Sol em Peixes com Ascendente em Aquário

Numa análise superficial, os signos de Peixes e Aquário são semelhantes , porque ambos aparentam um certo “desligamento” da realidade. A diferença é que enquanto em aquário isso é somente uma aparência, em peixes isso ocorre de maneira mais intensa. Aquário é um signo intelectual, muito mental, enquanto peixes é um signo mais emotivo e instintivo. O ascendente em aquário aparenta esse desligamento porque esse é seu mecanismo de defesa. Ele simula o distanciamento e se esforça pra se envolver menos nas situações, e o resultado percebido é a aura blasé e indiferente. Já o signo de Peixes aparenta seu desligamento como consequência de um grande sofrimento. Por ser demasiadamente sensível e absorvente, acaba empreendendo comportamentos escapistas e transmite um sentimento de confusão e incerteza por conta disso.

Nesta combinação então a pessoa usará de subterfúgios aquarianos. Seu distanciamento faz parte de sofisticadas estratégias usadas para se afastar do núcleo dos problemas que ela enfrenta e assim conseguir resolve-los. O que ninguém percebe, porém, é seu sofrimento e estado de confusão diante de suas crises. Aos olhos dos outros a pessoa aparenta ser a absoluta dona da situação, mantendo o sangue frio e a leveza com o seu ascendente aquário, enquanto que internamente as tempestades emocionais do sol em Peixes acontecem.

A pessoa que tem o Sol no segundo signo em relação ao ascendente parece guardar segredos ou ocultar alguma coisa. Neste caso a pessoa resguarda sua natureza sensível , generosa, compassiva e absorvente. Essas mesmas características poderiam lhe vulnerabilizar, portanto é extremamente conveniente esse esquema de personalidade. O sol em peixes fica livre pra agir dessa forma, porque a aparência despista os olhares externos. E nada é mais angustiante para um pisciano do que a exposição, então essa combinação resolve de uma única vez diversos problemas típicos do sol em Peixes.

O maior problema desse posicionamento é o excesso de distanciamento, que pode fazer com que a pessoa literalmente se afaste do mundo de tempos em tempos. Não que isso signifique um sofrimento real pra ela, mas é que isso acarretar em desconexões e rupturas que ela pode sentir depois. Distanciar-se também é uma forma de permitir que os problemas cresçam e se tornem incontroláveis mais tarde. Essa é uma estratégia que não pode ser aplicada em todas as situações sem consequências.

Compartilhe nosso conteúdo nas redes sociais:
error

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.