Lua Vazia , ou lua fora de curso



Aproximadamente a cada 2 dias, existe um tempo que acaba sendo melhor usado em assuntos mais subjetivos ou espirituais, tais como Orações, Ioga, esportes, jogos, meditação, enfim: atitudes de um tipo mais “passivo” digamos as

sim. Esse período pode durar pouco, como menos de 1 minuto, ou durar mais de 3 dias em certos casos.

Esse período começa no exato instante em que a lua realiza seu último aspecto maior antes de deixar o signo em que se encontra, e termina assim que ela entra em um novo signo. Em casos (mais raros) em que a lua entra num signo em que ela não irá realizar nenhum aspecto, a condição persiste até que ela entre no próximo signo. É assim que chamamos “lua vazia” ou “lua fora” de curso.

Durante estes períodos, a capacidade de julgamento humano fica comprometida: é um período que nos torna mais suscetíveis as ilusões, às “viagens na maionese” de natureza lunar. Esse é o principal motivo pelo qual não se aconselha a leitura de horárias durante uma lua fora de curso. Tudo o que for dito numa horária com lua fora de curso acaba sendo “viagem” do astrólogo, porque o julgamento básico predito pela lua é de que a questão não vai dar em nada.

A lua vazia não é um elemento de impedimento: nada está proibido. Mas dada a natureza do momento, talvez seja melhor deixar as decisões mais sérias, da cunho pragmático e material, para um momento de lua “normal”. É totalmente opcional fazer isso. A probabilidade de você ter que refazer um trabalho ou ter de abandonar uma decisão recém tomada numa lua vazia é alta quando a lua deixa essa condição e você se dá conta de que estava “viajando”. Então aproveite o período literalmente pra viajar: ler, passear, jogar, orar, o que você quiser.

De acordo com Lilly, a única ressalva que se faz, é que quando a lua passa por um signo onde tem dignidades maiores (domicílio e exaltação) ou em signos benéficos, a lua fora de curso pode ser usada pra se tomar decisões sem muito medo, porque uma das características de tais signos benéficos é a sorte. Os signos em questão são: Touro, Câncer, Sagitário e Peixes; Libra é domicílio de Vênus, mas exaltação de saturno e isso exclui esse signo desse grupo.

Vênus em Escorpião ♏

Vênus tem seu detrimento em Escorpião, mas isso não significa que este seja um posicionamento totalmente ruim, porque Escorpião é um signo de água, e dessa forma se harmoniza com Vênus. Mais até do que o posicionamento do Sol em Escorpião, este tende a ser um momento muito intenso, fato que se observa mais nos relacionamentos íntimos. Relações pré-existentes se intensificam, sejam as boas , sejam as ruins. Esse é um posicionamento muito erótico e sensual, onde os desejos são perseguidos com voracidade, desejos de todos os tipos.
Sentimentos de raiva ou ódio pré-existentes se acirram, mágoas do passado vem a tona e essa acaba sendo uma época marcada por buscas de “acertos de contas”, principalmente em questões emocionais. Por outro lado, Escorpião além de ser vingança também é gratidão, e esse tipo de sentimento emerge também nessas épocas. Se estamos a muito tempo sem ver pessoas de quem gostamos, essas épocas também favorecem reencontros.
Um dos perigos dessa Vênus é que aqui o desejo de receber fala muito alto e o impulso em doar não é correspondente, havendo então o risco de se estabelecerem trocas desiguais.  Se experimentar problemas financeiros nessa época de Vênus em Escorpião, veja se você está doando de si tanto quanto gostaria de receber, porque em nenhum outro signo percebemos o quanto o universo é um sistema de trocas.   
Sentimentos como ciúmes, inveja e o desejo de vingança se manifestam com fúria quando vemos esta Vênus cruzando os céus. Cuidado com a forma como vai reagir ou responder aos seus próprios sentimentos, porque as decisões são sempre suas, por mais intensas e viscerais que sejam suas motivações.

Ingresso: 21/11/2012 as 23:20  (fuso -2)

Deixa Escorpião pra entrar em Sagitário:  16/12/2012 as 2:39 am (fuso -2)

Marte em Capricórnio ♑

Marte está transitando Capricórnio, signo em que este planeta tem sua exaltação. Temos que pensar em Marte como uma força, repleta de energia em potencial, cuja natureza é destrutiva, bélica, agressiva. É uma energia que necessita de controle não somente para impedir os eventuais danos que ela pode causar, mas principalmente para que ela possa ser convertida em força de trabalho e assim utilizada de forma útil. Assim, de todos os planetas, o que mais precisa de controle é justamente Marte. É por isso a exaltação de Marte no signo de Capricórnio, esse é o signo que melhor simboliza a ideia de cautela e controle. Marte é um planeta quente e seco, Capricórnio um signo frio e seco. O Aspecto violento do planeta vem principalmente em decorrência de sua secura.  Neste caso percebemos que este elemento é aumentado, implicando num potencial destrutivo muito alto. A questão é que neste caso esse potencial será usado com muito mais cautela, principalmente para neutralizar ataques, de forma defensiva. A ação do Marte em Capricórnio em um conflito é a de tentar soterrar e sufocar os antagonistas, impedindo que eles reajam ou continuem seus ataques. E a força neste caso, se for pra ser usada, ela o  é de forma demolidora, sem remorsos e nem misericórdia. Não há senso de justiça nem  proporcionalidade no uso da força quando se decide que essa tem de ser usada.

Os indivíduos que nascem com Marte em Capricórnio são líderes naturais e pessoas muito industriosas. O ano de 1986 em particular promoveu o nascimento de muitas pessoas com este posicionamento, porque Marte ficou retrógrado neste signo. Ser industrioso significa ser bem disposto para o esforço. Não significa amor ao esforço, a dor ou ao sofrimento. Significa que, se for necessário, em nome de um bem maior, a pessoa não vai pensar duas vezes antes de se submeter ao sofrimento que for necessário pra atingir seus objetivos. São capazes de muita auto-disciplina e a se submeter a frugalidade em nome dos seus objetivos. São também excelentes disciplinadores, podendo ser considerados tiranos e cruéis em alguns casos. Ter um inimigo com Marte em Capricórnio é complicado porque o objetivo de quem nasce com este marte é muitas vezes terminar com os embates de uma só vez, através de um movimento único, porém contundente e talvez fazendo uso de força exagerada, mesmo que não aja nenhum vencedor no final.

Uma época de Marte em Capricórnio beneficia ao esforço físico de todo tipo, ao trabalho braçal e a toda sorte de empreendimento e realização. Nenhum posicionamento é mais indicado por exemplo pra se iniciar uma edificação, especialmente se houver harmonia com Saturno, como ocorre neste caso. Não há nada impossível de ser realizado, desde que tudo seja planejado dentro de moldes precisos e realistas. Esse é o melhor posicionamento a se ter no céu quando decidimos colocar em prática um plano mais elaborado ou quando queremos nos lançar em empreendimentos longos. É muito bom também pro início de atividades físicas, que serão marcadas pela disciplina. Tudo aquilo que requer esforço contínuo é beneficiado por Marte em Capricórnio: Ele é o mestre no quesito economia de energia.    

Marte ingressou em Capricórnio: 17/11/2012 às 00:36 (fuso -2)

Marte deixa Capricórnio pra ingressar Aquário: 25/12/2012 às 22:48 (fuso -2)

A recepção Mútua

Aviso: leigos em astrologia provavelmente vão entender muito
pouco do que vai constar neste texto. É porque muito se tem falado sobre recepção mútua ultimamente e eu acho útil se esclarecer essa questão. 
Já li sobre a recepção mútua como se esse fosse um elemento
de destaque em alguns livros do tipo “receita de bolo” de astrologia moderna.
Seria uma forma de ligação entre os planetas em que eles funcionariam como se
estivessem em conjunção. A  verdade é que
o impacto da recepção mútua não é assim tão grande e as vezes esse tipo de
conexão é superestimado.
Primeiro temos que entender o que é recepção: Quando um
planeta qualquer está nas dignidades de outro, dizemos que ele recebe este outro.
Isso pode ocorrer via domicílio, exaltação, triplicidade, termos e face, as 5
formas de dignidade essencial da astrologia tradicional. Um aspecto em que há
também recepção é um aspecto mais forte, especialmente se a recepção for forte,
e mesmo sem que aja mutualidade, especialmente do ponto de vista do planeta que
é “recebido”.  
A recepção mútua ocorre quando o planeta A está numa dignidade
do planeta B, e o planeta B está na mesma dignidade do planeta A. E ela pode
ocorrer entre qualquer tipo de dignidade. O que não existe é recepção mútua
através de dignidades diferentes: por exemplo, o Júpiter em Áries e Marte em
Leão.  Júpiter está no domicílio de
Marte, e Marte na triplicidade de Júpiter. Ambos estão sim em recepção, mas não
podemos chamar isso de recepção mútua.
Quanto maior for a dignidade envolvida na recepção mútua,
mais forte ela é. Mas a recepção é inútil quando os planetas estão fracos em
suas próprias dignidades. Isso acontece porque, teoricamente, planetas em
recepção mútua ajudam um ao outro na realização dos seus intentos. Mas se aquele
que presta ajuda não tem forças por si mesmo, sua ajuda é inútil. Aí ocorre aquilo
que J Lee Lehman chama, no seu livro sobre dignidades na astrologia, de “Decepção
mútua”. Um exemplo disso é A lua em Capricórnio com Saturno em Câncer, ou Vênus
em Áries com marte (geralmente retrógrado) em Libra.
Os autores tradicionais consideram que a recepção mútua é
também inútil quando os planetas em questão não formam aspecto, porque se não
há conexão real, não há como haver a troca de dignidades. Mesmo que não aja
exatidão nas orbes do aspecto, é necessário que planetas em recepção mutua
estejam ao menos em signos que naturalmente tem algum tipo de aspecto.
Por não se encaixarem nos esquemas de regência tradicional,
planetas novos não podem estar em recepção mútua porque a questão das
dignidades não  se aplica a eles, por
serem geralmente muito lentos e atuarem num nível coletivo. Então Saturno em
Escorpião não está em recepção mútua com Plutão em Capricórnio, ainda que haja
associação entre Plutão e Escorpião, eles não entram nessa teoria aqui.
Por outro lado, neste momento vemos Marte em Capricórnio em
Sextil com Saturno em Escorpião. Neste caso existe recepção mútua, e ela é
forte especialmente pra saturno, já que Marte já é muito forte no signo em que
se encontra e a ajuda que ele oferece pra saturno é de grande valia. Saturno,
em seu turno, não tem forças onde se encontra, portanto é de pouca ajuda pra
marte, que no final das contas nem está precisando tanto assim de ajuda. Quando
Marte entrar em Aquário, continuará havendo recepção mútua entre Marte e
Saturno em Escorpião,  mas ela será muito
frágil devido a fraqueza dos respectivos planetas em seus posicionamentos
originais.   
Existem autores que falam também em “troca de dignidades” entre
planetas que estão em recepção mútua, mesmo quando não há aspecto entre eles.
Por exemplo: Marte em Aquário e Saturno em Escorpião estão peregrinos onde se
encontram, mas ficam suficientemente fortalecidos devido a recepção mútua que
transfere o poder de domicílio entre eles. Na prática, mesmo a recepção mútua
como descrita anteriormente atua dessa forma, mas essa questão da “troca de
dignidades” serve mais pra se contabilizar o nível de ajuda oferecido pelos
planetas para aqueles que usam sistemas de pontuação nas dignidades essências. Em
todos os casos, quanto mais conexões, mais forte a recepção. Se dois planetas
estão fortes em seus posicionamentos, conectados por recepção mútua e também por
um bom aspecto como por exemplo um trígono, temos aí a perfeição.   Um exemplo disso É o Sol em Sagitário com
Júpiter em Leão, ou Saturno em Gêmeos com Mercúrio em Aquário. Nestes casos, as
trocas de poder são maximizadas. 

Sol em Capricórnio com Ascendente em Sagitário

Essa combinação une os signos mais ambiciosos do zodíaco em uma personalidade cheia de senso de propósito, assertividade e com objetivos muito claros na vida. Sagitário e Capricórnio tem uma relação de antiscion. Isso significa que apesar das diferenças óbvias, esses signos tem pontos em comum também e elementos que se complementam. Sagitário é o signo do propósito, da fé, da meta. Tem como característica básica o entusiasmo e o otimismo que mantém acesa  a chama da ambição. Já Capricórnio simboliza a realização do objetivo. É a linha de chegada, a meta conquistada.

Em sagitário, o lugar ao sol era almejado, em Capricórnio ele ja foi conquistado e garantido. Capricórnio simboliza então a manutenção do status quo, o conservadorismo e tem um quê de decadência. Esse Capricorniano vai ter mais tesão pela vida por assim dizer, já que o ascendente em sagitário jamais permite que a chama da fé se apague, e  a inquietação e vontade de expansão de Sagitário sempre acaba levando a pessoa na direção de uma nova meta. Além disso, diferente do ascendente em Sagitário típico, esse dificilmente persegue quimeras, Capricórnio fornece a praticidade e a objetividade necessária pra que o arqueiro otimize sua pontaria.

O maior problema deste posicionamento pode ser a arrogância, o orgulho e o senso de dignidade facilmente ferido que levam a pessoa a ser um pouco melindrosa, e uma tendência a ser autoritário e intransigente. De certa forma, o jeito estabanado, espontâneo e alegre ajuda o capricorniano com este ascendente a disfarçar sua ambição e suas intenções, nem sempre generosas. De fato, apesar de Sagitário ser um signo exuberante e cheio de pompa, é como se o indivíduo com esta combinação exibisse uma persona mais simples e escondesse uma consciência mais sofisticada.

A imagem de ingenuidade esconde a malícia e a sabedoria inata do sol em capricórnio. Secretamente a pessoa pode ser pessimista e até ter problemas de autoestima, mas sua imagem será de autoconfiança e fé. Certamente a pessoa é muito mais realista e prática do que supõe aqueles que a conhecem superficialmente. Há entre esses dois signos também um conflito natural entre fé e ceticismo que tende a levar a pessoa a uma postura muito empírica diante da vida, de testar as coisas antes de ter certeza se vai mergulhar numa nova ideia ou mesmo crença.

Patti Smith

Patricia Lee Smith (Chicago, 30 de dezembro de 1946) mais conhecida pelo nome artístico Patti Smith, é uma poetisa, cantora e musicista norte-americana. Ela tornou-se proeminente durante o movimento punk com seu álbum de estréia, Horses em 1975. Conhecida como “poetisa do punk”, ela trouxe um lado feminista e intelectual à música punk e tornou-se uma das mulheres mais influentes do rock and roll.

Elvis Presley  

Elvis Aaron Presley (Tupelo, 8 de janeiro de 1935 — Memphis, 16 de agosto de 1977) foi um famoso músico e ator norte-americano, mundialmente denominado como o Rei do Rock e com a alcunha de “Elvis, The Pelvis”, pela forma extravagante, mas ousada como dançava e se mexia, adquirida na década de 50. Elvis também foi um dos pioneiros e principal idealizador do movimento conhecido como rock and roll. Uma de suas maiores virtudes era a sua voz, devido ao seu alcance vocal, que atingia, segundo especialistas, notas musicais de difícil alcance para um cantor popular. A crítica especializada reconhece seu expressivo ganho, em extensão, com a maturidade; além de virtuoso senso rítmico, força interpretativa e um timbre de voz que o destacava entre os cantores populares, sendo avaliado como um dos maiores e por outros como um dos melhores cantores populares do século XX.
Começou sua carreira em 1954 na lendária gravadora Sun Records e era acompanhado pelo guitarrista Scotty Moore, pelo baixista Bill Black e pelo baterista D.J. Fontana, Presley foi um dos criadores do rockabilly, uma fusão de música country e R&B.
Elvis tornou-se um dos maiores ícones da cultura popular mundial do século XX. Entre seus sucessos musicais podemos destacar “Hound Dog”, “Don’t Be Cruel”, “Love Me Tender”, “All Shook up”, “Teddy Bear”, “Jailhouse Rock”, “It’s Now Or Never”, “Can´t Help Falling In Love”, “Surrender”, “Crying In The Chapel”, “Mystery Train”, “In The Ghetto”, “Suspicious Minds”, “Don’t Cry Daddy”, “The Wonder Of You”, “An American Trilogy”, “Burning Love”, “My Way”, “My Boy” e “Moody Blue”. Na Europa, canções como “Wooden Heart”, “You Don’t Have To Say You Love Me”, “My Boy” e “Moody Blue” fizeram sucesso. Particularmente no Brasil, foram bem-sucedidas as canções “Kiss Me Quick”, “Bossa Nova Baby”, “It’s Now or Never” e “Bridge Over Troubled Water”.
Após sua morte, novos sucessos advieram, como “Way Down” (logo após seu falecimento), “Always On My Mind”, “Guitar Man”, “A Little Less Conversation” e “Rubberneckin”. Trinta e oito anos após sua morte, Presley ainda é um dos artistas com maior número de “hits” nas paradas mundiais, sendo ainda um dos artistas solo recordistas em vendas de discos, com 1 bilhão de álbuns vendidos em todo o mundo.

Nicolas Cage

Nicolas Cage (nome artístico de Nicholas Kim Coppola; Long Beach, 7 de janeiro de 1964)é um ator e produtor cinematográfico estadunidense. Nicolas Cage foi premiado com o Óscar da Academia para Melhor Ator (principal) em 1996 pelo filme Leaving Las Vegas.

Jude Law

Jude Law nome artístico de David Jude Heyworth Law (Londres, 29 de dezembro de 1972) é um ator britânico, nascido na Inglaterra.

Sol em Capricórnio com Ascendente em Escorpião

Esta combinação contém uma mistura da intensidade e da paixão de Escorpião com a sobriedade de Capricórnio, resultando numa personalidade muito forte, magnética e intensa, mas com altas doses de auto-controle evitando que a pessoa caia nos excessos típicos das combinações que envolvem o signo de Escorpião. Devoção, senso de compromisso, industriosidade, capacidade de concentração e foco são algumas das qualidades esperadas desta combinação, especialmente se Marte estiver em boas condições no mapa. Os ciumes escorpianos são refreados neste caso porque aqui existe uma compreensão mais clara a respeito dos limites dentro dos relacionamentos.

Mas a pessoa que nasce com esta combinação é ambiciosa e tem sede de poder e as vezes pode se portar de forma altamente manipulativa em nome da realização dos seus objetivos. É o tipo de personalidade que nunca não se dá por vencida, que não tem medo de obstáculos ou dificuldades e é extremamente resiliente. Desistir ou abandonar projetos ou relacionamentos sem antes explorar todas as alternativas possíveis são coisas impensáveis e normalmente a pessoa exige um alto nível de comprometimento e dedicação das pessoas que cooperam ou se relacionam com ela.  

O principal ponto negativo reside no funcionamento da mente, muito pessimista, desconfiada, descambando facilmente para a paranoia e para o fatalismo. A crítica pode ser outra forte característica, as vezes emergindo de forma defensiva e amargurada. Pode ser um amante dos mistérios, nutrindo interesses por ocultismo e toda sorte de assuntos que podem ser considerados “tabus” ou que contenham algum nível de morbidez.

A pessoa pode ser autoritária, rigorosa e ter uma forma muito severa e áspera de se expressar, soando como uma voz da autoridade em diversas situações. A ironia e o sarcasmo dão a tônica do senso de humor que pode ser agudo, mas a pessoa tem também uma faceta extremamente rabugenta.  Tem tudo pra ser uma excelente conselheira e possui habilidades inatas para a investigação e a pesquisa.

David Lynch

David Keith Lynch (Missoula, 20 de janeiro de 1946) é um diretor, roteirista, produtor, artista visual, músico e ocasional ator norte-americano. Conhecido por seus filmes surrealistas, ele desenvolveu seu próprio estilo cinematográfico, que foi chamado de “Lynchiano”, que é caracterizado por imagens de sonhos e meticuloso desenho sonoro. Na verdade, o surreal e, em muitos casos, os elementos violentos de seus filmes lhes deram a reputação de “perturbar, ofender ou mistificar” seus públicos.
Nascido em uma família de classe média em Missoula, Montana, Lynch passou sua infância viajando pelos Estados Unidos, antes de ir estudar pintura na Academia de Belas Artes da Pensilvânia na Filadélfia, onde ele fez a transição para produzir curtas. Decidindo dedicar-se mais totalmente a esse meio, ele se mudou para Los Angeles, onde ele produziu seu primeiro filme, o terror surreaslita Eraserhead (1977). Depois de Eraserhead se tornar um clássico cult no circuito de filmes da meia noite, Lynch foi contratado para dirigir The Elephant Man (1980), a partir do qual ele conseguiu sucesso comercial. Depois de ser contratado pela De Laurentiis Entertainment Group, ele procedeu para fazer mais dois filmes: o épico de ficção científica Dune (1984), que foi um fracasso de crítica e bilheteria, e o filme de crime neo-noir Blue Velvet, que foi muito aclamado.
Procedendo para criar sua própria série de televisão com Mark Frost, a altamente popular Twin Peaks (1990-1992), ele também criou a prequela cinematográficaTwin Peaks: Fire Walk with Me (1992); um filme de estrada, Wild at Heart (1990), e um filme de família, The Straight Story (1999), no mesmo período. Se virando mais profundamente para o surrealismo, três de seus filmes seguintes trabalharam na estrutura não-linear da “lógica do sonho”, Lost Highway (1997), Mulholland Drive (2001) e Inland Empire (2006). No meio tempo, Lynch procedeu para abraçar a internet como um meio, produzindo vários programas para a web, como a animação DumbLand (2002) e o sitcom surreal Rabbits (2002).

Simone de Beauvoir




Simone Lucie-Ernestine-Marie Bertrand de Beauvoir, mais conhecida como Simone de Beauvoir Paris, 9 de janeiro de 1908 — Paris, 14 de abril de 1986), foi uma escritora, intelectual, filósofa existencialista, ativista política, feminista e teórica social francesa. Embora não se considerasse uma filósofa, De Beauvoir teve uma influência significativa tanto no existencialismo feminista quanto na teoria feminista.
Nascida em Paris, era a primogênita de duas irmãs, filha de um casal descendente de famílias tradicionais, porém decadente. Seu pai era o advogado Georges Bertrand de Beauvoir, ex-membro da aristocracia francesa, enquanto a mãe era Françoise Brasseur, membro da alta burguesia francesa. Ela estudou em uma escola católica privada até os 17 anos. Depois de passar no vestibular de matemática e filosofia, acabou por estudar matemática no Instituto Católico de Paris e literatura e línguas no colégio Sainte-Marie de Neuilly, e em seguida, filosofia na Universidade de Paris (Sorbonne), onde conheceu outros jovens intelectuais, como Maurice Merleau-Ponty,René Maheu e Jean-Paul Sartre, com quem manteve um relacionamento aberto por toda a vida.
De Beauvoir escreveu romances, ensaios, biografias, autobiografia e monografias sobre filosofia, política e questões sociais. Ela é conhecida por seu tratado O Segundo Sexo, de 1949, uma análise detalhada da opressão das mulheres e um tratado fundamental do feminismo contemporâneo, além de seus romances A Convidada e Os Mandarins. Ela lecionou em várias instituições escolares no período entre 1931 a 1943. Nos anos 1940 ela integrava um círculo de filósofos literatos que conferiam ao existencialismo um aspecto literário, sendo que seus livros enfocavam os elementos mais importantes da filosofia existencialista.
A autora revela certa inquietação diante do envelhecimento e da morte em livros como Uma Morte Suave, de 1964. Em A Cerimônia do Adeus, de 1981, ela narra o fim da existência de seu companheiro Sartre, que havia morrido em 15 de abril do ano anterior. Ela faleceu em 14 de abril de 1986, aos 78 anos de idade, por conta do agravamento de uma pneumonia. Seu corpo foi enterrado no Cemitério de Montparnasse, no mesmo túmulo de Sartre.

Jim Carrey


James Eugene Carrey (Newmarket, 17 de janeiro de 1962) é um premiado ator, comediante, roteirista e produtor canadense, conhecido por interpretar papéiscômicos em filmes como Ace VenturaDebi e LoideO MáscaraO PentelhoO MentirosoEu, Eu Mesmo e IreneTodo PoderosoDesventuras em Série e As Loucuras de Dick e Jane. Carrey também atingiu sucesso de críticas em interpretações dramáticas em filmes como: The Truman ShowMan on the Moon e Eternal Sunshine of the Spotless Mind.
Curiosamente três filmes estrelados por Jim em 1994: The Mask (O Máskara), Dumb & Dumber (Debi e Lóide) e Ace Ventura: Pet Detective (Ace Ventura), ganharam séries animadas, The Mask: The Animated Series, Dumb and Dumber, Ace Ventura: Pet Detective.

Edgar Allan Poe

Edgar Allan Poe (nascido Edgar Poe; Boston, Massachusetts, Estados Unidos, 19 de Janeiro de 1809 — Baltimore, Maryland, Estados Unidos, 7 de Outubro de 1849) foi um autor, poeta, editor e crítico literário americano, integrante do movimento romântico americano. Conhecido por suas histórias que envolvem o mistério e o macabro, Poe foi um dos primeiros escritores americanos de contos e é geralmente considerado o inventor do gênero ficção policial, também recebendo crédito por sua contribuição ao emergente gênero de ficção científica. Ele foi o primeiro escritor americano conhecido por tentar ganhar a vida através da escrita por si só, resultando em uma vida e carreira financeiramente difíceis.
Ele nasceu como Edgar Poe, em Boston, Massachusetts; quando jovem, ficou órfão de mãe, que morreu pouco depois de seu pai abandonar a família. Poe foi acolhido por Francis Allan e o seu marido John Allan, de Richmond, Virginia, mas nunca foi formalmente adotado. Ele frequentou a Universidade da Virgínia por um semestre, passando a maior parte do tempo entre bebidas e mulheres. Nesse período, teve uma séria discussão com seu pai adotivo e fugiu de casa para se alistar nas forças armadas, onde serviu durante dois anos antes de ser dispensado. Depois de falhar como cadete em West Point, deixou a sua família adotiva. Sua carreira começou humildemente com a publicação de uma coleção anônima de poemas, Tamerlane and Other Poems (1827).
Poe mudou seu foco para a prosa e passou os próximos anos trabalhando para revistas e jornais, tornando-se conhecido por seu próprio estilo de crítica literária. Seu trabalho o obrigou a se mudar para diversas cidades, incluindo Baltimore, Filadélfia e Nova Iorque. Em Baltimore, casou-se com Virginia Clemm, sua prima de 13 anos de idade. Em 1845, Poe publicou seu poema The Raven, foi um sucesso instantâneo. Sua esposa morreu de tuberculose dois anos após a publicação. Ele começou a planejar a criação de seu próprio jornal, The Penn (posteriormente renomeado para The Stylus), porém, em 7 de outubro de 1849, aos 40 anos, morreu antes que pudesse ser produzido. A causa de sua morte é desconhecida e foi por diversas vezes atribuída ao álcool, congestão cerebral, cólera, drogas, doenças cardiovasculares, raiva, suicídio, tuberculose entre outros agentes.
Poe e suas obras influenciaram a literatura nos Estados Unidos e ao redor do mundo, bem como em campos especializados, tais como a cosmologia e a criptografia. Poe e seu trabalho aparecem ao longo da cultura popular na literatura, música, filmes e televisão. Várias de suas casas são dedicadas como museus atualmente.

  

Sol em Capricórnio com Ascendente em Libra

Capricórnio e Libra são signos que tem muito em comum. Ambos são signos de Saturno, sendo Capricórnio domicílio e Libra a exaltação do senhor do tempo. Mas a relação natural entre esses dois signos é a de um conflito, porque ambos são de elementos que divergem bastante entre si. Ambos os signos convergem para um comportamento sensato, equilibrado. O bom senso e a capacidade de emitir julgamentos isentos é notória, porque a pessoa consegue levar a extremos a premissa libriana da imparcialidade. O nativo vai ser muito inteligente, e vai ter sempre uma visão muito ampla e estratégica das situações onde está inserido. Apesar da falta de competitividade (porque tanto Libra quanto Capricórnio temem perder e sempre buscam garantias), essa combinação gera pessoas com ampla capacidade de liderança, administração e um inato senso político.

O maior problema da pessoa vai ser sua dificuldade em se permitir a espontaneidade. A depender do nível de tensão que envolve o sol ou o ascendente, ela pode acabar transmitindo aos outros uma imagem tensa, retesada, o tempo inteiro esforçada em parecer algo que ela julga normal ou aceitável. Falta a fluidez típica do ascendente em Libra porque Capricórnio leva o nativo a acreditar que precisa controlar a si mesmo em absolutamente todas as circunstâncias. Quanto mais impacto tiver Saturno sobre o mapa, especialmente se estiver enfraquecido, maiores serão as dificuldades pra lidar com a questão da própria personalidade e maiores serão as ansiedades afetivas ou sociais. Um saturno fortalecido ou harmonizado com o mapa entretanto leva a pessoa a entender desde muito cedo a importância de aprender a arte da espontaneidade. Em todos os casos, a idade leva a pessoa a desenvolver uma personalidade cada vez mais sofisticada e espontânea ao mesmo tempo. Essa combinação leva ainda a um apurado senso estético aliada a uma ampla percepção da utilidade e da aplicação dessa estética. Responsável e com um sólido senso de compromisso, a pessoa tende ainda a ser cautelosa, perfeccionista e muito prática, e com o tempo tende a desenvolver todo um requinte na arte de se expressar e se relacionar que esconde grande parte do lado controlador e rabugento do Sol em Capricórnio.

Isaac Newton

Rod Stewart

Denzel Whashington