Quando o Sol chega em Capricórnio, um ciclo se fecha e outro se inicia, ao menos para a cultura ocidental e em diversas outras regiões do mundo, cujos calendários tem como dezembro seu último mês. Fica evidenciado o sentido principal do signo de Capricórnio nessas épocas porque chegamos ao divisor de águas anual, o fim de um ano e o início do outro. Não é a toa que Capricórnio é o principal domicílio de Saturno, planeta que governa, dentre outras coisas, o tempo. Sem esse controle promovido pelo estabelecimento de calendários, provavelmente nos sentiríamos perdidos, como se a própria vida não fizesse sentido;

O Sol não tem dignidades em Capricórnio, a não ser no terceiro decanato, governado por ele. Ainda assim, é um posicionamento marcante, porque acompanha uma mudança bastante extrema: Quando o Sol entra em Capricórnio ocorre o solstício de inverno no hemisfério norte e o solstício de Verão no hemisfério sul, indicando que Capricórnio (e o seu par oposto, Câncer) é um signo que aponta para extremos. É o signo mais relacionado ao Sul, e quando o Sol atinge o grau zero ele se moveu para o extremo sul da eclíptica.

Está relacionado ao patriarcado, ao conservadorismo, indicando também trabalho, empenho e industriosidade. Ambição é uma palavra chave tanto em Capricórnio quanto em Sagitário, signos que na verdade são mais parecidos do que se imagina, já que formam Antíscion. A diferença é que Sagitário representa as expectativas, os preparativos, a caminhada em direção ao objetivo, enquanto que Capricórnio representa o objetivo conquistado, as expectativas desfeitas, a realidade exposta e os limites conhecidos e mapeados.

Essa é a melhor época do ano para se traçar planos, e se organizar em todos os sentidos, especialmente nas questões relacionadas a profissão e carreira. É momento de realizar definições, estabelecer metas e se fazer uma análise crítica do que se fez até então, do que se vai continuar fazendo e do que vamos abandonar por não nos trazer resultados. Instintivamente todos nós pensamos mais nos rumos de nossas vidas quando nos aproximamos dessa época. Mais um ano se conclui, mais um ano se inicia, e o que fizemos de nossa vida até agora? Esse é o melhor momento para se responder a esta pergunta com serenidade, honestidade e realismo, e começar a trabalhar para a manutenção das conquistas, a remoção do que tem dado errado e o estabelecimento das novas metas. Apesar de Capricórnio ser um signo conservador, esta talvez seja uma das época mais propícias para uma renovação, ao menos uma renovação subjetiva, nas intenções e ambições.

Ingresso: 21/12/2013
Deixa Capricórnio e entra em Aquário: 20/01/2014