Sol em Peixes ♓

Peixes , o último signo do ciclo astrológico. É o símbolo do final de todas as coisa, quando tudo se mistura, perde a definição, o sentido e a razão. Bem diferente de Sagitário, um momento de expansão, em que se atinge o máximo, mas com certas semelhanças a este signo. É como se eles atuassem de modo inverso. Pra isso devemos acompanhar no ciclo o que leva de sagitário até peixes: Depois de sagitário, a expansão, chegamos a Capricórnio, em que ocorre um movimento de retração. É quando se atinge o máximo, quando se chega a um limite. Simbolicamente, Capricórnio é como uma represa que contém tudo aquilo que se conseguiu conquistar na fase expansionista de sagitário. A consciência de que se esgotou os recursos leva ao conservadorismo e a retração em Capricórnio. É alias essa a lógica do momento em que vivemos sob o trânsito de Plutão em Capricórnio. O problema é que tudo esta nas mãos de alguns, como na nossa analogia, onde tudo foi retirado e colocado dentro de uma única represa. É injusto! E é em reação a isso que surge a rebeldia de Aquário, consequência da privação em Capricórnio. Em Aquário insurge a rebeldia como uma força incontrolável, que deseja destruir as represas capricornianas. Assim Aquário  simboliza a destruição dos limites, é o romper da estrutura, a quebra da espinha dorsal das hierarquias. A consequência de uma ação tão violenta é o signo de Peixes: Quando a represa inunda novamente o mundo com todos os recursos que haviam sido retirados anteriormente. É a devolução, a retribuição. Peixes é o movimento contrário ao de Sagitário, que retirou e consumiu: Peixes é a devolução para a fonte. Assim se chega em Áries com a sensação de reinício: É Peixes quem recria o mundo como ele era em sua origem.

Então essa é uma época de balanço, é o momento que precede o ano novo astrológico, quando o sol ingressa em Áries. Outros elementos piscianos são a fantasia, a fé e a ilusão. Surgem como reação a aridez dos signos saturninos que o precedem. Chega uma hora em que simplesmente nos saturamos de tanto “realismo” e resolvemos idealizar, romantizar, colocar as lentes cor-de-rosa. Nesse sentido Peixes pode representar tanto um período de férias da dureza das agruras, quando tudo é visto com mais condescendência e tolerância e o lado bom da vida é mais enaltecido do que o seu oposto, quanto um período de fuga irresponsável dessas mesma agrura. Tudo depende do que a experiência pisciana significa pra cada um de nós. E essa fuga é feita nas mais diferentes instâncias; Quer se faça a fuga por cima, através dos sonhos, do idealismo e da generosidade, quer se faça a fuga por baixo, mergulhando-se num universo de indigência, o Objetivo é sempre o mesmo, sair desse oceano e encontrar sua própria ilha. Peixes é a saudade do eu, do ego, a saudade de se ser absolutamente egoísta, porque já se está a tanto tempo atrelado a uma estrutura coletiva que a sensação da singularidade já se tornou uma coisa remota, e o impulso que criou tudo isso ja se perdeu a muito tempo. E assim o período pisciano representa uma irresistível correnteza que nos leva ao novo, mas que não deixa de ser uma repetição. É o idealismo pisciano que nos leva a esquecer do que deu errado no ciclo anterior, e só isso justifica o ânimo pra se começar tudo de novo. Nem sempre a memória é algo assim tão valioso! 

O momento coloca o foco na fuga do coletivo para o individual, e nos leva também a iniciar um processo de preparação para o novo ciclo que ja vai se avultando com a aproximação com o signo de Áries. Momento de ir desapegando, de deixar o passado de lado e começar a olhar adiante porque o novo ano já começou e estamos nos encaminhando pra metade dele a passos largos! 

Ingresso: 18/02/2013 as 8:50
Deixa o signo de Peixes: 20/03/2013 as 7:50

Vênus em Peixes ♓

É interessante como a Vênus mitológica tem associações fortes com este signo. Se pensarmos em Touro ou Libra , a imagem de Afrodite não é evocada com tanta facilidade, mas percebemos uma aproximação do mito de Afrodite com Peixes desde seu surgimento. Afrodite teria nascido do encontro do sêmem de Urano, seu pai, com as águas do oceano. Afrodite era portanto irmã dos temíveis Titãns, e ao seu modo, personificava uma força titânica, assombrosa, a força do amor. Seu culto era um dos mais antigos e um dos mais difundidos na Grécia antiga.

Chama atenção o fato de que a natureza essencial do planeta Vênus ser fria e úmida, como a natureza essencial do signo de Peixes. Os dois tem em comum portanto essa natureza fleumática, associada ao elemento água. E, mais do que em todos os outros signos de água, em Peixes Vênus encontra seu verdadeiro deleite. A exaltação tem como característica amplificar e até mesmo exagerar as características básicas de determinado planeta. Assim, Vênus que rege o prazer em todas as formas e a criatividade, em Peixes se manifesta na forma do êxtase, na inspiração, no Nirvana dos sentidos. Como último signo, Peixes remete a essa característica orgásmica de ser o último suspiro, o derradeiro movimento dentro do ciclo do zodíaco antes do reinício em Áries.

Essa Vênus não é exatamente refinada, ela representa o amor universal e uma de suas principais características é a de encontrar beleza em tudo, e de extrair ou transformar em prazer tudo com a qual se envolve. É a manifestação contrária de Virgem, a queda de Vênus, que tem essa condição justamente por ser exigente, discriminatória e ter padrões elevados para o próprio prazer. Em Peixes vemos o oposto diametral disso: De modo geral não há muita escolha, a pessoa tem o dom de simplesmente atrair o que lhe faz bem, geralmente extraindo mais prazer e felicidade das coisas que vem até ela, e não das coisas que são perseguidas por ela. O Magnetismo desta Vênus é para coisas com potencial de deixá-la feliz através do surgimento ao acaso. O prazer reside nos mistérios e na ignorância em relação a sua fonte de prazer: quando a verdade desta fonte é descoberta ela perde a graça, o encanto. É uma Vênus que alimenta fantasias, que vive o prazer muito mais em seu ideal imaginário, e por ignorar a realidade das coisas consegue se adaptar a qualquer coisa. A fertilidade e a criatividade, relacionada ao incrível poder imaginativo do signo de Peixes, são outras características fortes.

Essa é uma época extremamente favorável para o surgimento do amor, especialmente quando este não é perseguido. Em Peixes as coisas só funcionam se permitimos que a vida flua e que o acaso realize seus milagres. A vida social de modo geral se beneficia muito desta passagem, porque em geral todas as pessoas tendem a ficar mais compreensivas e tolerantes. E é um momento excelente para celebrar, comemorar e festejar, independente do motivo. Aliás, que a motivação fique em segredo, que seja revelada no final. Quanto mais mistério e fantasia, mais curto é o caminho em direção ao êxtase.

Ingresso: 25/02/2013 as 22:53 am (fuso -3)

Deixa o signo de peixes: 22/03/2013 as 0:05 am (fuso -3)

Sol em Capricórnio com Ascendente em Leão

Esse posicionamento produz uma personalidade forte, altiva,
impositiva, produtiva e extremamente criativa. Ambos os signos, Capricórnio e
Leão são dados ao comando , e gostam de controlar as situações das quais fazem
parte. Capricórnio complementa leão com senso administrativo e mais iniciativa,
enquanto que leão complementa Capricórnio com um forte senso de auto-confiança.
Entretanto é muito comum encontrar pessoas com essa combinação que tem uma
personalidade muito fendida e dada a oscilações muito fortes variando entre a
autoconfiança inabalável e o derrotismo mais profundo. Capricórnio e Leão são
dois extremos, Leão é luz, o domicílio do sol, a vontade de ser e de brilhar.
Capricórnio é a noite, é um dos domicílios de saturno e representa velhice,
maturidade e esforço. Capricórnio  é a
liderança que vem por direito, herdade, a liderança reivindicada pelos anciãos.
Leão é a liderança dos jovens que a conquistam através da luta e do
merecimento. As vezes a pessoa recebe algum tipo de atribuição e sente que
aquilo é desmerecido porque ela na verdade acha que deveria ter lutado pra
conquistar o direito. As vezes um direito lhe é negado e o mundo parece forçar
ela a uma batalha que pra ela é completamente absurda. É o sentimento de as
vezes estar abusando do universo e as vezes estar sendo profundamente
injustiçado, sendo bem difícil encontrar o equilíbrio entre esses extremos.  

A criatividade pode ser comprometida por medos e inibições
típicas de Capricórnio. Sempre haverá um duelo, uma parte da pessoa desejando
brilhar e a outra parte sabotando o sucesso e diversas oportunidades. Mas toda
essa autocritica, por vezes severa demais, costuma salvar a pessoa do ridículo
e mesmo de situações mais difíceis, pra onde um leonino seria atraído por pura
ingenuidade.  Costumam assumir grandes
responsabilidades, as vezes mais do que pode arcar. Podem ter uma incrível
dificuldade pro trabalho em equipe por não conseguirem delegar
responsabilidades. Ou dão ordens, as vezes de forma abusiva, onde tudo tem que
ser feito do jeito que a pessoa quer, ou então ela prefere fazer tudo sozinha.
É necessário aprender a delegar, sem monopolizar o andamento de tudo, pra
evitar a sobrecarga ou atritos com as pessoas.

Marilyn Manson

Kate Moss

Katherine Moenning

Ava Gardner

Joana D’arc