Este é um trânsito que ocorre desde o final de 2020 se estendendo até o fim de 2021. Trata-se de um momento de discreto fortalecimento para Júpiter, que vem do signo de sua queda, Capricórnio. No signo de Aquário Júpiter tem a fraca dignidade da triplicidade participativa. Então não é o melhor posicionamento para este planeta, apesar de representar um alívio em relação a sua condição anterior.

Aquário é um signo de Ar, regido por Saturno e extremamente racional. Grande parte da relativa fraqueza de Júpiter neste signo se deve a isso: esse é um planeta movido a fé, a otimismo e empolgação, e ele não encontra nada disso no signo de Aquário. Porém, diferente dos signos que são a ruína de Júpiter (Virgem, Capricórnio e Gêmeos), existe uma fagulha de esperança em Aquário. Inclusive Pandora abrindo sua caixa é uma excelente alegoria pra se pensar este signo.

Em Aquário a esperança , frágil, se reflete na certeza da absoluta aleatoriedade das coisas. Então não é como a fé inabalável dos signos de fogo e água, e também não é como o ceticismo adstringente dos signos de Mercúrio. Trata-se de uma atitude de indiferença em relação a própria sorte, onde não existem expectativas, e existe uma abertura para as surpresas positivas. Quer dizer, como não se espera nada, o que quer que aconteça nem surpreende e nem decepciona. É uma atitude apática, quase passiva em relação aos acontecimentos.

No lado mais positivo, esse é um posicionamento humanitário, tolerante, libertário e que normalmente traz algum nível de consciência social. Entretanto, a atitude indiferente de aquário leva este signo a ser muito mais um teórico do politicamente correto, deixando a desejar na parte prática. É quando Júpiter chega no signo seguinte, de Peixes, que a empatia e a compaixão tipicamente piscianas começam a fazer mais diferença.

Detalhes deste Trânsito de Júpiter em Aquário

Júpiter ingressou em Aquário em dezembro de 2020 e imediatamente formou conjunção com Saturno, e quadratura com Urano logo no início de 2021. Ele não forma mais nenhum aspecto importante com planetas mais lentos que ele até o fim de seu trânsito por Aquário.

O que torna esse trânsito diferente é que ele sofre uma divisão, causada por um rápido ingresso de Júpiter em Peixes em meados de 2021 (um total de 3 meses) para depois retornar para aquário e finalizar esse trânsito em dezembro de 2021. A próxima passagem de Júpiter em Aquário vai ocorrer entre 2032 e 2033, e será dividida em 3 partes em função das retrogradações que ocorrem com Júpiter no começo e depois no fim de aquário. Abaixo podemos ver uma tabela que lista todos os momentos importantes deste trânsito atual de Júpiter em Aquário:

00°00′ Aquário19/12/2020Ingresso de Júpiter em Aquário
00°29′ Aquário21/12/2020Conjunção com Saturno em Aquário
06°43′ Aquário17/01/2021 Quadratura minguante com Urano em Touro
08°00′ Aquário23/01/2021Quadratura crescente com Marte em Touro
09°21′ Aquário28/01/2021Conjunção com o Sol em Aquário
22°19′ Aquário27/03/2021Início da Shadow Phase (zona de retrogradação)
00°00′ Peixes13/05/2021Ingresso em Peixes
02°11′ Peixes20/06/2021Início da Retrogradação
29°59’R Aquário28/07/2021Retorno de Júpiter para Aquário (retrógrado)
29°52’R Aquário29/07/2021Oposição com Marte em Leão
27°12’R Aquário19/08/2021Oposição com o Sol em Leão
22°19′ Aquário18/10/2021Júpiter fica direto
26°24′ Aquário08/12/2021Quadratura Minguante com Marte em Escorpião
00°00′ Peixes29/12/2021Reingresso de Júpiter em Peixes

Este trânsito é muito favorável para quem tem os signos de Libra, Sagitário e Gêmeos fortes. Por outro lado, para Aquário, Áries e Leão, o trânsito ou é mais brando, ou traz consigo coisas simultaneamente positivas e negativas. Para Escorpião e Touro, este trânsito tem o potencial de trazer desorganização, arrogância, impulsividade, além de grandes expectativas com sérios riscos de decepção.