A constelação de Aries

A constelação de Áries não formava uma constelação própria na antiguidade , muito por conta do fato de suas estrelas serem pouco brilhantes. Ela acabava incorporando outras constelações, até que a constelação do carneiro surgiu no Império neo-babilônico. Foi adotada pelos gregos antigos, se tornando uma constelação do zodíaco. Deu nome ao primeiro signo do zodíaco porque o ponto vernal se localizava nessa constelação durante a antiguidade.

Ela ocupa uma área de aproximadamente 450 graus quadrados, mas se estende por uma longitude reduzida. É uma constelação difícil de se encontrar , e fica mais fácil saber pra onde olhar quando touro já ascendeu , porque aí ela estará a oeste, especialmente se vc traçar uma linha reta imaginária a partir das Plêiades em direção ao oeste no céu. Ela está próxima das constelações de Perseu, Touro, Peixes, Cetus e o Triângulo do Norte.

Pode ser observada com clareza entre meados de junho até fevereiro. O melhor momento pra observação é a partir de novembro quando ela já aparece no céu logo após o pôr do sol. As constelações próximas estão todas relacionadas ao mito de Perseu e Andrômeda.

Mitos da constelação de Áries

No Egito, essa constelação se misturava a constelação vizinha de Perseu e representava o deus Amon-rá, deus sol e pai de todos os deuses , que tinha cabeça de carneiro, e as vezes, cabeça de ganso. Em tempos muito antigos, os egipcios viam um Ganso nesta constelação, e por volta de 2000 AC começaram a identificar ela com um carneiro.

Para os gregos, Aries era o carneiro cujo pelego era feito de ouro e que foi o grande objetivo das aventuras de Jasão, herói da mitologia grega. Acaba sendo associada a coragem e bravura, pois pra chegar ao velo de ouro Jasão teria que passar por um terrível dragão.

Esse carneiro foi um presente de Hermes para a ninfa Nefele. O filho dela, Frixo, foi condenado por um Oráculo a ser sacrificado por conta de uma colheita ruim. Ela então ordenou que seu carneiro mágico, que podia voar, levasse seus dois filhos até um local seguro . No caminho a irmã de Fixo, Hele caiu do carneiro e morreu, enquanto Frixo conseguiu chegar vivo até o distante país da Cólquida , onde foi recebido pelo rei do país. Em agradecimento , Frixo sacrificou o carneiro para os deuses e deu o velo de ouro para o rei Eetes, que entregou a mão de sua filha em casamento para Frixo.

Mais tarde Jasão convocaria os Argonautas com a missão de recuperar o velo de Ouro. O navio dos Argonautas figura na constelação Argo Navis, e vários dos heróis que acompanharam Jasão também figuram em outras constelações, como Hércules, os Dióscorus de Gêmeos, Orfeu da constelação do Cisne, Orion , além de uma comitiva que chegava a 50 heróis no total. Para obter o velo de ouro, Jasão precisou se sujeitar a trabalhos impossíveis ordenados pelo rei Eetes, e recebeu ajuda da feiticeira Medeia que era filha de Eetes, tendo que finalmente enfrentar um dragão que guardava o troféu.

Em resumo, atos heróicos, sacrifícios e um troféu estão entre os principais símbolos desta constelação do ponto de vista grego. Pode também simbolizar o cordeiro sacrificado por Abraão e que iniciou a tradição judaica antiga de sacrifício de cordeiros para expiação de pecados. Fato é que os carneiros e ovelhas eram importantes na alimentação da antiguidade e era comumente oferecidos em sacrifício. Como os deuses estranhamente preferiam apenas os Ossos e gordura dos animais, os fiéis é quem comiam a carne ao final. Era uma tradição generalizada, e perdura até hoje por exemplo em alguns festivais islâmicos.

Anatomia da Constelação de Áries

As principais estrelas da constelação de Áries formam uma linha próxima da borda norte da constelação, com a área central e mais ao sul sendo mais vazia de objetos com relevância, sobretudo para a astrologia. Nessa área com menos estrelas de destaque, várias constelações menores ja foram propostas mas terminaram não sendo adotadas. Oficialmente somente Áries persiste naquela área.

Na época dos gregos, o equinócio de primavera ocorria com o sol passando por esta constelação. Atualmente, essa constelação corresponde a longitude zodiacal que vai de 29° de Áries a 20° de Touro. Abaixo vemos abaixo as estrelas dessa constelação que são nomeadas.

Mesarthim Gamma (γ)03°28′ de Touro
Sheratan Beta (β)04°15′ de Touro
Hamal Alpha (α)07°57′ de Touro
Bharani 41 18°29′ de Touro
Botein Delta (δ)21°08′ de Touro
Posição das Estrelas calculadas para 01/01/2021

Mesarthim, Gamma (γ) Arietis, também conhecida como primeira estrela de Áries em função do ponto vernal ter coincidido exatamente com essa estrela por volta da época das consquistas de Alexandre o Grande. É uma estrela de brilho fraco, localizada na cabeça do carneiro. O nome é de origem hebraica, significando “Ministro”.

Sheratan, Beta (β) Arietis, é uma estrela localizada no chifre do carneiro. O ponto vernal se localizava sobre essa estrela na época de Hiparco, século 2 antes de cristo. O nome da constelação é árabe, Al Sharatain e significa “o sinal”.

Hamal, Alpha (α) Arietis, é uma estrela localizada na testa do carneiro. O nome vem do árabe, Al Ras al Hamal, que significa, “a cabeça da ovelha”. Outro nome antigo para essa estrela era simplesmente Arietis, palavra que atualmente designa todas as estrelas da constelação no sistema moderno de nomenclatura astronômica.

Bharani, 41 Arietis, chegou a integrar a agora obsoleta constelação de Musca Borealis. Outra constelação também obsoleta tinha essa estrela como alfa, a constelação da flor-de-lis. Se localiza atualmente no corpo do carneiro. Bharani é o nome do segundo nakshatra ou mansão lunar Hindu que tem essa como estrela principal.

Botein, Delta (δ) Arietis, é uma estrela localizada na perna traseira do carneiro. O nome vem do árabe Al Butain, que significa “a barriga”.

Significado Astrológico das estrelas de Áries

As estrelas mais importantes para a tradição e também as mais brilhantes se localizam na região da cabeça do carneiro. Hamal, a estrela alfa, é a testa do carneiro, a grande arma desse tipo de animal quando se sente ameaçado e quando está em disputas por fêmeas ou território. Sheratan , a estrela beta, esta localizada na região que corresponde a um dos chifres. Ptolomeu associava as estrelas da cabeça com a combinação marte/saturno, sendo consideradas maléficas, violentas, etc. As estrelas do corpo ( com o pelego sendo feito de ouro de acordo com a mitologia) tinham natureza de vênus/saturno.

Sheratan, a estrela Beta, é um dos chifres, tem o significado básico da teimosia e da obstinação manifestas num sentido negativo. Hamal é a testa do carneiro, é a estrela alfa da constelação sendo a mais importante. Indica impulsividade, obstinação, teimosia, imprudência, temeridade e pode ser indício de acidentes devido a falta de flexibilidade. É sinal de brusquidão, pode indicar força física, e levar alguns dos nativos aos esportes violentos ou a carreiras militares. Podem se expor desnecessariamente a riscos.

Bharani é a estrela que da nome ao segundo nakshatra hindu, associado a deusa Kali, significa intensidade e extremos de comportamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.