Marte em Escorpião

Marte está em Escorpião, e não
existe nenhum outro local do zodíaco que seja melhor para encontrarmos esse
planeta. Escorpião é um signo de água e fixo, indicando que nele as coisas
funcionam de forma mais densa, intensa e concentrada. Nos perguntamos então,
por que Marte, um planeta quente e seco (contrário a natureza de escorpião), e
um planeta que simboliza principalmente a ação (e por isso mais orientado,
digamos, para a cardinalidade) fica tão bem em um signo que parece justamente
negar a sua essência? Elementar, caro leitor. Acontece que Marte é um planeta
maléfico. Simboliza coisas pesadas, penosas. É o planeta que preside o trabalho
e a violência. Na realidade, simboliza muito mais a energia que empregamos, e
principalmente a forma como usamos essa energia, seja no que se refere ao trabalho,
seja no que está relacionado aos impulsos mais violentos e destrutivos. Essa
energia não pode ser desgovernada, não pode ser desperdiçada, ela precisa ser
contida e direcionada para coisas úteis, do contrário nosso marte se transforma
numa força destrutiva. Um marte controlado é produtivo, útil, industrioso e
diligente. Um Marte sem controle é disperso, traiçoeiro, tirânico, violento e
despudorado.
Não pensem que escorpião é um anjo
de candura só por fazer esse favor a todos nós, que é controlar e amordaçar a
energia do planeta marte direcionando-a pra coisas úteis e produtivas. O
impulso representado por escorpião é o do controle absoluto. Escorpião é a água
em sua forma fixa, que pode ser representada pelo gelo que prende, imobiliza e
resfria ânimos. É por isso que Vênus e Lua não ficam bem em escorpião: Esses
dois planetas representam energias fluidas, representam sentimentos, emoções e
sensações que não devem ser totalmente controlados ou a vivência deles é
interrompida: e não queremos interromper a vivência do que é bom. Com marte
escorpião se rejubila e pode exercer sua influência controladora até as últimas
consequências. É onde este signo se faz mais necessário.
Dessa forma, Marte em escorpião é
a melhor forma de apresentação em que podemos encontrar o planeta Marte. Neste
signo existe cautela, disciplina e autocontrole em níveis muito altos, bem como
vigor, diligência, força de vontade, gana, raça, coragem, destemor total. Não
pense que só pelo fato de simbolizar algo como o gelo que escorpião vai
conceder aos seus filhos sangue de barata: Muito pelo contrário. Marte em
Escorpião é rigoroso, radical, e quando decide atacar, ele não causa danos
superficiais, ele atinge as entranhas, seus golpes são letais. O Marte em
escorpião quando ataca é como o ninja, ou como o grande mestre em artes
marciais, que sabe tudo a respeito da arte de ferir e destruir um oponente, mas
que só usa isso quando extremamente necessário, com o máximo de disciplina e respeito
pela arte em si mesma. As pessoas de Marte em escorpião na verdade são extremamente
retaliadoras, mas são extremamente justas: sempre dão o troco na proporção
correta, nunca exageram em sua irritação, até porque irritar-se a toa
configura-se em desperdício de energia, coisa que este Marte quer evitar a todo
custo. Podem demorar, mas em algum momento e de alguma forma a lição será
ensinada a quem ousou desafia-lo.        
Épocas de Marte em escorpião são
excelentes para todos os assuntos relacionados a Marte. Beneficia o ingresso em
novos empregos, novos empreendimentos, o início de atividades físicas,
cirurgias e acertos de conta. É uma época benéfica para todos os que ocupam
postos marciais, como militares, policiais, bombeiros, etc;  É um momento que garante o bom emprego das
energias, onde é fácil se concentrar no que é necessário e essencial. Até a
mais dispersa das criaturas vai se sentir inspirada pela calmaria e pelo
magnetismo de Escorpião, capaz de domar até o mais descontrolado dentre os
planetas. Entretanto, cuidado com suas ações. Não espere ser perdoado de graça
por uma falta que você cometer durante esse período, lembre que escorpião não
perdoa. De alguma forma você vai ter o retorno, por isso essa é uma época em
que é essencial andar na linha, no caminho da justiça e da integridade.
Marte entra em Escorpião no dia 23
de agosto de 2012 as 12:24
Marte deixa Escorpião pra
ingressar em Sagitário no dia 7 de outubro de 2012 as 00:20  

Sol em Virgem

Hoje o sol deixa seu domicílio em Leão pra ingressar no signo de Virgem. Essa é tradicionalmente a época da colheita para diversas culturas ao redor do globo. É também o fim do Verão no hemisfério norte, momento em que as plantas, já maduras, estão prontas para serem colhidas e armazenadas para a estação da penúria que se aproxima. E por esse motivo que o signo de Virgem tem como uma de suas características um permanente “estado de prontidão”, onde nos preparamos para a escuridão desconhecida simbolizada pelo inverno. Nenhum signo é tão bem preparado para os imprevistos do que o signo de Virgem. É o signo da precaução, da prevenção. Entretanto, pra nós que somos do hemisfério sul essa passagem ocorre na verdade durante o fim do inverno, aqui estamos nos preparando para encarar a primavera, coisa que nada tem de de aterradora. Há na passagem do Sol por Virgem por aqui um forte elemento de suavidade portanto.

 A perda de dignidade do sol com a mudança para Virgem não é assim tão brusca, já que o primeiro decanato de Virgem é regido pelo Sol. Outro elemento que aumenta a força do Sol nessa passagem em específico é o trânsito de Mercúrio. Inicialmente em Leão, formando uma recepção mútua com o Sol, esse planeta rapidamente ingressa no signo de Virgem no fim de agosto, entrando em seu domicílio e exaltação e se aplicando em uma conjunção extremamente positiva com o sol durante Setembro, conferindo-lhe poder, já que o sol em Virgem está a disposição de Mercúrio. Mas Virgem ainda assim tem um elemento de decadência para o Sol, se pensarmos nos signos que precedem e sucedem o signo de Virgem. Leão, o predecessor, é o domicílio do Sol, enquanto que Libra, o sucessor, é a queda do sol. É como se Virgem fosse a ponte para a perdição do Sol, é o signo que tira o sol do seu domicílio levando-o para a queda em Libra. As características do signo de Virgem de certa forma atuam de modo a renegar terminantemente o simbolismo solar. A servidão é sem dúvida algo que nada tem haver com o princípio solar. Processo oposto se observa com Saturno: Em Virgem este planeta está saindo do seu detrimento (Leão) e sendo encaminhado para a sua exaltação (Libra).

 Épocas do Sol em Virgem são boas para a organização das coisas, pra revisões burocráticas e metodológicas, para a depuração de projetos já em andamento bem como para o aprimoramento de técnicas e para o aprendizado de modo geral. Virgem é ótimo também pra cuidar da saúde, seja iniciando uma dieta ou entrando numa bateria de exercícios. Poucos são os momentos que beneficiam tanto o estabelecimento de uma nova rotina do que esta passagem. É uma época que não favorece ao hedonismo, aos risos exagerados ou o esbanjar de recursos. Devemos pensar aqui em acumular, guardar para depois, é momento de se preparar para o amanhã. Por esse mesmo motivo essa é também uma época muito interessante para repensar a organização das suas próprias finanças ou para o destino que você dá para os seus investimentos.

 O Sol ingressa em Virgem no dia 22 de agosto de 2012 ás 14:07
O Sol deixa o signo de Virgem pra ingressar em Libra no dia 22 de setembro de 2012 às 11:49

A Astrologia do Brasil

Quero dar início com esse post ume espécie de exploração
astrológica através de culturas e geografias distintas, analisando mapas de
possíveis datas de fundação/independência dos principais países da atualidade.
E começo obviamente, falando do meu país de origem, o Brasil. Não quero me limitar
aqui ao que “outros astrólogos consideram como sendo o mapa do Brasil”, a
determinação da data de surgimento de algo como um país não é tão simples pra
que você tenha a segurança de tomar qualquer informação como certa. Mas quero
me ater especialmente ao que se considera como mapa simbólico (geralmente um
mapa associado a independência ou algum tipo de modificação política
importante).
O Brasil apresenta 3 datas fundamentais: A data da sua
descoberta pelos portugueses, a data da sua independência de Portugal e a data
da proclamação da república. Dessas datas, a que tem o maior impacto em termos
de finalmente determinar a estrutura do Brasil atual é sem dúvida a do mapa da
independência, datado pro dia 7 de setembro de 1822; Este é o que poderíamos
chamar de mapa simbólico do Brasil. O horário exato pra este mapa não é
conhecido, ele é calculado pra um evento, o famoso “grito do Ipiranga”, que
teria acontecido de acordo com relatos, durante a tarde do dia 7 de setembro de
1822 (próximo ao fim da tarde). O Ascendente acaba tendo condições de ser
Aquário ou Peixes, caso este evento seja levado em consideração. Apesar de
existir um grupo influente de astrólogos brasileiros a defender o ascendente em
aquário, eu discordo desta possibilidade.  Eu pessoalmente não consigo enxerga, nem remotamente,
as características do signo de Aquário sendo aplicadas a realidade brasileira.
Especialmente porque o Ascendente no caso de um “mapa simbólico” deveria
representar algo como a “personalidade básica” do país, ou seja, as ideias e
características que vem a nossa mente quando pensamos no país, e principalmente
o que outros países conseguem enxergar, ou melhor dizendo, o que os outros
enxergam do nosso país, seria então o que se sobressai a nosso respeito.
Aquário teria uma frieza, uma assepsia, um aspecto intelectual e etéreo que não
tem associação com o Brasil, ao meu ver. Já a segunda opção cai como uma luva
pra falar a respeito de Brasil. Primeiro vamos dar uma olhada no tal mapa
simbólico, onde estarei usando o horário das 17:00:

Peixes mais do que qualquer outro signo reflete muito bem
toda a exuberância e a riqueza da nossa natureza, nosso clima quente e o
aspecto  acolhedor da nossa cultura, bem
como o  aspecto alegre e festivo que
funciona como um estandarte pra representar o povo Brasileiro. Peixes fala
ainda da forte miscigenação, da sensualidade (Peixes é a exaltação de Vênus) e
religiosidade do nosso povo (somos o maior país católico do mundo, o país com
maior número de espíritas e o país com o maior número de evangélicos
pentecostais). Sagitário no Meio do céu ratifica essa questão da importância da
religião e reflete o impacto dos múltiplos povos imigrantes em nosso país
(sagitário rege os estrangeiros). Talvez o fato de Júpiter, regente de
Sagitário, estar em seu detrimento (em gêmeos) no mapa da independência do
Brasil justifique as incongruências que observamos quanto a alguns assuntos
jupterianos. O Brasil ainda é um dos países mais atrasados em termos de
educação formal, e apesar de oficialmente ser um estado laico, a influência da
religião e do moralismo subsequente no âmbito político tem sido percebido
atualmente mais do que em qualquer outro momento.
O Sol do mapa da independência aparece no signo de Virgem e
na casa 7. Isso fala muito a respeito da tendência do Brasileiro de sempre
considerar o outro (casa 7) como melhor do que ele mesmo, de viver na base da
comparação, num teor extremamente autocritico e exigente. O gramado alheio é
sempre mais colorido na visão do Brasileiro. Isso fala também da forma como os
visitantes são ‘entronizados’ em nosso país, e da natureza dos nossos negócios:
no geral, vendemos tudo o que produzimos de melhor pra outros países e
costumamos consumir o refugo das nossas próprias riquezas. Virgem é além de
tudo isso o signo da burocracia, outra marca registrada do Brasil.  

A lua do país ainda aparece no signo de Gêmeos em conjunção
com Júpiter. Fala a respeito da leveza do brasileiro (especialmente porque é a
lua o planeta que melhor reflete o povo de um país), do seu bom humor, do seu
gosto pela comunicação e fofoca, de sua superficialidade, da mutabilidade das
opiniões, do “jeitinho brasileiro” de resolver as coisas e da tendência a corrupção
que impera em todos os âmbitos, presente nas facetas mais sutis da nossa
cultura. Júpiter em Gêmeos é o símbolo que personifica a ideia de corrupção, a
mentira cínica e deslavada, dita com tanta veemência que até o próprio
mentiroso crê que está dizendo uma verdade.
Marte em Escorpião é o regente da casa 2 deste mapa, que
simboliza as riquezas, o ‘patrimônio’, os recursos naturais e humanos de nossa
nação. Marte está colocado na região do zodíaco em que ele fica mais poderoso,
o que reflete a vastidão dos nossos recursos. Escorpião é um signo de água e
diz respeito também a muita fertilidade, e a assim são nossas terras, vastas e
férteis. É interessante que a cidade de Manaus, coração da floresta amazônica
tenha sido fundada em uma lua nova que acontecia em conjunção com o marte do
mapa da independência brasileira. A Amazônia é somente um de nossos recursos,
mas é sem dúvida o maior e mais rico dentre eles. Vemos a presença de Plutão no
signo de Áries em conjunção com a cúspide da casa 2, dando a ideia  da presença de muitos “tesouros ocultos” por serem
descobertos. Mas apesar disso, vemos Marte em uma casa cadente, indicando
talvez um baixo aproveitamento de tais riquezas.
Outra data importante é a data da ‘descoberta’ do Brasil por
Pedro Álvares Cabral, em 22 de abril do ano de 1500. De acordo com relatos, o
horário seria por volta das 14:00. Calculando o mapa para aquele momento, é sem
espanto que vemos a lua no signo de Peixes, em conjunção muito próxima ao
ascendente do mapa da independência. Veja o mapa:

Por fim, existe também o mapa da Proclamação da República.
Este evento foi na realidade um golpe de estado, sem um horário preciso, onde a
monarquia foi derrubada e foi instaurada a república. O movimento foi
encabeçado pelo Marechal Deodoro da Fonseca que assumiu o poder na sequência.
Registros apontam o início do golpe como sendo durante a madrugada do dia 15 de
novembro de 1889, com a república sendo proclamada oficialmente durante a tarde
do mesmo dia. Vejamos um mapa com o horário para o meio da tarde do dia 15 de
novembro:

Neste mapa o que chama a atenção é a quadratura exata entre
Saturno e Netuno. Ambos os planetas estariam em tensão com o possível
ascendente do mapa da independência, com Saturno em Oposição. Além disso,
Plutão estava em conjunção com a conjunção Júpiter Saturno do mapa da
independência. É interessante que durante o golpe militar de 1964, Saturno também
tinha proeminência, formando conjunção com o Ascendente do Brasil.
Pretendo escrever artigos relacionados a outros países,
fazendo o link entre o mapa ou os mapas simbólicos daqueles países com sua
cultura. O próximo a ser discutido aqui vai ser Portugal.     

Mapa Astral: Lady Gaga

Em março passado Lady Gaga revelou através do twitter seu
horário de nascimento “Remember to smile at 9:53 am EST
time. Why?
Because that was the exact time @ladygaga was born. Happy Birthday Lady Gaga” no dia do seu aniversário.  Com este horário em mãos podemos finalmente
calcular o mapa astral da “Mother Monster”. Já escrevi no blog sobre ela, numa
época em que ela era meio que novidade, ainda estava eclodindo (Born this way
nem tinha sido lançado ainda). Tudo aquilo que eu escrevi continua válido, porque
eu analisei o mapa dela sem horário naquela ocasião. Veja o que foi escrito no
link abaixo:
Com os dados fornecidos, obtemos Ascendente
aos 27° de Gêmeos, em conjunção com Betelgeuse (estrela da constelação de
Orion) e com o Meio do céu aos 03° de Peixes, conjunto a uma estrela fixa
maior, Fomalhaut. Veja o mapa:
A primeira versão do mapa da Gaga a aparecer
na internet foi realmente com ascendente em Gêmeos, mas a fonte era
desconhecida. Aquela fonte em particular apontava um ascendente para o início
de Gêmeos, com Meio do céu em Aquário. Depois disso surgiu a fonte com o
Ascendente em Sagitário, sem confirmação também. O Ascendente em Sagitário
colocava o austero e formal Saturno em conjunção com o Ascendente, mas a
regência de Júpiter em Peixes até fazia sentido. Os dados usados agora foram
informados pela própria Gaga via Twitter e tem uma chance muito maior de
estarem corretos.
Gêmeos é um signo muito inventivo e
experimental, o que se encaixa perfeitamente a imagem de lady Gaga. Existe,
entretanto, um elemento de exagero, grandiosidade e megalomania muito forte no
trabalho e no comportamento dela, que não se coaduna particularmente com
Gêmeos. Mas diferente do primeiro horário que apareceu (que dava ASC Gêmeos com
MC Aquário), neste mapa vemos Júpiter em conjunção ao meio do céu no ilimitado
signo de Peixes, em quadratura também com Saturno Sagitário. O conflito entre
Júpiter e Saturno  se reflete em uma
ausência de senso de proporção em diversos aspectos da vida, que leva a pessoa
ao exagero em sua ânsia por expansão, ou a paralisia nos casos em que saturno
fala mais alto. No caso de Lady Gaga, Saturno está muito enfraquecido, quase
anulado, posicionado em uma casa cadente (a casa da sua infelicidade) e disposto
pelo próprio Júpiter. A grandiloquência jupteriana é o que fala mais alto. 
Outra coisa que chama atenção são os
elementos referentes a saúde e constituição de Lady Gaga. Ela teria o regente
do Ascendente em detrimento e queda (muito enfraquecido) e colocado no signo de
Peixes, que rege pés, sistema linfático e imunológico. A posição de Saturno na
casa 6 poderia ainda falar sobre doenças crônicas, e a cerca de 2 anos saiu uma
notícia de que ela poderia ser portadora de Lupus (doença genética e recorrente
em sua família), o que foi confirmado através de exames.
Mercúrio em Peixes, somado ao Ascendente em
Gêmeos, reflete a personalidade controversa, a aparência extremamente volátil e
mutável, além de comportamentos, ações e colocações que soam esquisitas.
Mercúrio aparece ainda em quadratura com Urano, signo do bizarro e do
inusitado. Gêmeos é ainda um signo mimético, ou seja, que voluntária ou
involuntariamente reproduz comportamentos, palavras e ações alheias, e
recentemente Lady Gaga foi acusada por diversos jornais de plagiar uma música
da cantora Madonna. 
Tudo o mais que foi dito no artigo anterior
também continua válido. 

Sol em Sagitário

Sol em Sagitário com Ascendente em Áries

Sol em Sagitário com Ascendente em Touro

Sol em Sagitário com Ascendente em Gêmeos

Sol em Sagitário com Ascendente em Câncer

Sol em Sagitário com Ascendente em Leão

Sol em Sagitário com Ascendente em Virgem

Sol em Sagitário com Ascendente em Libra

Sol em Sagitário com Ascendente em Escorpião

Sol em Sagitário com Ascendente em Sagitário

Sol em Sagitário com Ascendente em Capricórnio

Sol em Sagitário com Ascendente em Aquário

Sol em Sagitário com Ascendente em Peixes

Aldebaran

Aldebaran é a estrela alfa da constelação de Touro,
localizando-se na região que corresponderia ao olho do animal em sua
representação tradicional. A constelação de Touro está localizada na região ao
norte do equador celeste, e aqui no hemisfério sul é visualizável principalmente
durante o verão. Tem o formato de um ‘Y’ deitado, e nesta constelação está localizado
também o aglomerado de estrelas conhecido como Plêiades, de fácil visualização
no céu de verão. Na mesma
região do céu, um pouco mais ao sul está a constelação de Orion, uma das mais
importantes e repleta de estrelas de fácil localização (como as 3 marias por
exemplo). Quando um planeta passa pelo signo de Gêmeos (nos dias de hoje) ele
na verdade estará passando próximo dessas duas constelações, Touro e Orion, e
formando conjunção com suas estrelas.
A representação de Orion é a de um Guardião, um guerreiro. Essa
constelação está em Oposição com a constelação de Escorpião, que simbolizaria
uma espécie de adversário. A constelação de Touro está em oposição exata no que
diz respeito ao equador celeste. Quando uma deles nasce, a outra se põe. É uma
visão bem bonita quando no céu de Primavera vemos a constelação de Escorpião no
horizonte oeste lentamente se pondo enquanto as constelações de Touro e Órion
se erguem no horizonte leste. Quando Touro está completamente visível já não se
pode mais observar a constelação de Escorpião. É como o triunfo do herói sobre
a besta. Na estação oposta, entretanto, o herói é derrotado pela fera,
simbolicamente falando, porque o que vemos é o contrário (escorpião se erguendo
e touro se pondo).  

Na época dos gregos, Aldebaran marcava o auge da primavera.
Por este motivo essa estrela carrega em si os significados típicos da primavera,
de crescimento, fertilidade e prosperidade. Ela carrega em si também algumas
características parecidas com as da constelação de Orion, no sentido de figurar
nesta representação celeste de Guerreiro guardião (Orion) versus Inimigo
(Escorpião). Assim essa estrela tem uma reputação de guerreira, significando
força, dignidade e alguém que não se curva diante das ameaças.

A natureza dessa estrela é associada com Marte e Júpiter,
indicando ao mesmo tempo sorte, vitórias e honras de todos os tipos associado a
um comportamento irascível, por vezes violento. Sua coloração vai do laranja
pálido ao avermelhado. É uma das quatro estrelas reais dos Persas, sendo a
guardiã do leste e da primavera (Régulus é a estrela do Norte, Antares a
estrela do Oeste e Fomalhaut a estrela do sul). Podemos considera-la como
benéfica, especialmente se associada a elementos benéficos do mapa. Atualmente
vemos o Planeta Júpiter em conjunção exata com ela. Sua localização precisa nos
dias de hoje (2012) é 09°58’ de Gêmeos.            

Vênus em Câncer ♋

 

Vênus começa hoje seu trânsito pelo signo de  Câncer. Este é um signo
de Água e Cardinal. São as emoções sendo dirigidas para um propósito definido,
e a melhor imagem pra representar o signo de Câncer é a de um rio que vai
rasgando a terra, coletando a água de diversas nascentes e a levando
resolutamente em direção ao mar aonde vai se espalhar nos oceanos piscianos. Vênus
ganha uma tonalidade mais profunda neste signo, se comparada com Gêmeos, seu antecessor: Os afetos não são mais experimentais,
eles são agora pra valer.
Neste ponto não se deseja mais perder tempo com nada que
seja etéreo ou irreal, busca-se o afeto concreto, o matrimônio propriamente ou
algo que se aproxime disso. Essa posição é de uma sensualidade sutil, mas muito
intensa. Devemos lembrar que Câncer rege uma das regiões mais eróticas do corpo
de homens e mulheres: O colo, onde estão seios e peitorais. Essa é a Vênus que
encontra prazer na vida doméstica,  na
relação papai/mamãe ou mãe/filho e pai/filha. É
uma ideia que se aproxima do incesto: Prazer se mistura a vontade de
cuidar e proteger & ser cuidado e protegido. Relacionamentos onde existe
diferença de idade ou maturidade vão ser favorecidos por este posicionamento,
onde um individuo assume a postura de quem cuida e protege e o outro a  postura de quem é vulnerável e precisa de
cuidado e proteção. Por esse motivo, a Vênus em Câncer pode ser a receita pra
uma vida amorosa tórrida e instigante, mas corre o risco de ser igualmente a
geratriz de um intenso desequilíbrio entre as partes dentro de um
relacionamento.

A beleza em Vênus vai de encontro as formas que melhor podem prover, que melhor transparecem a ideia instintiva de que aquela figura pode oferecer cuidado, proteção, nutrição, etc. Um homem de aspecto forte, de peitos sobressalentes e que aparente boas condições pra garantir o alimento e a segurança vai ser o ideal de beleza. No caso das mulheres, a que tiver a aparência mais exuberante e que forneça a ideia de capacidade plena de promover o cuidado e a nutrição pra prole, a ideia de uma mulher fértil e que transmita estabilidade e segurança. A pessoa que tem Vênus em Câncer tanto vai projetar essa imagem em algum nível quanto vai desejar pessoas que atendam a esse ideal.

Neste signo Vênus tem triplicidade, além de ser a regente do
primeiro decanato.  Épocas de Vênus no
signo de Câncer vão estimular os envolvimentos amorosos mais compromissados,
vão intensificar as emoções já existentes e valorizar os prazeres obtiveis através
da intimidade. Vênus em Câncer também rege os prazeres gastronômicos, já que câncer
está relacionado ao estômago.  O
conforto, a privacidade e tudo de bom que pode ser realizado na segurança do
lar são beneficiados por esta passagem: Não será mais interessante procurar
indefinidamente por um amor, não é um momento em que se deseja arriscar nos
assuntos do coração. Se não for fácil, se não fluir, a relação provavelmente não progride. Câncer como signo cardinal é objetivo, não perde tempo com amores platônicos e deseja alguém que seja capaz de se manter sob seus próprios pés, pra aguentar a responsabilidade de um compromisso verdadeiro. 

Ingresso: 02/06/2013 23:12
Deixa Câncer pra entrar em Leão: 27/06/2013 14:03

Mapa Astral: Nicki Minaj

Um nome que vem se destacando no cenário musical
internacional é o de Nicki Minaj, seja por sua música, seu estilo extravagante,
suas parcerias de peso ou suas polêmicas (na maioria mais do que intencionais).
Nos Estados Unidos ela tem uma reputação semelhante a dos funkeiros cariocas
brasileiros: amados de um lado e odiados por uma parcela ‘intelectual’ da
população que parece não admitir tantas ‘ousadias’, e isso não se deve somente
ao seu estilo musical ou pessoal, mas principalmente aos seus exageros
comportamentais e a uma certa tendência a provocação.
Apareceram dados de nascimento referentes a Nicki Minaj no
site Astrotheme (como sempre sem citação de fontes). De acordo com esses dados,
ela teria nascido no dia 8 de dezembro de 1982 as 5:05 da manhã, em Port of Spain,
Trinidad e Tobago. Ela teria o Planeta Júpiter em Escorpião conjunto ao
Ascendente, com ambos conjunto a estrela Alfa Centauri, estrela que aparece no
Ascendente de outros dois famosos que analisei aqui no blog, Justin Bieber e
Björk. Além disso, Urano aparece muito próximo do Ascendente. O Sol está em
Sagitário, a Lua em virgem e o regente do Ascendente é Marte em Capricórnio em
sextil com o Ascendente (exatamente o mesmo caso da Björk); O quadro apontado
por esses dados me fazem considerar esses dados como muito plausíveis.
Júpiter em Escorpião no Ascendente reflete a sensualidade
exuberante, a imponência e a megalomania indisfarçada; A conjunção Mercúrio,
Vênus e Netuno em Sagitário reforça ainda mais este fator, fazendo com que ela
tenha ideias que muitas vezes podem se revelar como delírios, relacionadas a sua
própria grandeza e importância. É o exagero de mercúrio em Sagitário (em detrimento) associado
as distorções de Netuno. Só que nesse caso a presença de Vênus suaviza o discurso
e o transforma em canções que vendem, já que Nicki fala em nome de toda uma
geração que compartilha de ideias semelhantes às dela. Ela é apenas um veiculo que
materializa a megalomania de toda a geração Netuno em Sagitário, já que nasceu
com tantos planetas pessoais conjuntos a Netuno. Tudo isso também contribui
para a criação dos alter-egos, como Roman
Zolanski criado para o álbum atual da cantora.            
Ela nasceu ainda com Urano em sagitário na casa 1, muito
próximo do Ascendente. Urano é o rei da bizarrice e da originalidade, e fica
bem evidente nas movimentações de Nicki uma frequente intenção de chocar, de
criar polêmica e de inovar de alguma forma. Como se trata de Sagitário o signo,
tudo que vem dela emerge com um toque de humor, deboche e exagero. E o Sol na
casa 1 desempenha com desenvoltura sua função centralizadora: Nick sabe como
ninguém como chamar atenção pra si mesma.  

Apesar de toda  essa
profusão jupteriana/Uraniana, existe ainda um elemento que entra em choque com
toda a imagem projetada para o exterior: Trata-se da lua no signo de Virgem. Essa
lua responde pelo lado extremamente crítico de Nicki que em alguns momentos vai
as raias do recalque. Mas ela cumpre bem com a função de eventualmente pressionar
as feridas dos seus pares, sempre de um modo exagerado e debochado. O que ninguém
imagina é que essa lua também responde por uma natureza profundamente insegura,
autocrítica e desejosa de ‘acertar’, que ela parece disfarçar muito bem.
Nicki entrou em cena de forma mais impactante neste ano de
2012, através de um videoclipe lançado logo no começo do ano onde ela desce a
lenha em diversas cantoras do mundo pop em um rap extremamente desbocado que
foi inclusive censurado em alguns canais de TV, “Stupid Hoe”. Neste clipe ela
faz alusões flagrantes a Lady Gaga, Rihanna e Shakira, uma espécie de homenagem
a Grace Jones e chega inclusive a debochar de Mariyah Carey imitando seu estilo
de cantar em alguns trechos da música. Muitos acusaram-na prontamente  de plágio quando o que ela estava de fato
fazendo era uma crítica (talvez não da forma mais delicada) e cumprindo com a
função cultural do Raper, que é a de, digamos, “meter a real” nas bitches;  Depois disso ela atuou como convidada em um
clipe novo da Madonna.
Veja Stupid Hoe:

Apesar de Rapper, especialmente neste último álbum ela
apareceu flertando loucamente com o pop, numa mistura deveras interessante e
ousada. No clipe mais recente ela mostra um pouco do seu país de origem, Trinidad
e Tobago, numa espécie de carnaval com direito a passistas de escolas de samba
à caráter no maior clima de carnaval carioca.
Contribuições para os avanços da ciência, da sociedade ou de
seja lá o que for Nicki certamente não faz, mas pouquíssimos são os cantores
que dão uma contribuição válida que vai além do entretenimento puro. É certo que ela
faz arte, mas sem dúvida uma arte que desagrada a muita gente.