Lua em Peixes

Você é uma pessoa altamente sensível e compassiva, que facilmente se comove e se emociona. Isso pode fazer com que você atue exatamente como se fosse uma esponja emocional, absorvendo às vezes problemas que não são seus e sendo alvo fácil do vampirismo psíquico. É uma pessoa generosa, altruísta e intolerante a agressividade. Deve evitar ambientes pesados ou pessoas muito negativas e que reclamam demais da vida, pois você facilmente entra na onda do outro e se desestabiliza.

Você acha fácil estabelecer a intimidade, mas tende a ser tímido e hipersensível. Não se importa muito em vez ou outra se sacrificar por quem precisa, mas deve aprender a não desperdiçar sua generosidade com quem não merece, não precisa ou não está pedindo ajuda. Sua imaginação é aguçada e você frequentemente fantasia o que está sentindo ou fantasia aquilo que uma pessoa é, amando um ideal ao invés de enxergar a pessoa em suas verdadeiras cores. A memória tende a ser retentiva no que diz respeito as questões emocionais, mas pode ser terrível em se tratando de questões mais pragmáticas, como números, datas ou informações demasiadamente precisas. É uma memória  mais sensorial e menos intelectual.

Nem sempre a sua percepção é confiável, porque seu idealismo ou sua tendência a ser impressionável podem deformar um pouco as proporções das experiências que você vive com outras pessoas, e nem tudo você absorve dos outras, sua imaginação pode ser muito rica também. Assim as vezes você acaba imaginando que alguém está com algum sentimento ruim em relação a você como raiva por exemplo, ou que você está atrapalhando essa pessoa de alguma forma,  baseando-se em leituras que você faz inconscientemente do comportamento das pessoas que na maioria das vezes dizem respeito somente a elas, não exatamente a você. Por exemplo, as vezes a cara feia da pessoa é só porque ela está muito cansada, e não porque você é um pé no saco. Em outras situações, uma pessoa que lhe tratou de maneira doce ou afetuosa pode lhe levar a acreditar que a consideração dessa pessoa por você é imensa, quando as vezes ela é absolutamente indiferente e estava apenas sendo educada, como manda o figurino. Em suma: Você é facilmente intimidado ou seduzido, mesmo que a intenção das pessoas não seja a de necessariamente criar expectativas em você, sejam elas boas ou ruins. É necessário apenas dar um tempo pra ver se realmente as coisas são como parecem. Com a idade é muito provável que você aprenda a lidar melhor com isso.

Isso não descarta o fato de você realmente ter uma percepção apurada para certas sutilezas, como perceber a tristeza de quem simula o contrário, de sentir quando uma determinada proposta é uma fria ou quando as intenções das pessoas não são boas. Mentir pra você é um desafio, porque quando alguém lhe conta uma história você presta menos atenção às palavras, e muito mais em todos os outros detalhes, especialmente aqueles que são mais sentidos do que percebidos objetivamente. Mas essa sensibilidade vai ser mais confiável quanto mais você conhecer as pessoas. Quanto mais intimidade você tem, mais longe vai essa sua quase “telepatia” ou sensibilidade especial.

A lua em peixes também é muito boa em fingir e em passar despercebida. As simulações emocionais são dignas de premiações em Hollywood, e essa é uma lua com fama de ser muito boa na arte de fingir que está doente quando quer evitar alguma situação, produzindo sintomas reais, e terminando inclusive por ficar realmente doente no final das contas. Talvez a pressão de algumas situações tenha realmente um efeito enfraquecedor sobre essa lua, e de fato, muitas ficam doentes sem que isso seja intencional. Também são pessoas delicadas, discretas e pouco pretensiosas, especialmente porque realmente não gostam de super-exposição, quando acabam se sentindo sugadas, confusas e agredidas. Preferem agir nos bastidores, e quanto mais são deixadas à vontade, sem vigilância ou pressão, mais eficientes se tornam, poque aí sua imaginação e generosidade (suas maiores qualidades) correm soltas.   

Sol em Peixes

Peixes é o signo que simboliza a própria coletividade no sentido mais amplo, indo além até do que o sol em aquário. Em peixes o todo está deixando de ser uma coletividade de partículas (aquário) e está indo em direção a uma unidade (áries). O foco pisciano então é extremamente difuso porque tudo tem muita importância, é o todo, é o absoluto e isso realmente engloba muita coisa. Vai muito além dele mesmo ou do conceito de “todas as pessoas”, a coisa é muito mais complexa do que isso. Então em Peixes o Sol está disperso, ele não concentra a atenção em si mesmo, mas isso não significa que ele não olhará para si: tudo terá muita importância e será digno de respeito. Sobrevém daí uma humildade genuína que não diferencia e que não tem interesse em diminuir ou glorificar ninguém. 

O complicado é que, da mesma forma como acontece em gêmeos, a pessoa corre o risco de ficar sem objetivos. Tem que fazer um esforço a mais pra impor a si mesmo um rumo, uma meta, porque tudo tem potencial pra desviá-la. O impulso pisciano é o de atender a qualquer pedido de ajuda e o de aceitar qualquer convite seja para a glória ou para a perdição. Tudo parece bom, tudo tem o potencial de ser maravilhoso. O Sol em peixes é como um sol inebriado, inconsciente que não para pra diferenciar as coisas, o nível de filtração é zero. Ele vai seguindo a corrente, segue  o cardume e vai vivendo.

Em Peixes o sol não tende a conceder muita vitalidade, mas a vantagem é a rapidez de todos os processos fisiológicos, inclusive a rapidez da cura e a suscetibilidade aos remédios que parecem ter um efeito mais forte neles. Os piscianos do hemisfério norte (inverno) são especialmente apáticos, melancólicos e emotivos. Os piscianos do hemisfério sul (verão) já são mais ardentes, sensuais, dinâmicos e otimistas. Aqueles que têm júpiter em signos de água são os mais generosos e cheios de fé, e também os mais permissivos. Os que têm Júpiter em signos de fogo já são mais otimistas, tem igualmente muita fé e são mais dinâmicos e ambiciosos. Os que têm júpiter em signos de ar são mais inteligentes e sociáveis, mas são os que têm menos “direção” por assim dizer, são os que estão mais sem rumo. Os que têm Júpiter em signos de terra têm direção e são mais constantes, mas acabam sendo mais melancólicos e pessimistas.