A constelação de Argo Navis

A constelação de Argo Navis, ou o Navio dos Argonautas, ou simplesmente o Navio, é uma antiga constelação que hoje em dia foi dividida em quatro partes menores. Carina ou Quilha (base do navio), é onde ficam as estrelas mais brilhantes da constelação, inclusive Canopus, a segunda estrela mais brilhante do céu noturno depois de Sírius. Vela ou velame marca o conjunto de velas do navio , e Puppis ou Popa marca a parte de trás do navio. A constelação da Bussola também era incluída em Argo Navis tradicionalmente, apesar de não possuir estrelas de destaque à olho nu.

É uma constelação do hemisfério sul do céu, que seria a maior de todas as constelações se não tivesse sido dividida em 4 na atualidade,com quase 1900 graus quadrados. Uma pequena parte dela é circumpolar na região sul do Brasil. Mas ela é plenamente visível em todo território nacional, especialmente no verão e outono. A estrela alfa , Canopus, representa o estado de Goiás na bandeira do Brasil.

Mitos e origem da constelação de Argo Navis

Essa constelação, na forma de navio, teve origem no Egito antigo. Quando Cão Maior ascende, permanece sempre em direção ao sul celeste naquela região. As constelações que formam Argo Navis não ascendem completamente , mas funcionam como uma base para a figura de Isis vista no cão maior, e era também as vezes vista como o barco de Ossiris. Ela é difícil de observar no hemisfério norte, porque mesmo a parte que ascende fica próxima do horizonte. Quanto mais ao norte , mais difícil (ou impossível) é a visualização.

Os gregos podiam ver ainda menos dessa constelação , mas mesmo assim adotaram a perspectiva egípcia como verdadeira. Canopus por exemplo era invisível na Grécia. Somente em 1752 essa constelação foi inteiramente catalogada e finalmente subdividida em função do tamanho massivo com que ficou. Pra se ter uma noção, em cidades como Londres quase a totalidade desta constelação é invisível, e foram necessárias as navegações a regiões próximas do Equador para que ela pudesse ser melhor conhecida.

Os gregos associaram as estrelas que eles podiam ver com o navio dos Argonautas, grupo de heróis gregos convocado por Jasão na aventura em direção a conquista do Velo de Ouro, descrita na constelação de Áries. Canopus porém, é associada ao capitão do navio de Menelau, rei de Esparta, quando este foi ao resgate de Helena em Troia.

No hemisfério sul porém, essa constelação é uma figura dominante no céu. Partes dela são circumpolares mesmo na região sul do Brasil, e na altura da latitude 60° sul ela é inteiramente circumpolar. Para os índios de etnias das regiões sul, centro oeste e sudeste, as estrelas da constelação de Argo Navis , juntamente com algumas estrelas de centauro formavam a constelação indígena do Veado, que era um anúncio do frio e do inverno que se aproximava, porque se tornava plenamente visível no início do Outono.

Anatomia da Constelação de Argo Navis

Vamos nesta seção subdividir a constelação em suas 4 versões modernas para compreende-las melhor

A constelação de Carina ou Quilha

A constelação de Carina é a que conta com as estrelas de maior destaque das subconstelações. Tem cerca de 494 graus quadrados e simboliza a quilha, ou corpo do navio. É uma constelação visível inteiramente somente em latitudes menores que 20° norte, sendo circumpolar em boa parte do hemisfério sul. Vejamos suas estrelas nomeadas:

Canopus alpha (α)15°15′ de Câncer
Avior epsilon (ε)23°25′ de Virgem
Tureis iota (ι)05°37′ de Libra
Foramen eta (η)22°26′ de Libra
Miaplacidus beta (β)02°15′ de Escorpião

Canopus, alpha (α) Carinae, É uma estrela localizada na quilha do navio. Trata-se da estrela mais brilhante de toda constelação de Argo Navis, e a segunda mais brilhante de todo o céu noturno. Somente Sirius do Cão Maior é mais brilhante, e ambas estão posicionadas a menos de 1 ° de distância em termos de longitude, mas distam em mais de 30° em termos de latitude. Representa o estado de Goiás na bandeira do Brasil.

Canopus é invisível para qualquer um em latitudes acima dos 37° Norte. O local onde essa constelação se localiza é como a espinha dorsal do navio, é a parte de onde se projetam as partes recurvas , sendo o eixo de sustentação e equilíbrio. O nome vem da mitologia , representando o capitão do navio da frota enviada pelo rei Menelaus de Esparta para resgatar Helena em Troia.

Avior, epsilon (ε) Carinae, é uma estrela localizada na quilha do navio. Sua localização é bem ao sul da constelação, e ela é bem brilhante estando entre as mais brilhantes do céu noturno. Como é invisível em latitudes superiores a 30° norte, não se desenvolveu significados relacionados a ela apesar de seu brilho. Esse nome foi dado no século XX em homenagem aos aviadores.

Tureis, iota (ι) Carinae, é uma estrela localizada na quilha de Argo Navis. Tureis vem do Árabe e significa “pequeno escudo”. Outro nome para essa estrela é Scutulum em latim.

Foramen, eta (η) Carinae, é uma estrela localizada na quilha de argo navios. O nome é latim e significa buraco ou concavidade. Esse nome se relaciona a presença de uma nebulosa resultado de uma explosão , ocorrida no século XIX, que de tempos em tempos tende a obscurecer essa estrela, que pode alcançar um brilho elevado que a coloca entre as 10 mais brilhantes do céu noturno. A erupção ocorrida em Foramen foi documentada por astrônomos da época, o que torna a estrela uma grande fonte de interesse para a Astronomia.

Miaplacidus, beta (β) Carinae, é uma estrela localizada na quilha de Argo Navis. O nome é árabe e latino: Mia significando água em árabe, placidus significando calmo, ou seja, águas calmas. Essa estrela é circumpolar em Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

A constelação de Puppis ou Popa

A constelação de Puppis tem cerca de 673 graus quadrados de área e representa a Popa, ou traseira do navio. Neste caso, trata-se de um navio com popa alta e arredonda como aqueles criados pelos Fenícios na antiguidade e adotados pelos gregos, egípcios, persas e romanos. Esta é visível nas mesmas latitudes que o Cão Maior, mas suas estrelas em geral tem menos destaque do que as da Quilha. Vejamos suas estrelas com nomes tradicionais:

Azmidiske xi (ξ)06°19′ de Leão
Naos zeta (ζ) 18°50′ de Leão

Azmidiske, xi (ξ) Puppis, é uma estrela localizada na popa de Argo Navis. Ela fica na parte da Popa que é enfeitada com uma cabeça entalhada, geralmente de leão ou cavalo, bem no alto. É a que fica mais ao norte nesta constelação. O nome é grego e significa “pequeno escudo”.

Naos, zeta (ζ) Puppis, é uma estrela na popa de Argo Navis. Ela fica posicionada no deck onde ficaria o capitão do navio. O nome dessa estrela é a palavra grega para navio.

A constelação de Vela

A constelação de vela representa a vela do navio, responsável por parte de sua propulsão através do vento. Em latitudes superiores a 35° Norte sua visualização é parcial, ficando esta constelação totalmente invisível em latitudes superiores a 49° norte. É parcialmente circumpolar no Uruguai e grande parte da Austrália e Nova Zelândia, e totalmente circumpolar no sul da Argentina e Chile. Suas estrelas com nome tradicional:

Alshuhail Lambda (λ)11°28′ de Virgem
Markeb Kappa (κ)29°11′ de Virgem

Alshuhail, Lambda (λ) Velorum, é uma estrela localizada na vela. O nome é de origem árabe , e significa “a pesada”. Isso se deve ao fato de ela não ascender muito alto na latitude dos países muçulmanos, como se fosse mais pesada simbolicamente.

Markeb, Kappa (κ) Velorum, É uma estrela localizada na vela de Argo Navis. A palavra que da nome a essa estrela e a mesma que origina Markab, de Pegasus, e significa sela, ou assento.

A Constelação de Pyxis ou Bússola náutica

A constelação de Pyxis é uma constelação que antigamente incluía a área de Argo Navis, e que foi transformada numa constelação nova e sem relação com o navio. Trata-se de uma constelação que fica aproximadamente na altura de Cão maior, mais para leste, e que apresenta estrelas de pouco brilho e asterismo pouco claro, sendo de difícil identificação. Ocupa cerca de 220 graus quadrados sendo relativamente pequena. Não apresenta estrelas de destaque.

Significado astrológico da constelação de Argo Navis

Argo Navis é uma constelação ampla em função de sua localização latitudinal, bem alta no hemisfério sul. Isso faz com que suas estrelas caiam em longitudes zodiacais que vão dos signos de Câncer até Escorpião; De uma maneira geral , as estrelas tem natureza de Júpiter e Saturno indicando sucesso em assuntos relacionados a negócios e viagens longas. Uma disposição de espírito aventureira e cautelosa ao mesmo tempo tende a beneficiar a maneira como o indivíduo é tocado por essas estrelas.

Podemos dizer que as estrelas da Quilha inclinam na direção de uma postura mais rígida, mas ao mesmo tempo mais confiável , que transmite credibilidade. Indica sucesso nos negócios e nas viagens , mas ao mesmo tempo riscos de incidentes envolvendo a água , afogamento e naufrágios.

Canopus na Quilha é a estrela mais importante de Argo Navis, e é a segunda estrela mais brilhante do céu noturno. Sua posição longitudinal, próxima a Sirius, reforça os significados benéficos daquela estrela, e adiciona ambição, sede de conhecimento e espírito de aventura. São pessoas sábias, que amadurecem cedo e que dão conselhos úteis aos outros. Pode indicar infelicidade em assuntos domésticos , mas sucesso em tudo o que é mundano. A pessoa tende a ser mais feliz longe de onde nasceu.

Foramen, também na Quilha, sugere riscos maiores de incidentes relacionados a água, principalmente naufrágios. Esses naufrágios podem não ser literais, sendo o naufrágio simbólico de planos ambiciosos da pessoa. Nesse sentido, essa estrela é um aviso para a necessidade de se acautelar com investimentos.

As estrelas da Popa sugerem uma natureza mais resistente e resiliente e uma tendência a um comportamento ostensivo. Esta é a parte enfeitada e mais reforçada do navio. Já as estrelas da Vela indicam uma natureza bastante ambiciosa e estudiosa, e uma vida marcada por viagens e pela companhia de pessoas inteligentes. Indica sucesso em questões educacionais e viagens para locais distantes.

Não existem estrelas de muito destaque nem na popa e nem na vela, e a constelação da bússola não apresenta nem mesmo significado ou estrelas nomeadas , portanto figurou aqui apenas como curiosidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.