade” para todas as mulheres cristãs, sendo representada por Plutão
em Virgem.
Apesar do Cristo e da Virgem não serem eles mesmos figuras
de poder ou autoridade, eles foram instrumentalizados pelo cristianismo e se
transformaram em incomensurável fonte de poder e controle nas mãos da Igreja
Católica durante vários séculos.    
Chamo a atenção ainda para o último contato exato dessa
Oposição entre Urano e Plutão, que não ocorreu em qualquer local do zodíaco e
também não ocorreu em qualquer ano. Quis uma retumbante coincidência que o ano
1 da Era Cristã fosse também o ano em que viesse a ocorrer uma oposição
exatamente entre a origem e o mediano exato do zodíaco, os graus 00° de Áries e
00° de Libra, mas não somente no grau zero, mas também no minuto zero. Esses
dois planetas foram descobertos mais de 1000 anos após o estabelecimento dessa
forma de se contar os anos , e essa forma foi estabelecida ela mesmas 600 anos
depois  do marco inicial estipulado, e
somente uma grande casualidade, coincidência ou  mágica sincronia explicam a maneira como tudo
isso veio a se encaixar depois.
Nos dois milênios que se seguiram, não ocorreram oposições
entre Urano e Plutão no eixo Peixes/Virgem. Mas isso está para  mudar ainda neste século! Depois de 2050 anos
aproximadamente, entre 2045 e  2048,
neste século  em que estamos, daqui a
aproximadamente 30 anos, Plutão em Peixes e Urano em Virgem formarão uma
oposição neste eixo novamente, e apesar de ser uma oposição “reversa”
(com Plutão e Urano em lugares opostos) ela deve ter uma carga semelhante, mas
dessa vez é o feminino que vêm emergir como força revolucionária, com urano no
signo de Virgem que carrega como símbolo uma mulher. Virgem é o signo que rege
a ciência, a medicina, a informática e a robótica (os servos mecânicos) e nesta
oposição veremos o auge do ciclo iniciado com a conjunção de Urano e Plutão em
Virgem da década de 60, e que é caracterizado por revoluções em todas essas
áreas significadas por Virgem. já Plutão em Peixes neste contexto pode
significar uma dimensão gigantesca e ainda inédita da ideia de inconsciente
coletivo e movimentos de massas humanas, coisa que temos observado ja com o
advento das redes sociais nos trânsitos recentes de Urano e Netuno por Peixes. 

Os Trânsitos de Urano

Urano é um planeta que foi descoberto oficialmente na década
de 80 do século XVIII, desbancando Saturno como o limite conhecido do sistema
solar , e coroando a destituição da astrologia enquanto ciência no mundo
ocidental (processo que se deu desde entre o final do século XVII e o século
XVIII, ou seja, ao longo do período chamado de “Iluminismo”).  Curiosamente é esse o planeta que os
astrólogos modernos passaram a considerar como o governante ou significador da
astrologia, sendo ele igualmente o planeta que impulsionou o desenvolvimento da
astronomia enquanto ciência totalmente independente da astrologia e o que
significou uma pá da cal no papel da astrologia e dos astrólogos na sociedade
do momento de sua descoberta.  Essa  é uma das inúmeras contradições que se
relacionam ao papel de Urano na Astrologia.  
Outra contradição interessante é que na mitologia, é Saturno
quem desbanca Urano (seu pai) como o soberano do Universo, castrando-o com sua
foice. Na prática, astronômica e astrológicamente falando, ao menos durante
algum tempo, foi Urano quem rompeu com o domínio de saturno enquanto limite
do  sistema solar, como o planeta mais
distante e mais lento, mas logo ele mesmo foi desbancado por outros planetas e
logo , com o tempo, a ideia de “limite” do sistema solar se
transforma em uma ideia bastante relativa e flexível. A Urano foi também
atribuída a regência sobre o signo de Aquário, indicando que Urano na realidade
veio para complementar funções tradicionalmente Saturninas, pois era Saturno o
regente tradicional deste signo. O corte limitador com a foice de saturno é
substituído em Urano pela mudança em caráter drástico, subto e revolucionário.  Assim como Aquário, Urano vem pra significar e
destacar também os elementos destoantes , únicos, originais ou mesmo aberrantes
da existência humana.
Em trânsito, Urano significa  grandes mudanças; Na verdade, Netuno e Plutão
também significam isso em essência e de forma bem simplista. Mas dentre os três
Urano é o que se move mais rapidamente e é o único desses três que temos enquanto
humanos a chance de vivenciar um ciclo completo no zodíaco, já que seu período
de translação ao redor do sol é de 84 anos, Idade alcançada por cada vez mais
pessoas nos dias de hoje. Esses três planetas dão uma dimensão de tempo que se
move apesar da humanidade e dos seus
tempos proprios. Diferente de Saturno, mais rápido e cujo ciclo pode ser vivido
até 3 vezes ao longo de uma vida. Com Urano você tem uma chance, e com netuno e
Plutão não chega a isso porque seus ciclos completos não podem ser vividos por
uma pessoa porque ultrapassam bastante a duração média da vida humana (165 anos
para Netuno, 245 anos para Plutão).
Apesar da possibilidade de se viver um ciclo completo de
Urano, a maioria dos seus trânsitos  são
vividos uma única vez na vida , especialmente aqueles vividos a partir da
adolescência , porque os da infância podem ser revisitados em idade
extremamente avançada. Diferente de Saturno, onde temos a oportunidade de
aprender com uma experiência e repeti-la, e assim tentar se aproximar de uma
maestria ou domínio sobre aquele tempo ou aquele tipo de experiência,  Urano não oferece essa possiblidade. Com Urano
a chance de aprendizado e vivência é única, é pegar ou largar. As vezes há
escolha, mas na maioria das vezes não há, e se optamos por não cooperar, somos
arrastados pelas correntes do tempo, absolutamente indiferentes a nossa
capacidade de adaptação ou aprendizado, tendo que lidar com imprevistos ou
incidentes que refletem nossa cegueira em relação a um modo de ser ou agir que
simplesmente  deixou de funcionar, de
maneira irreversível.        
Em média Urano fica cerca de 7 anos em cada signo, e avança
algo em torno de 4° por  ano . Assim um
trânsito de Urano, dependendo da orbe usada , pode durar de 1 a 3 anos. Se
optar por uma orbe estreita, como a de apenas 1 °, no máximo 2 anos, com isso se
expandido na medida em que você aplica orbes maiores. Independente da orbe
usada, é obviamente no contato exato que as coisas realmente acontecem de forma
contudente. Há entretanto um processo de ansiedade com a aproximação do
trânsito que diminui justamente durante os contatos exatos, quando então a
novidade que ele vem simbolizar se torna completamente conhecida e assimilada.
O Afélio de Urano fica no final do signo de Peixes , e o
Perihélio fica no final do signo de Virgem. Assim, os signos em que Urano fica
mais lento são justamente esses por onde ele tem transitado ultimamente:
Aquário, Peixes, Áries e Touro, onde ele vai ingressar no ano de 2018. Os
signos por onde Urano fica mais rápido são os signos de Leão, Virgem, Libra e
Escorpião. Entre Sagitário e Capricórnio ocorre um processo de desaceleração.
Ao entrar em Sagitário, Urano anda quase 5° por ano, e ao final do signo de
Capricórnio ele anda apenas 4° por ano. É uma mudança sutil, mas significativa
quando levamos em conta a lentidão geral do planeta. Entre os signos de Gêmeos
e Câncer ocorre o inverso, um processo de aceleração nas mesmas proporções: Em
gêmeos ele ainda está bastante lento andando em torno de 4° por ano, e no final
do signo de Câncer já anda quase 5° por ano.
Falando agora em quantidade de tempo, a título de
comparação: Para transitar entre os signos de Leão e Escorpião, Urano leva 26
anos, (média de 6,5 anos por signo) e para transitar por entre os signos de
Aquário a Touro, ele leva 30 anos (média de 7,5 anos por signo).   Essa
diferença na velocidade de Urano não é sentida nos processos individuais,
porque altera muito pouco a frequência e duração dos trânsitos. Mas ela tem
relevância no contexto coletivo e histórico, que foge do escopo deste artigo.   
Assim como Netuno e Plutão, Urano preside mudanças que
afetam de maneira direta a coletividade como um todo, e de maneira indireta a
pessoa que vivencia um trânsito qualquer desse planeta, por mais importante ou
“pessoal” que seja o ponto afetado.  Ao trazer inovações tecnológicas, ideológicas
e comportamentais para o plano coletivo, que assumem a forma do signo por onde
ele vai transitando, Urano promove uma reação em cadeia que de alguma forma irá
afetar a todas as pessoas uniformemente. Todos de alguma maneira terão de lidar
e se adaptar com aquilo, e se a pessoa por ventura nasceu com planetas que
entram em choque com o que Urano representa naquele momento, ela vai encarar
aquelas mudanças como distúbios ou anomalias em relação ao que ela entende como
o normal ou ameaças ao seu status, e até se tornar capaz de compreender a
dimensão das mudanças que a circundam, alguém sob um trânsito de Urano pode
experimentar imensa ansiedade, desconforto ou mesmo sofrimento enquanto dura o
trânsito.
Diante de um trânsito de Urano, ou assumimos a iniciativa
nas mudança necessária ou somos atropelados pelas circunstâncias. Mudar é difícil
e o trânsito não nos obriga diretamente a mudar, mas as mudanças que ele
significa tratam de gerar a pressão que vai nos levar invariavelmente na
direção de uma atitude ou mudança radical pra lidar com aquela novidade.  Você é livre pra escolher se vai conviver
mansamente com as pressões ou se assumirá uma postura incisiva e libertadora,
mudando onde for necessário e abrindo mão de apegos. Assim, para pessoas mais
conservadoras, acomodadas ou passivas, Urano pode frequentemente ser sentido como
uma tortura psicológica, e se a índole da pessoa a fizer resistir, ela é capaz
de atravessar todo o trânsito apenas tentando evitar as mudanças e chegar ao
final sem ter mudado em absolutamente nada. Mesmo que isso signifique limitação
nas possibilidades e liberdades. Já para pessoas mais progressistas, dinâmicas
e arrojadas, as experiencias uranianas são vividas com naturalidade e essas são
sempre as mais capazes de tirar proveito das mudanças simbolizadas por Urano.
 As mudanças podem assumir diferentes formas a depender de
cada ponto que é desafiado, impelido ou convidado a mudar:

  • Trânsitos com o Ascendente levam as pessoas a modificarem a
    aparência de alguma forma e quase sempre impõe mudanças drásticas a nível
    comportamental e nos relacionamentos, principalmente casamento e sociedades.

  •  Já os trânsitos com o
    Meio do céu indicam grandes reviravoltas a nível estrutural relacionadas a
    carreira e imagem pública, e também a questões familiares.

  • Trânsitos de Urano com a lua indicam imensa ansiedade e
    instabilidade nas relações mais íntimas, familiares ou relacionadas a questões
    de moradia ou mesmo com o passado remoto.

  • Os trânsitos com o sol são recebidos como afrontas ou
    desafios ao ego que podem nos empurrar nas mais variadas direções na nossa
    busca por fazer valer nossa vontade e nosso senso de importância na sociedade.

  • Urano em trânsitos com Mercúrio indica a necessidade de se
    adaptar a novidades que vem das mais diversas fontes, inovações tecnológicas e
    sutilezas relacionadas a comunicação e burocracia, capazes de gerar grande dor
    de cabeça.

  • Urano em trânsito com vênus altera nossa forma de se
    relacionar com as pessoas e de extrair prazeres da vida, geralmente causando
    imensa excitação e vontade de explorar novidades.

  • Urano em trânsitos com Marte pode gerar imensa
    irritabilidade, situações explosivas, violentas, descontrole  e até mesmo a ocorrência de acidentes, até que
    a pessoa se adapte com mudanças sutis relacionadas para ela a autoafirmação e o
    modo de executar as ações no plano físico.          

  • Urano com Júpiter indica vontade de viver, necessidade de se
    expandir, aprender e errinquecer se possível, despertando em nós o nosso lado
    mais oportunista e temerário, nos levando a correr riscos e a apostar alto  nas mudanças.

  • Urano em trânsito com Saturno indica confrontação com nossas
    limitações, sensação de perda do controle e necessidade de flexibilizar e
    aceitar mudanças em áreas onde somos costumeiramente mais rígidos,
    preconceituosos ou tacanhos.

  • Os trânsitos de Urano com Urano natal e também com Netuno e
    Plutão nos obrigam a lidar com a inexorabilidade do tempo que passa
    independente da nossa vontade e varre da existência, de tempos em tempos,
    situações, lugares, coisas e relacionamentos com os quais vamos desenvolvendo
    apego e dependência. Porém, esses trânsitos atuam num sentido muito mais
    coletivo que individual, sinalizando os conflitos de geração. Quanto mais forte
    for Urano, netuno ou Plutão no mapa da pessoa, maior o impacto de trânsitos
    desse tipo.  
Os trânsitos de Urano pelas casas no mapa natal apontam as áreas de nossa vida que serão sacudidas pelas eventuais mudanças que Urano venha a promover. Quanto mais tensões incidirem sobre aquela casa, tanto maior é caos e a dimensão da mudança que a pessoa terá de enfrentar. Urano pode permanecer de 5 a 10 anos numa casa (as vezes até mais ou menos que isso) a depender da sua velocidade e do tamanho da casa. Sua passagem pelos principais ângulos do mapa é sempre contundente, assinalando períodos de imensas reviravoltas.
Por fim, é sempre importante observar uma das principais características de Urano, que é a sua absoluta neutralidade ou indiferença: As mudanças que ele significa não são para lhe testar, não são para lhe prejudicar, não são um “desafio” que você precisa superar, e não tem intenção nenhuma de lhe ajudar. Elas simplesmente são, independe de você, da sua vontade, da sua insignificante existência e do tamanho que seu ego possa ter. A mudança acontece e você sempre escolhe se vai tentar evitar ou se vai abraçar a nova coreografia imposta pelo universo, e o tempo seguirá,  independente da sua decisão. Nesse sentido é sempre interessante buscar um equilíbrio: Nem todas as mudanças são necessárias, alguma podem ser evitadas sem prejuízo , outras requerem que nós realmente nos tornemos mais flexíveis. Se a cada virada de curva no ciclo de Urano nós virarmos nossas vidas de cabeça pra baixo, em algum momento ela se torna impraticável, da mesma forma que em algum ponto somos obrigados a ceder em alguma mudança para evitar que algo que nos é caro se rompa e se perca para sempre.  Não há uma regra geral para lidar com esse tipo de trânsito. Quanto mais soubermos quem somos e mais controle tivermos sobre nossa ansiedade, com mais clareza se atravessa a experiência uraniana. 

O Ciclo de Marte

Marte na astrologia tradicional é chamado de pequeno maléfico, mas isso não quer dizer que ele seja um mal realmente ‘menor’ se comparado a saturno que recebe o epíteto de grande maléfico no que diz respeito aos seus efeitos possíveis. Saturno é o grande maléfico porque ele fala dos males, problemas e crises de natureza estrutural e crônica e marte é menor porque fala dos malefícios agudos e repentinos. É como se saturno fosse uma dor crônica, que vem e volta ciclicamente, que pode ser prevista, calculada e controlada. Marte é um ferimento agudo, um corte, uma punhalada, uma queimadura ou uma doença aguda e violenta, que chega sem aviso prévio e logo passa.

Muito da natureza que atribuímos atualmente a Urano na astrologia moderna na realidade sempre foi considerado papel de Marte na astrologia tradicional. Os acidentes e incidentes, revoltas e sedições, comportamentos erráticos, bizarros e vulgares sempre foram também atributos marcianos, assim como a sua natureza instável, ousada, temerária e incitadora da discórdia.   Marte é uma energia instável que se bem dirigida se transforma em potência e é capaz de construir, produzir e fortalecer (quando pensamos em Marte como aquele que preside o trabalho e a energia sexual por exemplo). Se não for controlada, ou pior, se for direcionada com finalidades perversas, mesquinhas ou egoístas, Marte é uma imensa dor de cabeça que nos faz dar graças aos céus pelo fato de ele ser tão rápido. Enquanto um trânsito de Saturno dura ao longo de um ano inteiro por exemplo, um trânsito de Marte normalmente dura alguns dias, não mais que uma semana. Mas pontuamos bem – normalmente é assim que ele funciona.

Quando ocorrem retrogradações de Marte, aquilo que normalmente seria apenas mais um incidente, stress, confronto, tumulto ou explosão assume uma condição de permanência que não diminui a sua intensidade , e assim Marte tem o potencial de se transformar na energia que se materializa na forma de um tormento ou tortura. É por isso que se deve evitar o início de atividades de natureza marciana durante as retrogradações, porque elas podem se transformar em fontes de dor de cabeça e demorar mais que o esperado. Assim se planeja iniciar conflitos judiciais, atividades físicas, trabalhos que exigem esforço e empenho constante, cirurgias eletivas, viagens longas feitas de carro, tente na medida do possível escolher momentos com Marte direto para esse tipo de atividade, e de preferência com um Marte minimamente dignificado.

Por isso é interessante termos em mente que o planeta não vai apresentar uma manifestação única ao longo do tempo. Pra ter uma dimensão melhor dos diferentes efeitos de Marte, se faz interessante um estudo detalhado do ciclo de Marte ao redor do Sol, do ponto de vista geocêntrica a partir do prisma da astrologia. Nesta análise, eu divido didaticamente  o ciclo em 4 fases, como fazemos com o ciclo da lua ao redor da terra.



1. A aproximação e conjunção com o sol (Marte combusto, sob os raios do sol e cazimi).

O ponto de partida pra analisarmos um ciclo completo precisa ser uma sizígia, termo que designa conjunções e oposições de qualquer planeta com o Sol. A conjunção com o Sol ocorre sempre com Marte direto, e a Oposição ocorre sempre durante uma retrogradação. Vamos tomar como exemplo o ciclo atual a partir da última conjunção de Marte com o Sol pra compreender a anatomia de um ciclo completo de Marte. Esse ciclo vai de meados de 2015 até meados de 2017.

A última conjunção de Marte com o Sol foi em 14 de junho de 2015, e ocorreu aos 23°17′ do signo de Gêmeos. Ao redor da conjunção estão as zonas de proximidade com o Sol em que Marte fica debilitado, a combustão e a região onde ele fica sob os raios do sol.

Desde o dia 10 de abril de 2015 Marte entrou na zona onde ele é considerado sob os raios do sol, o sol aos 20° de Áries e Marte aos 07° de Touro neste dia.  A partir daí eles vão paulatinamente se aproximando, com Marte ultrapassando sua velocidade média e se aproximando de sua velocidade máxima que se dá quando ele está em conjunção ao sol propriamente.

Um planeta sob os raios do sol entrou na zona de influência do sol. É como se ele “devesse explicações ao sol” sobre qualquer tipo de coisa que deseja fazer enquanto está nesta zona, estando subordinado a vontade solar. Marte vai se manifestar aí como uma energia impulsiva e temerária, que por sua natureza ígnea, acaba desobedecendo aos comandos solares, o que torna a presença de Marte nessa região algo tenso.

A partir do dia 13 de Maio de 2015 Marte entrou em combustão: as mesmas características de quando ele está sob os raios do sol são sentidas, mas elas se manifestam de forma mais intensa. Mais velocidade, mais impulsividade, mais irritação por consequência, e Marte cada vez mais próximo do sol desafia a sua autoridade com cada vez mais insolência. Neste caso o Sol estava em 23° de Touro e Marte em 01° de Gêmeos quando marte entrou nesta situação.

Entre os dias 13, 14 e 15 de Junho de 2015 Marte então estava em cazimi, região que fica 17′ antes e depois do sol, onde se dá a conjunção exata. Na astrologia tradicional esse momento concede grande dignidade ao planeta em cazimi. Ele e o sol passam a agir em perfeita ressonância, em conjunto e sem atritos. No dia 15 de junho Marte volta para a condição de combustão.

No dia 14 de de julho de 2015 Marte sai da combustão e volta a estar somente sob os raios do sol. Isso ocorre com Marte em 13° e o Sol em 22° de Câncer.

2. A fase crescente, entre a conjunção com o sol e a retrogradação.

No dia 11 de Agosto de 2015 Marte deixa de estar sob os raios do sol . O período que se inicia aí é um dos mais saudáveis do ciclo entre Marte e sol, quando Marte tem uma boa velocidade (e assim age com eficiência) mas ao mesmo tempo não está mais subordinado a vontade solar. Esse período culmina no sextil crescente entre Sol e Marte.

No dia 06 de dezembro de 2015 ocorreu o sextil crescente entre Marte e Sol, com Marte em 13° de Libra e o Sol em 13° de Sagitário. Daí em diante Marte começa a ficar cada vez mais lento, até a quadratura crescente quando ele fica já bem próximo da Shadow Phase onde ocorrerá a retrogradação.

No dia 07 de fevereiro de 2016 ocorreu a quadratura crescente entre Marte e Sol, com Marte em 18° de Escorpião e o Sol em 18° de Aquário. A partir deste momento Marte é considerado lento. Esse já tende a ser um período muito tenso no ano em que a impulsividade marciana causa conflitos e desentendimentos estéreis que prejudicam a eficiência marciana. A tendência é das tensões crescerem até o trígono crescente entre Marte e Sol.Essa quadratura tem a propriedade de desacelerar a velocidade de Marte. As ações intempestivas fora de hora começam a abundar daí em diante.

No dia 26 de Março de 2016 ocorreu o trígono crescente entre Marte e o Sol. Neste ponto a velocidade de Marte está muito lenta, mas a harmonia com o sol leva a possibilidade de realizações e tem um caráter muito construtivo. A lentidão é tamanha que Marte está a ponto de estacionar e iniciar o Movimento retrógrado.

3. A retrogradação (ou fase cheia).

É interessante notar que no ciclo de Marte o ponto onde vai ocorrer o estacionamento vai depender da distância de Marte em relação ao seu periélio e afélio, sendo o periélio a região onde marte está mais próximo do sol e mais rápido (Capricórnio, Aquário, Peixes, Áries e Touro) e afélio a região em que Marte está mais distante do sol e por isso mais lento (Câncer, Leão, Virgem, Libra, Escorpião), tudo isso do ponto de vista heliocêntrico. As retrogradações são mais frequentes em signos próximos ao afélio dada a lentidão de Marte por ali.Os signos de Gêmeos e Sagitário estão em quadratura com o eixo do afélio e periélio marciano, então eles são um meio termo em termos de frequência, velocidade e duração.  Nos signos em que Marte está mais próximo ao afélio o estacionamento ocorre logo após o trígono, nos signos mais próximos do periélio o estacionamento ocorre imediatamente antes do quincôncio crescente entre Marte e Sol. O fato é que entre um quincôncio e outro, marte sempre estará retrógrado. Assim as coisas são de tal forma que se você tem o sol em determinado signo, para ter Marte no signo oposto ele obrigatoriamente sempre estará retrógrado em todos os casos.

Outra coisa interessante é a quantidade de graus percorridos durante a retrogradação: quanto mais próximo do periélio, menos graus são percorridos, o contrário ocorrendo nas regiões próximas ao afélio. A título de comparação:

Em 2003 uma retrogradação ocorreu no signo de peixes (passando inclusive pelo periélio que é no primeiro decanato de peixes) entre o grau 10° e 00° desse signo, uma trajetória de menos de 10° portanto. Mas em 2012 uma retrogradação ocorreu no signo de Virgem (passando inclusive pelo afélio que fica neste signo) entre o graus 23° e o grau 03° desse signo, uma trajetória de cerca de 20°.

Nas retrogradações temos 3 pontos de maior tensão e sensibilidade dentro do ciclo de Marte, que são os 2 estacionamentos e a Oposição, grande clímax de todo o ciclo. Os estacionamentos de Marte são tidos na literatura como pontos bem desfavoráveis desse ciclo e sempre ocorrem em algum ponto entre o trígono e o quincôncio do Sol com Marte. Se pensarmos os trânsitos dos planetas como o subir ininterrupto de uma escadaria que na verdade representa a faixa do zodíaco, os estacionamentos e a própria retrogradação podem ser encarados como uma queda que nos leva de volta a um andar já percorrido. O primeiro estacionamento representa o momento em que o chão se abre e a queda se inicia. A queda em si é uma analogia perfeita para o movimento de retrogradação como um todo. O segundo estacionamento, mais nocivo que o primeiro,  é o impacto com o solo onde a retrogradação é interrompida e o movimento de subida na faixa zodiacal é retomado.

No ciclo atual temos O estacionamento de Marte ocorrendo no dia 17 de abril de 2016 aos 08° de Sagitário. A partir desta data Marte entra em movimento retrógrado, mas se repararmos bem , Marte praticamente não se move durante mais da metade do mês de abril. É nesse sentido que os estacionamentos de Marte são especialmente daninhos! Uma quadratura de Marte com o o sol por trânsitos gera um período normalmente rápido de stress, trabalho extra e propensão a conflitos estéreis. Mas se a mesma quadratura ocorre com Marte estacionário, na verdade teremos 1 mês inteiro da mesma influência o que pode acabar tendo consequências como ferimentos, doenças ou incidentes em função da quantidade de tempo a que ficamos expostos a uma influência tão instável.

A oposição de Marte com o Sol é a segunda sizígia dentro do ciclo e é portanto o clímax dele, e equivale em importância , a uma lua cheia. Geralmente indica períodos carregados , caracterizados por discórdia e conflitos que nos obrigam a rever posições adotadas a muito pouco tempo. Ao mesmo tempo é um período dinâmico que indica intensa atividade , trabalho e acontecimentos que transcorrem com velocidade, ainda que sejam acontecimentos de natureza ainda instável. No ciclo atual ela ocorre no dia 22 de Maio de 2016 com o Sol em 01° de Gêmeos e Marte retrógrado em 01° de Sagitário.

Fato que não ocorre necessariamente em todas as retrogradações de Marte é possibilidade dele mudar de signo ainda retrógrado. Vemos isso acontecendo no no ciclo atual, onde Marte sai de Sagitário para retornar para o signo de Escorpião. Esse reingresso em Escorpião ocorre no dia 27 de Maio de 2016.

O segundo estacionamento interrompe a retrogradação e leva marte novamente ao movimento direto. É um evento de natureza ambígua: por um lado ele é extremamente tenso e desfavorável de modo geral, bastando que tenhamos em mente a analogia com o impacto com o solo que se segue após uma queda livre. Por outro lado é inegável que o retorno ao movimento direto é um evento positivo, mas somente se levarmos em conta as suas consequências e não pela natureza do evento em si, que tende a ser sentido como o momento mais difícil e pesado de todo o ciclo. Passados alguns dias logo após este estacionamento nosso sentimento é o de estarmos verdadeiramente solucionando os problemas que nos afligiam ao longo da retrogradação.

No ciclo atual de Marte veremos esse segundo estacionamento ocorrendo no dia 30 de junho de 2016 aos 23° do signo de Escorpião. A partir daí se segue um movimento positivo, especialmente a partir de 3 a 5 dias após o estacionamento, quando sentimos as engrenagens da vida se movendo novamente na direção correta. Isso culmina durante o trígono minguante entre o sol e Marte.

4. A fase minguante , da retrogradação até a nova conjunção entre Marte e Sol. 

Logo após estacionar e retomar o movimento direto, Marte vai em direção ao seu trígono minguante. É o momento de renovação das energias, onde vemos o planeta retomando sua velocidade paulatinamente, e percebemos que nos assuntos marcianos de nossas vidas as engrenagens começam a se encaixar de forma mais harmoniosa novamente. Tudo ainda segue em um ritmo lento, talvez seja a cautela daqueles que aprenderam com os problemas do passado, mas é justamente esse ritmo que permite que a vide se ajuste novamente. Mas não devemos nos enganar! Daqui em diante o ritmo é o de resolver pendências e finalizar situações inacabadas. Trata-se do momento minguante do ciclo de Marte.

No ciclo atual, esse trígono acontece no dia 17 de julho de 2016, com o Sol em 24° de Câncer e Marte em 24° de Escorpião. Daí em diante Marte vai ganhando mais e mais velocidade até que ele sai da Shadow Phase (no fim de agosto) e começa a se aproximar cada vez mais da quadratura minguante.

A quadratura Minguante tem como principal característica acelerar a velocidade de Marte. Por isso ela é positiva, porque leva as coisas em direção a normalidade novamente. Mas ao mesmo tempo ela é mais pesada porque exige de nós um esforço extra, como num veículo que precisa ser empurrado antes de voltar a funcionar normalmente. Então a sua característica é de esforço e por esse motivo ela também é tensa. Mas aqui temos a certeza de que as consequências são benéficas. Passando nela Marte volta a marchar em sua velocidade a média. O aspecto exato dentro deste ciclo é no dia 13 de setembro de 2016, com o Sol em 21° de Virgem e Marte em 21° de Sagitário.

De volta a normalidade no ciclo de Marte, agora se torna possível dar continuidade e finalizar pendências que podem ter sido interrompidas durante a retrogradação. E assim Marte vai se encaminhando na direção do Sextil minguante com o sol, e o ciclo vai se aproximando do fim dessa forma.

Neste ano, o sextil exato ocorre no dia 27 de dezembro de 2016, com marte em 06° de Peixes e o Sol em 06° de Capricórnio.

O novo ciclo se inicia quando Marte volta a ficar novamente sob os raios do sol, coisa que acontece no ano que vem a partir do dia 31 de Maio de 2017, quando o processo da conjunção de Marte com o Sol se inicia novamente.  

Consulta Livre , retorno de outras consultas e astrologia horária

Você pode agendar um horário sempre que sentir necessidade de conversar sobre algum ponto do seu mapa, algum trânsito ou direção  ou fazer alguma pergunta para Astrologia Horária. Se já tiver feito seu mapa astral ou mapa anual de previsões, pode agendar um retorno pra voltar a discutir outros pontos. pode agendar uma consulta apenas pra fazer perguntas pontuais , solicitar uma análise vocacional ou de outro tema específico, enfim, o que quiser. Pode inclusive solicitar uma análise resumida de outro tipo de modalidade de consulta disponível.  Nessa modalidade de consulta o tema é totalmente livre e a única limitação é o tempo, a duração é de 1 hora e a responsabilidade quanto ao direcionamento da consulta é do consulente que precisa adiantar os assuntos que deseja abordar com o astrólogo.

As consultas de astrologia horária por e-mail não estão mais sendo realizadas por enquanto. Ao invés disso, se tiver perguntas pontuais a serem respondidas através dessa técnica, basta agendar um horário através desta modalidade apresentada aqui.

Esse tipo de consulta também pode ser realizado pelo telefone ou mesmo por chamada via whatsapp por exemplo, mas neste caso não tenho como disponibilizar o aúdio da gravação. A ligação pode ser para telefone fixo (número informado por e-mail na hora do agendamento) ou feita gratuitamente através do whatsapp, (cujo número também é informado mediante agendamento por e-mail) . Se a análise for feita por skype você recebe a gravação por e-mail, mas somente neste caso.

Temas possíveis:

– Retorno de Mapa astral, previsões ou sinastria
– consulta oracular de múltiplas perguntas usando astrologia horária
– análise vocacional (ou de um outro tema em particular do mapa como vida afetiva)
-análise de trânsitos rápidos (trânsitos de mercúrio, vênus, marte e lunações levando em conta os lentos em segundo plano), retorno lunar ou outras técnicas menores, com efeitos mais contidianos.
– análises resumidas de Mapa astral, prognósticos ou sinastria (limitados a 1 hora) se estiver com dificuldades de pagar pela análise completa;
-análise do mapa de um recém nascido ou de uma criança;
-acompanhamento para estudantes autodidatas de astrologia (aula particular com os temas determinados pelo aluno)
-análise do mapa de um animal de estimação, de um evento com horário conhecido e qualquer outro assunto, você que escolhe. Qualquer coisa que existe no espaço e no tempo pode ser analisada com astrologia, porque ela trata do tempo acima de tudo. Qualquer limitação, entretanto, eu informarei a depender da sua demanda.

O Valor da consulta é de R$150,00 via depósito (R$170,00 via paypal).

Para agendamento, basta enviar e-mail para eliasastrologia@gmail.com informando o assunto a ser abordado e os dados de nascimento (data, hora e cidade de nascimento).

Sol em Peixes com Ascendente em Sagitário

Essa combinação reúne os dois signos regidos por Júpiter,
que apresentam entre eles uma quadratura natural. Ambos tem em comum a fé, o
otimismo  e a vontade de se expandir de
alguma forma. Porém, eles são de elementos diferentes, sendo o ascendente em
signo de fogo e o sol em um signo de água, onde a pessoa tem um exterior mais
forte, audacioso e agressivo que oculta um universo interior mais sensível e
condescendente. A personalidade da pessoa tende a ser extrovertida, expansiva ,
alguém que se empolga facilmente e que no geral costuma acreditar na vida e nas
pessoas, onde a sua boa fé beira a ingenuidade.
Generosos mas também oportunistas em relação a tudo que os
possa fazer crescer e se expandir, gostam de ajudar as pessoas e tem grande
capacidade de se doar, mas ao mesmo tempo tem grandes expectativas em relação
as pessoas e a vida de modo geral. Tem uma gigantesca sede de conhecimento e
aventura, em geral são estudantes e viajantes entusiasmados, além de serem
pensadores independentes, que filosofam sobre a vida e que sempre aprendem
muito com todos os acontecimentos e pessoas que conhecem. Podem ser
radicalmente céticos ou profundamente religiosos, a depender das condições de
Júpiter no mapa.   
São mais ativos, mais diretos e mais honestos que os
piscianos médios, tendo plena capacidade de se expressar e geralmente dizem o
que sentem e pensam com ingênua franqueza. Porém, expressam uma lógica
moralista em relação as outras pessoas enquanto 
são extremamente permissivos e auto indulgentes em relação a si mesmos. Em
geral só conseguem perceber que feriram os outros ou foram incoerentes quando
já é tarde. A verdade é que podem se beneficiar muito mais ao aplicar em si
mesmos o mesmo rigor com o qual lidam com as outras pessoas.

Sagitário é o signo das expectativas e Peixes traz uma
imaginação que romantiza a realidade. Sendo assim são pessoas que correm o
risco de perder bastante tempo sonhando acordadas e alimentando ilusões. Sua
positividade os leva facilmente por caminhos nebulosos que frequentemente
terminam em decepções, ou pior, em auto decepções, quando descobrem que ainda
não tem o tamanho dos seus sonhos. Podem ter dificuldade para dominar os
aspectos mais práticos da vida e a maturidade surge quando aprendem a esperar
por certezas e garantias, ao invés de acreditarem num futuro repleto de
possibilidades de sucesso e fortuna que pode não se concretizar. Nesse sentido,
são pessoas que precisam estar em constante movimento, atuando na vida de corpo
e alma, porque seu faro oportunista é o que os leva ao sucesso na medida em que
as coisas vão acontecendo. Quando simplesmente esperam por fortuna e felicidade gratuita, correm o risco (quase certo) de ficar sem nada no final.  
Michelangelo




Michelangelo di Lodovico Buonarroti Simoni (Caprese, 6 de Março de 1475 — Roma, 18 de Fevereiro de 1564), mais conhecido simplesmente como Michelangelo, foi um pintor, escultor, poeta e arquiteto italiano, considerado um dos maiores criadores da história da arte do ocidente.
Ele desenvolveu o seu trabalho artístico por mais de setenta anos entre Florença e Roma, onde viveram seus grandes mecenas, a família Medici de Florença, e vários papas romanos. Iniciou-se como aprendiz dos irmãos Davide e Domenico Ghirlandaio em Florença. Tendo o seu talento logo reconhecido, tornou-se um protegido dos Medici, para quem realizou várias obras. Depois fixou-se em Roma, onde deixou a maior parte de suas obras mais representativas. Sua carreira se desenvolveu na transição do Renascimento para o Maneirismo, e seu estilo sintetizou influências da arte da Antiguidade clássica, do primeiro Renascimento, dos ideais do Humanismo e do Neoplatonismo, centrado na representação da figura humana e em especial no nu masculino, que retratou com enorme pujança. Várias de suas criações estão entre as mais célebres da arte do ocidente, destacando-se na escultura o Baco, a Pietà, o David, as duas tumbas Medici e o Moisés; na pintura o vasto ciclo do teto da Capela Sistina e o Juízo Final no mesmo local, e dois afrescos na Capela Paulina; serviu como arquiteto da Basílica de São Pedro implementando grandes reformas em sua estrutura e desenhando a cúpula, remodelou a praça do Capitólio romano e projetou diversos edifícios, e escreveu grande número de poesias.
Ainda em vida foi considerado o maior artista de seu tempo; chamavam-no de o Divino, e ao longo dos séculos, até os dias de hoje, vem sendo tido na mais alta conta, parte do reduzido grupo dos artistas de fama universal, de fato como um dos maiores que já viveram e como o protótipo do gênio. Michelangelo foi um dos primeiros artistas ocidentais a ter sua biografia publicada ainda em vida. Sua fama era tamanha que, como nenhum artista anterior ou contemporâneo seu, sobrevivem registros numerosos sobre sua carreira e personalidade, e objetos que ele usara ou simples esboços para suas obras eram guardados como relíquias por uma legião de admiradores. Para a posteridade Michelangelo permanece como um dos poucos artistas que foram capazes de expressar a experiência do belo, do trágico e do sublime numa dimensão cósmica e universal.
kesha
Kesha Rose Sebert (Los Angeles, 1 de março de 1987) também conhecida pelo seu nome artístico Kesha (antes estilizado como Ke$ha) é uma cantora e compositora dos Estados Unidos.
Elizabeth Taylor
Elizabeth Rosemond Taylor (Hampstead, 27 de fevereiro de 1932 — Los Angeles, 23 de março de 2011), foi uma premiada atriz anglo-americana nascida na Inglaterra.
Will.I.Am
William James Adams Junior, estilizado como Will.i.am, ocasionalmente conhecido como Zuper Blahq (Los Angeles, 15 de Março de 1975) é um rapper, compositor, cantor, ator, DJ e produtor musical norte-americano. will.i.am ganhou destaque na década de 1990 como membro do grupo de hip hop Black Eyed Peas, juntamente com apl.de.ap, Taboo e, mais tarde, a cantora Fergie. Como produtor musical, ele produziu outros artistas, incluindo Michael Jackson, Lady Gaga , Britney Spears, U2 , Rihanna, Usher , Nicole Scherzinger, Justin Timberlake, Nicki Minaj, Cheryl Cole , 2NE1, Daddy Yankee , e Juanes.
John Wayne Gacy
John Wayne Gacy (17 de março de 1942 – 10 de maio de 1994), foi um assassino em série americano, conhecido como o “Palhaço Assassino”. Acusado de matar pelo menos 29 garotos, foi condenado a 21 prisões perpétuas e 12 penas de morte.

Sol em Peixes com Ascendente em Escorpião

Essa combinação indica uma personalidade intensa, sensível e
carismática. Esses dois signos são do elemento água,que governa as emoções , os
relacionamentos mais íntimos e a espiritualidade. Assim essas pessoas são muito
intuitivas, valorizam a profundidade nos seus relacionamentos  e apresentam uma natureza simultaneamente
muito romântica e sensual. Em geral costumam ser coerentes em relação a suas
intenções e comportamento, apesar de poderem apresentar dificuldades para
externar ou explicar pensamentos e intenções . São extremamente perceptivos em
relação as sutilezas que notam em sua interação com outras pessoas, como se
fossem capazes de captar mensagens ocultas no ar. Intuitivos e instintivos, tem
um excelente faro que serve tanto para levá-los até as oportunidades quanto
para lhes proteger  dos perigos.
Diferente da maioria dos piscianos, estes não tem nada de
ingênuos ou passivos. Escorpião no ascendente oferece muita intensidade, certa
malícia, desconfiança e uma percepção mais desenvolvida que os torna pessoas
com excelentes capacidades de sobrevivência, resiliência e superação.   Além disso, abordam a vida com intensidade e
tem grande força de vontade. A intenção é a de aproveitar ao máximo cada
oportunidade e experiência, são pessoas que sorvem a vida e mergulham nas
experiências de corpo e alma. Hedonistas, podem ser profundamente sensuais e
sexuais, buscando tanto prazer quanto conexão emocional com outras pessoas em
nível profundo. Além disso tendem a ser mais competitivos e aventureiros.
São pessoas silenciosas, discretas  e com grande necessidade de privacidade.
Podem assumir uma conduta dissimulada como proteção, para proteger  suas emoções do olhar de estranhos. Mesmo
quando tem intimidade, em alguns casos evitam se entregar completamente. São
incapazes de confiar completamente em quem quer 
que seja, e isso não é necessariamente uma condição patológica, mas
decorre da necessidade de se proteger e se antecipar a qualquer perigo, e de
uma espécie de sabedoria inata em relação ao comportamento  humano que os torna plenamente conscientes da
volatilidade das pessoas.

Diferente da maioria dos piscianos que tende a se esquivar
ou mesmo fugir de confrontações, esses são pessoas rigorosas nas suas cobranças
e retaliadoras em relação a quem lhes prejudica de alguma maneira, mas batem em
retirada se por algum motivo sentem que não podem vencer determinado confronto.
São corajosos mas não são temerários, tem plena noção do perigo que
eventualmente os ameaça e não se deixam guiar pelo ódio cego, preferindo
aguardar camuflados, como felinos predadores que mesmo tendo garras e
mandíbulas poderosas, se esgueiram na selva até terem a  certeza de que podem partir em direção a
presa sem  ficarem vulneráveis no processo. 
Justin Bieber
Justin Drew Bieber (London, Ontário, 1º de março de 1994) é um cantor e compositor de música pop canadense. Em 2007 suas apresentações covers foram vistas no YouTube por Scooter Braun, que por fim se tornou seu agente. Braun levou Bieber para Atlanta, Geórgia, para conversar com Usher e logo de seguida ele assinou um contrato com a Island Records, onde começou sua carreira profissional em 2009 após a conclusão de seu primeiro grau escolar.
Aécio Neves
Aécio Neves da Cunha (Belo Horizonte, 10 de março de 1960) é um economista e político brasileiro, filiado ao Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB). Foi o décimo sétimo governador de Minas Gerais entre 1º de janeiro de 2003 a 31 de março de 2010. É senador da República pelo mesmo estado desde fevereiro de 2011.
Natural de Belo Horizonte, Aécio é graduado em economia pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais. É neto do ex-presidente Tancredo Neves, com quem adquiriu suas primeiras experiências políticas. Em 1987, iniciou o seu primeiro mandato como deputado federal pelo estado de Minas Gerais, exercendo o cargo até 2002, totalizando quatro mandatos. Presidiu a Câmara dos Deputados no biênio de 2001-2002, renunciando ao cargo em dezembro de 2002, para assumir o governo de Minas Gerais.
Aécio foi eleito governador de Minas Gerais em 2002. Foi reeleito na eleição de 2006, tendo desta vez a maior votação já registrada no estado. Renunciou ao cargo em março de 2010 para concorrer ao senado federal, sendo substituído pelo seu vice, Antônio Anastasia. Nas eleições de 2010, foi eleito senador com a maior votação do Estado, assumindo a função normalmente. Em 2013 foi escolhido presidente nacional do PSDB, e, em 2015 foi reeleito.
Em 2014, foi candidato à Presidência da República por seu partido, tendo como principais adversários a candidata a reeleição, Dilma Rousseff, e Marina Silva. No primeiro turno da eleição, Aécio obteve 33,55% dos votos válidos, classificando-se para o segundo turno com Dilma, que obteve 41,59%. No segundo turno, conseguiu 48,36% dos votos, perdendo para Dilma Rousseff, que reelegeu-se na eleição mais disputada da história do país.
Victor Hugo

Victor-Marie Hugo (Besançon, 26 de fevereiro de 1802 — Paris, 22 de maio de 1885) foi um novelista, poeta, dramaturgo, ensaísta, artista, estadista e ativista pelos direitos humanos francês de grande atuação política em seu país. É autor de Les Misérables e de Notre-Dame de Paris, entre diversas outras obras clássicas de fama e renome mundial.
Rudolf Steiner
Rudolf Steiner (Kraljevec, fronteira austro-húngara, 27 de fevereiro de 1861 — Dornach, Suíça, 30 de março de 1925) foi filósofo, educador, artista e esoterista. Foi fundador da Antroposofia, da Pedagogia Waldorf, da agricultura biodinâmica, da medicina antroposófica e da Euritimia, esta última criada em conjunto com a colaboração de sua esposa, Marie Steiner-von Sivers. Seus interesses eram variados: além do ocultismo, se interessou por agricultura, arquitetura, arte, drama,literatura, matemática, medicina, filosofia, ciência e religião.
Ariel Sharon
Ariel Sharon (nascido Ariel Scheinermann, Sharon, 26 de fevereiro de 1928 — Tel Aviv, 11 de janeiro de 2014), foi um político e militar israelita que serviu como 11º primeiro-ministro de Israel até ele ficar incapacitado por um acidente vascular cerebral.

Sol em Peixes com Ascendente em Libra

Peixes e Libra são signos repletos de diferenças porque Um é
de água e Mutável e o outro é de ar e cardinal. Entretanto, formam entre eles
uma relação de Antiscion que indicam imensas afinidades e
complementaridades.  Ambos denotam
simpatia e uma personalidade fácil, que gosta de se misturar com os outros. O
que eles tem em comum é o fato de darem muita força para o planeta Vênus, já
que Libra é domicílio e Peixes exaltação de Vênus. Isso já fala de romantismo,
sensualidade, bom gosto, inspiração e muita criatividade. A principal diferença
reside no fato de Libra dar força pra saturno, sendo por isso mais realista e
racional, enquanto que Peixes da muita força para Júpiter, indicando uma
disposição generosa e otimista.
Então o pisciano que 
normalmente tem fama de ser sonhador e de viver com a cabeça nas nuvens,
tendo o Ascendente em Libra vai ser mais realista, estrategista , inteligente e
racional. Libra remove a ingenuidade pisciana porque é o signo das relações de
igual pra igual. Então a pessoa com esta combinação tem além de inteligência
emocional, bastante inteligência social e capacidade de atuar nos
relacionamentos de forma a até mesmo conduzir as coisas da maneira que quer,
seduzindo e dissimulando onde isso for necessário.  
Essa pessoa  tem uma
necessidade muito grande de agradar aos outros, tem uma conduta pacífica,
diplomática e generosa e toma sempre todas as precauções pra não deixar
impressões ruins ou deflagrar conflitos desnecessários. Nos relacionamentos se
preocupam bastante em ver as pessoas felizes, ou tendo prazer ou estando
confortáveis, mas acabam se sacrificando bastante pra tanto, a ponto de as
vezes entrarem em relações desiguais , que lhes são desvantajosas e de onde não
tiram nenhum tipo de prazer ou satisfação verdadeiro, especialmente se a outra
pessoa for de um tipo que nunca está satisfeito com nada. As vezes continuam em
relacionamentos por pura compaixão ou algum tipo de obrigação moral, ou pior,
porque não querem que outras pessoas pensem que de alguma maneira eles podem ser
cruéis. Assim dizer não pode ser traumático pra esses nativos e protelado até
que as situações fiquem insustentáveis.

São manipuladores e manipuláveis na mesma intensidade.
Seduzem e se deixam seduzir sem restrições. Charmosos, podem ter um
comportamento de um tipo bem cortejador e tendem a ser vaidosos em algum nível,
e são ao mesmo tempo impressionáveis e românticos. Por tudo isso, podem ser
emocionalmente volúveis , se apaixonando com facilidade. Por outro lado, Libra
no ascendente indica uma intenção de honrar compromissos e fidelidade, mas essa
fidelidade é mantida na prática, mas não necessariamente no coração. Podem se
ver frequentemente amarrados a relacionamentos cujo sentimento já faliu
deixando de dar vazão as emoções do momento. Há então uma clara divisão entre a capacidade de se comprometer e o espírito romântico, extremamente volátil e que frequentemente está direcionado pra fora da relação assumida, vivido em um universo paralelo. Uma Vênus forte vai indicar integridade, mas uma vênus fraca neste caso pode indicar até mesmo infidelidade. 
Anaïs Nin
Anaïs Nin (Neuilly-sur-Seine, 21 de fevereiro de 1903  — Los Angeles, 14 de janeiro de 1977) foi uma autora francesa, filha do compositor Joaquín Nin, cubano criado na Espanha e Rosa Culmell y Vigaraud, de origens cubana, francesa e dinamarquesa. Anaïs Nin tornou-se famosa pela publicação de diários pessoais, que medem um período de quarenta anos, começando quando tinha doze anos. Foi amante de Henry Miller e só permitiu que seus diários fossem publicados após a morte de seu marido Hugh Guiler.
Seus romances e narrativas, impregnados de conteúdo erótico foram profundamente influenciados pela obra de James Joyce e a psicanálise. Dentre suas obras destaca-se Delta de Vênus (1977), traduzido para todas as línguas ocidentais, aclamado pela crítica americana e europeia.
Foi realizado no cinema em 1990 um filme, Henry & June, dirigido por Philip Kaufman, que falava do período que Anaïs Nin conheceu Henry Miller. Anaïs Nin foi interpretada pela atriz portuguesa Maria de Medeiros.
George Harrison
George Harrison,  (Liverpool, 25 de fevereiro de 1943 — Los Angeles, 29 de novembro de 2001) foi um artista inglês, cuja carreira abrangeu diversas áreas. Músico, compositor, ator e produtor de cinema, Harrison atingiu fama internacional como guitarrista dos Beatles. Por vezes referido como “o Beatle quieto”, Harrison, com o passar do tempo, tornou-se um admirador do misticismo indiano, introduzindo-o aos Beatles, assim como aos seus fãs do Ocidente. Após a dissolução da banda, ele teve uma bem-sucedida carreira solo; posteriormente, também obteve sucesso como membro do Traveling Wilburys e como produtor de cinema e musical. Harrison ocupa a 11ª posição da lista “Os 100 Maiores Guitarristas de Todos os Tempos”, da revista Rolling Stone.
Ainda que a maioria das músicas dos Beatles tenham sido compostas por Lennon e McCartney, os álbuns do grupo, a partir de With the Beatles (1963), geralmente incluíam uma ou duas músicas de autoria de Harrison. Suas últimas composições com o grupo incluíram “Here Comes the Sun”, “Something” e “While My Guitar Gently Weeps”. À época do fim da banda, Harrison havia acumulado uma grande quantidade de material, lançado em seu aclamado álbum triplo All Things Must Pass, de 1970, do qual saíria o single “My Sweet Lord”. Em complemento à sua carreira solo, Harrison co-escreveu, junto de Ringo Starr, duas músicas de sucesso, assim como músicas para os Traveling Wilburys — o supergrupo formado por ele, Bob Dylan, Tom Petty, Jeff Lynne e Roy Orbison, em 1988.
Harrison se envolveu com a cultura indiana e o hinduísmo no meio dos anos 60, ajudando a expandir e disseminar, pelo Ocidente, instrumentos como o sitar e o movimento Hare Krishna. Juntamente de Ravi Shankar, ele organizou um grande evento de caridade em 1971, o Concerto para Bangladesh.
Além de músico, Harrison também foi um produtor musical e co-fundador da HandMade Films. Em seu trabalho como produtor de cinema, ele colaborou com artistas como Monty Phyton e Madonna.
Casou-se duas vezes, com a modelo Pattie Boyd, de 1966 a 1974, e por 24 anos com Olivia Trinidad Arias, com quem teve um filho, Dhani Harrison. Era amigo íntimo de Eric Clapton. É o único Beatle a ter publicado uma autobiografia, I Me Mine, em 1980. Harrison morreu de câncer de pulmão, em 2001.
Jon Bon Jovi
Jon Bon Jovi (nome artístico de John Francis Bongiovi, Jr., Perth Amboy, 2 de março de 1962) é um cantor e músico dos Estados Unidos. Jon Bon Jovi é considerado por críticos como um dos maiores ícones do rock mundial da decada de 80, ele nasceu em Perth Amboy, mas aos 4 anos de idade juntamente com a família Bongiovi, descendente de italianos, o pai John Bongiovi, a mãe Carol Bongiovi e os irmãos mais novos, Matt e Anthony, se mudou para a cidade que hoje é conhecida por ele ter passado a infância e adolescência, a cidade de Sayreville, Nova Jérsei. É membro sênior da Ordem DeMolay.
É o líder da banda Bon Jovi, que mantém algumas características do estilo hard rock dos anos 80 até hoje, mas assimilou influências dos variados estilos surgidos no rock e heavy metal desde o seu álbum de estreia, em 1984. Sua banda já vendeu mais de 200 milhões de álbuns em todo o mundo. A banda Bon Jovi ao passar dos anos veio a se tornar uma das bandas mais bem sucedidas da história do rock, quando se trata de turnês pelo mundo, sua marca, músicas em seriados, e aparições em programas de tv, a banda em 2011 foi eleita pela revista Rolling Stone como a segunda banda de rock mais cara do planeta, perdendo o topo posteriormente para a banda irlandesa U2.
Mikhail Gorbachev

Mikhail Sergueievitch Gorbachev ou Gorbatchev  (Stavropol, 2 de março de 1931) é um político e estadista russo, mais conhecido por ter sido o último líder da União Soviética, entre 1985 e 1991. Durante seu governo, as suas tentativas de reforma, tanto no campo político, representadas pelo projeto Glasnost, como no campo econômico, através da Perestroika, conduziram ao término da Guerra Fria e, ainda que não tivessem esse objetivo, deram fim ao poderio do Partido Comunista no país, levando à dissolução da União Soviética.
Entre as principais medidas tomadas por Gorbachev, estão a campanha contra o alcoolismo, a retirada das tropas soviéticas do Afeganistão, após quase uma década de guerra, a anulação da condição da União Soviética como Estado socialista e a conivência com as reformas políticas neoliberais nos países do Pacto de Varsóvia, a chamada Doutrina Sinatra, que culminou na queda do muro de Berlim, em 1989.

Sidney Poitier 
Sidney Poitier  (Miami, 20 de fevereiro de 1927) é um ator, diretor, autor e diplomata bahamense, nascido nos Estados Unidos.
Poitier cresceu em Cat Island, nas Bahamas. Em 1963 fez história ao se tornar o primeiro ator negro da história a receber o prêmio Óscar de melhor ator principal  por sua performance no drama Uma Voz nas Sombras (Lilies of the Field) em 1963. Em 2002 se tornou o primeiro artista negro a receber um Oscar honorário pelo conjunto da obra. É pai da também atriz Sydney Tamiia Poitier.

Sol em Peixes com Ascendente em Virgem

Peixes e Virgem compõe o último eixo do zodíaco, o eixo das
transições, crises, enfermidades e 
curas, onde o foco está na servidão e na compaixão.   A servidão se traduz nesses signos como a
vontade de fazer parte do todo, de oferecer uma contribuição e de se sentir
útil de alguma forma. São signos femininos, um de terra e o outro de água e
assim se complementam porque uma parte oferece praticidade e a outra
sensibilidades. São também signos mutáveis , e por isso quem nasce com esta
configuração é adaptável, versátil e apresenta múltiplos interesses na vida.
Em geral a pessoa apresenta uma personalidade simples,
prestativa e carismática. Busca constantemente uma forma de se encaixar no
mundo, tem imensa necessidade de se sentir útil e fazendo parte de um todo,
potencialmente sofrendo bastante com períodos de isolamento. É tímida,
discreta, e delicada, mas busca impressionar as pessoas de alguma forma, e faz
isso tentando ajudar onde pode, confortar os outros nas situações de crise ou
aceitar as pessoas  como são por maiores
que sejam seus erros ou problemas. Se colocam para os outros como pessoas
sempre generosas , presentes e se doam de corpo e alma.
Nisso pode residir um grave problema: É muito frequente que
as outras pessoas não reconheçam o que você faz por elas, e assim você
frequentemente sofre com a ingratidão. É porque aquilo que você faz não aparece
a olhos vistos, requer sensibilidade pra se perceber.Acabam sendo como os
médicos que acabam de curar um paciente que ao invés de agradecê-los,  vão correndo pagar uma promessa pra algum
santo e esquecem do médico que os salvou. 
O que você promove na vida das outras pessoas é o afeto, a integração e
a cura, especialmente quando você sente que alguém precisa de tudo isso. Essas
ações são difíceis de perceber, especialmente se a outra pessoa não tem como
característica a sensibilidade. Assim, é importante que você pense bem antes de
se doar tão intensamente a alguém, porque pode terminar se sentindo mutilado
nessa relação. Vai se beneficiar mais se conseguir cultivar uma atitude de não
criar expectativas. Dedicar-se a um trabalho que dê vazão a isso (como a
filantropia) pode ser a melhor saída.

Algumas pessoas que tem essa combinação podem usar os
relacionamentos como formas de escapar da realidade. Permitem que um
“agente do caos” entre em suas vidas e tragam com eles os elementos
de fuga e assim transferem a responsabilidade da sua eventual
“perdição” para o outro. Podem fazer isso também ao tentar salvar uma
pessoa aparentemente “perdida”, quando na realidade estarão fugindo
através da crise alheia das suas próprias crises adormecidas. Fora essa questão
do potencial para relações caóticas, esses costumam ser os piscianos mais
organizados e bem ajustados ao mundo das coisas práticas e cotidianas, graças ao
ascendente em virgem. São intelectuais, detalhistas e extremamente práticos,
apesar dessa sua veia de românticos incorrigíveis do sol em Peixes. 
Kurt Cobain



Kurt Donald Cobain (Aberdeen, 20 de fevereiro de 1967 — Seattle, 5 de abril de 1994) foi um cantor, compositor e músico estadunidense famoso por ter sido o fundador, vocalista e guitarrista da banda Nirvana.
Dentre suas principais composições, o single Smells Like Teen Spirit, do segundo álbum do Nirvana, “Nevermind”, foi o responsável pelo início do sucesso do grupo e do próprio Kurt, popularizando um subgênero do rock alternativo que a imprensa passou a chamar de grunge. Outras bandas grunge de Seattle, como Alice in Chains, Pearl Jam e Soundgarden, ganharam também um vasto público e, como resultado, o rock alternativo tornou-se um gênero dominante no rádio e na televisão nos Estados Unidos, do início à metade da década de 1990. O Nirvana foi considerada a banda “carro-chefe da Geração X”, e seu vocalista, Kurt Cobain, viu-se ungido pela mídia como porta-voz da geração, mesmo contra sua vontade. Cobain estava desconfortável com a atenção que recebeu, e colocou seu foco na música da banda, acreditando que a mensagem da banda e sua visão artística tinham sido mal-interpretadas pelo público, desafiando a audiência da banda com o seu terceiro álbum In Utero. Desde sua estreia, a banda Nirvana, com Cobain como compositor, vendeu mais de vinte e cinco milhões de álbuns nos Estados Unidos, e mais de cinquenta milhões em todo o mundo.
Nina Hagen 
Nina Hagen (nascida Catharina Hagen no dia 11 de março de 1955, na cidade de Berlim, Alemanha), é uma cantora alemã de grande sucesso internacional, especialmente por suas atuações e por suas extravagâncias vocais. Também fez participações como atriz em alguns filmes.
Apesar de ser uma renomada intérprete de Rock, representante da música popular, ela recebeu anteriormente treinamento vocal formal como cantora de ópera (o que transparece, por exemplo, em sua interpretação de New York, New York).
Sharon Stone


Sharon Yvonne Stone (Meadville, 10 de março de 1958) é uma atriz, modelo e produtora americana. Ela alcançou o reconhecimento internacional por seu papel no thriller erótico Instinto Selvagem. Foi nomeada para um Oscar de Melhor Atriz e ganhou um Globo de Ouro de Melhor Atriz em um Filme Dramático por sua atuação em Casino.
Steve Jobes
Steven Paul Jobs (São Francisco, Califórnia, 24 de fevereiro de 1955 — Palo Alto, Califórnia, 5 de outubro de 2011) foi um inventor, empresário e magnata americano no setor da informática. Notabilizou-se como co-fundador, presidente e diretor executivo da Apple Inc. e por revolucionar seis indústrias: computadores pessoais, filmes de animação, música, telefones, tablets e publicações digitais. Além de sua ligação com a Apple, foi diretor executivo da empresa de animação por computação gráfica Pixar e acionista individual máximo da The Walt Disney Company
Nicolau Copérnico




Nicolau Copérnico (Toruń, 19 de fevereiro de 1473 — Frauenburgo, 24 de maio de 1543) foi um astrônomo e matemático polonês que desenvolveu a teoria heliocêntrica do Sistema Solar. Foi também cónego da Igreja Católica, governador e administrador, jurista, astrônomo e médico.
Sua teoria do Heliocentrismo, que colocou o Sol como o centro do Sistema Solar, contrariando a então vigente Teoria Geocêntrica (que considerava a Terra como o centro), é considerada como uma das mais importantes hipóteses científicas de todos os tempos, tendo constituído o ponto de partida da astronomia.
Bruce Willis


Walter Bruce Willis (Idar-Oberstein, 19 de março de 1955) é um ator norte-americano nascido na Alemanha, vencedor de dois Prêmios Emmy e um Globo de Ouro.
Chopin


Frédéric François Chopin, também chamado Fryderyk Franciszek Chopin (Żelazowa Wola, 22 de fevereiro ou 1 de Março de 1810— Paris, 17 de Outubro de1849), foi um pianista polonês radicado na França e compositor para piano da era romântica. É amplamente conhecido como um dos maiores compositores para piano e um dos pianistas mais importantes da história. Sua técnica refinada e sua elaboração harmônica vêm sendo comparadas historicamente com as de outros grandes compositores, como Mozart e Beethoven, assim como sua duradoura influência na música até os dias de hoje.
Vivaldi


Antonio Lucio Vivaldi (Veneza, 4 de março de 1678 — Viena, 28 de julho de 1741) foi um grande compositor e músico italiano do estilo barroco tardio. Tinha a alcunha de il Prete Rosso (“o padre ruivo”) por ser um sacerdote católico de cabelos ruivos. Compôs 770 obras, entre as quais 477 concertos e 46 óperas. É conhecido do grande público principalmente por seus quatro concertos para violino e orquestra denominados Le quattro stagioni (“As Quatro Estações”).

Sol em Peixes com Ascendente em Leão

Esses dois signos geram uma imensa contradição na
personalidade da pessoa porque são de naturezas completamente diferentes,
especialmente neste caso em que o Sol atua como regente do ascendente. Leão é
um signo de fogo e fixo, enquanto Peixes é um signo de água e mutável. Enquanto
o ascendente em Leão é exibicionista, confiante e autoritário na aparência, o
sol em Peixes é extremamente discreto, gosta de ficar nos bastidores e é
passivo, sendo no máximo persuasivo quando tentar intervir no mundo de alguma
forma. Há em comum entre esses dois signos muita imaginação e muita
criatividade e um elemento de dramaticidade que é levado pro cotidiano.  
Aparentemente, é como se a imagem leonina transmitisse mais
força , mas o exibicionismo neste caso é usado pelo sol em Peixes como o
disfarce perfeito pra que as intenções reais da pessoa permaneçam ocultas.
Assim o comportamento dramático de leão frequentemente não passa de encenação
pra distrair o mundo enquanto a pessoa age em segurança , protegida pelas
sombras dos bastidores. Pode haver inclusive um exagero, onde a pessoa se
mostra como alguém ingênuo , barulhento e previsível , o que contribui pra
que  ela não levante a menor suspeita das
suas verdadeiras ambições ou intenções. Assim ela pode se dar ao luxo de traçar
estratégias e estudar livremente o território sem que ninguém jamais suspeite
dessa sua veia mais maliciosa. Aqui o elemento disperso de peixes é usado da
maneira mais inteligente possível e a pessoa se torna, graças a isso, uma
mestra na arte da camuflagem.
São pessoas que parecem muito extrovertidas em função da
forma como se apresentam, espontânea e irradiante, tendendo à liderança e a
firmeza,  mas na verdade estão sendo
sinceras quando dizem que são tímidas, se o forem, porque o sol em Peixes tende
a ser mais retraído por natureza. Ao mesmo tempo, parecem ser muito duras,
autoritárias ou intransigentes mas se revelam como pessoas mais flexíveis,
tolerantes e até mesmo permissivas na prática. Emocionalmente tendem a ser
extremamente passionais sem deixar de serem românticas. Podem ser bastante
sensuais também, mas de uma maneira sutil, já que peixes ocupa o oitavo signo
em relação ao ascendente.

Na intimidade revelam imensa segurança e normalmente são
pessoas de grande inteligência emocional. São persuasivos,sutis e ganham
facilmente a confiança das pessoas. Isso acontece porque não despertam
desconfianças, e agem de uma maneira que mesmo sendo invasiva, parece não
oferecer ameaça as pessoas, e assim conquistam facilmente a intimidade e a
confiança. Isso é muito típico do sol na casa 8 , e confere também a capacidade
de promover a cura e a transformação nos outros, ou de atuar de forma
parasitária, dependendo da forma como a pessoa escolhe exercer essa energia. 
Glenn Close
Glenn Close (Greenwich, 19 de março de 1947) é uma atriz americana. Ao longo de sua carreira longa e variada, ela tem sido constantemente aclamado por sua versatilidade e considerado por muitos como uma das maiores atrizes de todos os tempos. Estrelou diversos clássicos do cinema, mas ficou profundamente marcada pelo papel da esquizofrênica Alex Forrest, em Fatal Attraction (“Atração Fatal”), realizado em 1987. Sua interpretação lhe rendeu uma indicação ao Oscar de Melhor Atriz, porém perdeu a estatueta para Cher, por Moonstruck (“Feitiço da Lua”). Glenn também é conhecida por ter estrelado a aclamada série Damages como a advogada Patty Hewes. Pelo papel, ganhou um Globo de Ouro e dois Emmy.
Galileu Galilei
Galileu Galilei (em italiano: Galileo Galilei; Pisa, 15 de fevereiro de 1564 — Florença, 8 de janeiro de 1642) foi um físico, matemático, astrônomo e filósofo italiano.
Galileu Galilei foi personalidade fundamental na revolução científica. Foi o mais velho dos sete filhos do alaudista Vincenzo Galilei e de Giulia Ammannati. Viveu boa parte de sua vida em Pisa e em Florença, na época integrantes do Grão-Ducado da Toscana.
Galileu Galilei desenvolveu os primeiros estudos sistemáticos do movimento uniformemente acelerado e do movimento do pêndulo. Descobriu a lei dos corpos e enunciou o princípio da inércia e o conceito de referencial inercial, ideias precursoras da mecânica newtoniana. Galileu melhorou significativamente o telescópio refratore com ele descobriu as manchas solares, as montanhas da Lua, as fases de Vénus, quatro dos satélites de Júpiter, os anéis de Saturno, as estrelas da Via Láctea. Estas descobertas contribuíram decisivamente na defesa do heliocentrismo. Contudo a principal contribuição de Galileu foi para o método científico, pois a ciência assentava numa metodologia aristotélica.
O físico desenvolveu ainda vários instrumentos como a balança hidrostática, um tipo de compasso geométrico que permitia medir ângulos e áreas, o termómetro de Galileu e o precursor do relógio de pêndulo. O método empírico, defendido por Galileu, constitui um corte com o método aristotélico mais abstrato utilizado nessa época, devido a isto Galileu é considerado como o “pai da ciência moderna”.
Edgar Cayce
Edgar Evans Cayce (Hopkinsville, 18 de Março de 1877 — Virginia Beach, 3 de Janeiro de 1945) foi um paranormal norte-americano que teria canalizado respostas para questões que tratam sobre espiritualidade, imortalidade, reencarnação, saúde, dentre outras. Também fundou a organização sem fins lucrativos Association for Research and Enlightenment e trabalhou como fotógrafo.
Cayce teria sido um dos maiores clarividentes da História. Era chamado pela mídia norte-americana como “O Profeta Adormecido”, porque predizia eventos futuros e prescrevia medicamentos com os olhos fechados, relaxado sobre um divã e ao lado de uma taquígrafa realizando as anotações, em um suposto estado de “transe”.
Seal

Seal Henry Olusegun Olumide Adeola Samuel (Londres, 19 de fevereiro de 1963) é um músico, cantor e compositor britânico, entre seus maiores sucessos está a canção Kiss from a Rose, trilha sonora do filme Batman Forever, pela qual recebeu três prêmios Grammy em 1995. No total, o cantor já ganhou três prémios Brit Awards, na categoria de melhor cantor masculino, quatro prémios Grammy e um MTV Video Music Award.