Mercúrio

Mercúrio é outro astro repleto de curiosidades. Ele tende a ser muito negligenciado por quem estuda astrologia, porque as pessoas normalmente estão preocupadas com o que é muito maior do que elas e está fora da sua compreensão (Netuno e Plutão, por exemplo), e esquecem de olhar para coisas que são simples, porém importantes e muito ricas em significado. Nesta primeira parte vou colocar algumas generalidades sobre mercúrio, numa próxima postagem os ciclos de mercúrio, tanto o menor quanto o maior, serão desdobrados.
Mercúrio também está muito próximo do sol, visto aqui da terra ele jamais está a mais do que 28° de distância do sol. Não chega a formar nem semi-sextil com o astro rei, realizando apenas conjunções. Na interpretação de mercúrio, diz-se que quanto mais distante do sol este planeta se encontra, tanto melhor, e de preferência que se encontre num signo diferente do signo do sol.

A revolução de mercúrio em torno do sol, heliocentricamente falando, dura 88 dias. Para o observador terráqueo, este ciclo dura mais tempo, cerca de 116 dias, é o chamado ciclo sinódico. Da mesma forma que ocorre com Vênus, mercúrio realiza com o sol duas conjunções em cada ciclo sinódico. A conjunção inferior, que deflagraria o início do ciclo, quando mercúrio está retrógrado e passa na frente do sol, e a conjunção superior, com mercúrio em movimento direto, ocorrendo a ocultação de mercúrio. Dane Rudhyar deu duas denominações para mercúrio, uma enquanto este tem sua aparição oriental, outra para quando sua aparição é ocidental.

Mercúrio prometeu é a denominação de mercúrio quando este aparece como estrela matutina. Prometeu é uma palavra grega (Προμηθεύς) cujo significado é “premeditação“, reflexão prévia. Na mitologia foi prometeu quem roubou o fogo e o entregou aos homens. Assim, Rudhyar atribuiu essa denominação para o mercúrio matutino ou oriental, por considerar que os nascidos sob esta configuração têm uma mentalidade mais avançada, progressiva. Por outro lado, prometeu seria a mentalidade mais introvertida. Seria o tipo de mentalidade despreocupada com normas e tradições, despreocupada inclusive com o passado. A preocupação de um mercúrio do tipo prometeu é a da preparação e antecipação para o futuro. Ele é o que pensa antes de agir.

Mercúrio Epimeteu é a denominação de mercúrio quando este aparece como estrela vespertina. Epimeteu era irmão de Prometeu e era casado com Pandora, por quem foi enganado. Seu nome significa “Segunda reflexão”, ele é aquele que age antes de pensar. Mercúrio Epimeteu esta associado ao conservadorismo e ao tradicionalismo, a tudo o que confere certeza. Isso justifica o fato de ele só refletir sobre suas ações depois delas realizadas, uma vez que sua ação é baseada em suas certezas pessoais, sem as considerações e deliberações empregadas pelo mercúrio prometeu.

Pra saber qual desses tipos descritos é o seu mercúrio, olhe numa efeméride  (veja no fim do artigo link pra uma). Procure a conjunção de mercúrio com o sol que seja anterior ao seu nascimento. Todos os nascidos entre a conjunção de mercúrio retrógrado com o sol e a conjunção de mercúrio direto com o sol têm mercúrio oriental em seus mapas, ou seja, Mercúrio Prometeu. Todos os nascidos entre a conjunção de mercúrio em movimento direto com o sol e a próxima conjunção de mercúrio retrógrado com o sol, tem mercúrio ocidental, sendo assim, tem mercúrio Epimeteu. Não entendeu ainda? Vou colocar um exemplo ilustrativo abaixo. Vamos brincar de ver quem vai nascer com mercúrio prometeu e com mercúrio Epimeteu no primeiro ciclo completo de mercúrio do ano de 2008:

*No dia 06/02/2008 Mercúrio retrógrado faz conjunção com o sol. Começa ali um novo ciclo sinódico de mercúrio. Esta é a conjunção inferior 1.

*No dia 16/04/2008 Mercúrio está direto e forma uma conjunção com o sol. Esta é a conjunção superior.

*No dia 07/06/2008 Mercúrio retrógrado faz conjunção com o sol, fechando assim o primeiro ciclo e iniciando o segundo. Esta é a conjunção inferior 2.

*Os nascidos entre a conjunção inferior 1 e a conjunção superior, tem mercúrio oriental em seus mapas, ou seja, tem mercúrio Prometeu.

*Os nascidos entre a conjunção superior e a conjunção inferior 2 tem mercúrio ocidental, ou seja, mercúrio Epimeteu.

Já a condição de mercúrio retrógrado é bastante corriqueiro e não deve ser considerado como algo grave quando aparece em um mapa. A natureza individual será introvertida, e o sucesso no plano mental, caso desejado, certamente não será obtido de maneira usual. O pensamento deste indivíduo pode ser defensivo, ele pode temer ver suas idéias atacadas e assim evita expressá-las, especialmente se este mercúrio retrógrado é também um mercúrio Epimeteu. Ele provavelmente deixa passar batido vários detalhes e vive voltando atrás naquilo que diz, ou vive corrigindo aquilo que escreve. O raciocínio pode ser mais lento, ou cauteloso, isso vai depender do ponto de vista e também do prazo para a entrega deste pensamento.

Mercúrio possui uma relação muito íntima com o sol, e sua relação com ele se assemelha com a relação entre a lua e a terra. É por esse motivo que esses dois planetas são tidos como significadores da mente humana. Ambos são meios pelos quais a energia do sol é canalizada e transmitida.

Mercúrio está relacionado ao sistema nervoso, ao intelecto, a formulação das idéias e também a transmissão dessas idéias, seja escrita, verbal, mímica, facial, etc. A lua esta relacionada com a recepção das idéias: Com a recepção do mundo de maneira geral, fala das nossas impressões, nossa capacidade de captar as coisas e de armazenar nossas impressões, a lua fala da nossa memória.

Obs: CLIQUE AQUI para acessar efemérides gratuitas no formato PDF

Lua em Capricórnio

Este é o detrimento da Lua, um signo mais austero, frio e rígido onde as emoções fluem com um pouco mais de dificuldade. Não é exagero comparar A lua em capricórnio com uma represa, onde a água vai sendo contida e liberada aos poucos. Ao longo da vida, entretanto, as emoções podem em alguns momentos se intensificar e a pessoa terá de ser flexível e “abrir as comportas” para que sua própria “represa” não desmorone. O lado positivo desta lua é a firmeza, a confiabilidade, o aspecto provedor e leal.
Como este é um signo de terra, e este é o elemento onde a lua tem triplicidade, de certa forma a lua em capricórnio é boa no sentido de manter a pessoa mais segura, controlada e tornado-a estável. Haverá sempre muita preocupação com as questões materiais, a pessoa será sempre muito trabalhadora e mesmo as mães que tem esta lua tendem a ter uma postura mais paternalista, de provedoras. A grande dificuldade com a lua neste signo está na expressão emocional, na demonstração dos sentimentos e no estabelecimento da intimidade.

O instinto de se preparar para o inverno ou para os dias de vacas magras é algo típico de Capricórnio, e pode ser exagerado na lua em Capricórnio. A economia pode se aproximar de uma postura mesquinha, motivada por insegurança e medo da penúria. Emocionalmente podem ter a mesma característica. Evitam demonstrar seu afeto porque temem ficar no vácuo, é o temor de dar e não receber. É necessário tempo pra que a pessoa que tem essa lua baixe a guarda e compartilhe seus sentimentos. Ainda assim, quando ela o fizer será sempre de maneira cautelosa, o que pode ser interpretado como frieza por quem recebe a demonstração. Sexualmente essa lua costuma se mostrar muito diferente, muito segura e ardorosa, apreciando o contato físico e vivendo o prazer intensamente. Mas a intimidade emocional será sempre uma questão delicada, e sempre que possível a pessoa irá evitar as situações em que se mostra vulnerável e carente. Como consequência, alguns indivíduos acabam se impondo longos períodos de solidão.

O medo crônico de perder algo, sem que a pessoa perceba, acaba fazendo com que ela demore a conseguir qualquer coisa. Isso pode tanto ser válido para questões financeiras quanto emocionais. E nas manifestações mais negativas desse posicionamento, podemos encontrar aqueles que partem pra uma atitude de jogar com as carências alheias, frequentemente entrando em relações com algum tipo de desigualdade, dando preferência para deter o controle material ou emocional da situação. Explorando a vulnerabilidade alheia e mantendo a sua vulnerabilidade intacta a pessoa consegue o controle sobre o outro, mas perde completamente a chance de se nutrir emocionalmente em um relacionamento com esse tipo de base e sua vida emocional será caracterizada como consequência por um círculo vicioso de frustrações emocionais. Para evitar essa armadilha, é necessário um esforço consciente pra superar o medo da rejeição: talvez se expondo a rejeição , vivendo um pouco dela, até perceber que esse sentimento faz parte, e que não é o mesmo que uma derrota.  

O grande poder dessa lua reside na sua resiliência e capacidade de suportar desvantagens. Apesar de em alguns casos o pessimismo servir pra atrair situações de crise, a pessoa tem mais facilidade do que as outras pra resistir e dar a volta por cima. É quase como se elas precipitassem crises por serem capazes de se locomover melhor em terrenos tortuosos, assim como as cabras montesas do símbolo de Capricórnio. Em situações de crise a capacidade de concentração, resolução de problemas e o próprio ânimo da pessoa aumentam consideravelmente. Ao invés de driblar obstáculos, a tática da pessoa é assumir uma postura de enrijecimento que atropela os problemas e passa por cima da dificuldade. Quanto mais difícil o percurso, maior a motivação.   

O Ciclo Vênus – Sol

Vênus pode ser vista como a estrela D’alva, ou estrela da amanhã, ou como afirmou Rudhyar, Vênus-Lúcifer. Lúcifer é nada mais nada menos do que uma palavra hebraica (originalmente heilel Ben-shachar ou הילל בן שחר) cujo significado é justamente estrela D’Alva, o planeta Vênus,”desvio”, mas também foi o nome dado ao anjo caído, da ordem dos Querubins. Sempre que Vênus retrogride e realiza a conjunção inferior com o sol ela se desloca para a sua aparição oriental,surgindo como a estrela da manhã.
Em sua aparição vespertina, Vênus é nomeada como a estrela vésper, Estrela da Tarde, ou Vênus-Héspero. Após a conjunção superior com o sol, Vênus começa a aparecer todos os dias logo após o por do sol.

Vênus é um planeta com muito conteúdo pra ser estudado. Os planetas mercúrio, Vênus e marte, associados ao ciclo do sol, formam importantes ciclos que são na maioria das vezes negligenciados pelo estudante de astrologia. O mais básico desses ciclos é o ciclo Vênus-Sol, que desenvolverei aqui, tomando como base a obra de Alexandre Ruperti (Ciclos de Evolução).
Uma Revolução de Vênus em torno do sol acontece em 260 dias. Como Vênus está mais próxima do sol do que a terra, Quando vista do nosso planeta Vênus está sempre próxima ao sol. Sua distância em relação ao sol, do ponto de vista de um observador terrestre, nunca ultrapassa os 48° de distancia. Devido à dinâmica, de se levar em consideração não apenas o movimento de Vênus ao redor do sol, mas também o movimento da terra em torno do sol, para o expectador terráqueo, o ciclo de Vênus terá uma duração maior, de 584 dias, recebendo o nome de ciclo sinódico de Vênus. O ciclo que iremos abordar aqui, portanto, é o ciclo sinódico*. A figura abaixo ilustra bem os pontos-chave do ciclo Vênus-sol, demonstrando de que maneira ocorre cada uma das conjunções:

Notamos então que na conjunção inferior ocorre a passagem de Vênus na frente do sol, sugere algo que poderíamos chamar de “fase nova do ciclo”. Na conjunção superior, Vênus passa por trás do sol, Muitas vezes sendo ocultada (ou sempre? Isso eu não tenho certeza). Seria algo como “a fase cheia do ciclo”. Em cerca de 8 anos, Vênus realiza 10 conjunções com o sol, 5 superiores e 5 inferiores. O ponto no qual vamos nos focar é a conjunção inferior, que ocorre sempre quando Vênus está em movimento retrógrado e demarcaria aquilo que eu, arbitrariamente, resolvi chamar de fase “nova” do ciclo.
Vou colocar abaixo uma lista com as conjunções inferiores de Vênus com o sol, que ocorreram entre 1990 e que ocorrerão até 2050:
18/01/1990 28°Capricórnio
22/08/1991 29°Leão
01/04/1993 11°Áries
02/11/1994 10°Escorpião
10/06/1996 20°Gêmeos
16/01/1998 26°Capricórnio
20/08/1999 27°Leão
30/03/2001 09°Áries
31/10/2002 07°Escorpião
08/06/2004 17°Gêmeos
13/01/2006 23°Capricórnio
18/08/2007 24°Leão
27/03/2009 07°Áries
29/10/2010 05°Escorpião
05/06/2012 15°Gêmeos
11/01/2014 21°Capricórnio
15/08/2015 22°Leão
25/03/2017 04°Áries
26/10/2018 03°Escorpião
03/06/2020 13°Gêmeos
08/01/2022 18°Capricórnio
13/08/2023 20°Leão
22/03/2025 02°Áries
23/10/2026 00°Escorpião
01/06/2028 11°Gêmeos
06/01/2030 16°Capricórnio
11/08/2031 18°Leão
20/03/2033 00°Áries
21/10/2034 28°Libra
29/05/2036 09°Gêmeos
03/01/2038 13°Capricórnio
08/08/2039 16°Leão
18/03/2041 28°Peixes
19/10/2042 26°Libra
27/05/2044 07°Gêmeos
01/01/2046 11°Capricórnio
06/08/2047 13°Leão
15/03/2049 25°Peixes
16/10/2050 23°Libra
Se você for olhar na mandala, e unir os pontos das conjunções usando linhas retas, em seqüência, a figura que se formará é a do pentagrama. Acompanhem a figura abaixo (clique na imagem para ampliar) :

O que trás de prático, a nível astrológico, o estudo deste ciclo? Se levarmos em consideração que Vênus sempre estará retrógrada durante as conjunções inferiores, a informação dada por Ruperti acaba sendo bem conveniente:
Numa interpretação individual do ciclo Sol – Vênus, a roda das casas forma o quadro de referência básico, conforme faz para todas as experiências pessoais. A posição da casa da conjunção inferior entre o Sol e Vênus mostrará a área de experiência pessoal na qual poderão ocorrer problemas venusianos e uma necessidade de uma revisão dos valores básicos próprios, ou realização venusiana.”
 
O conceito do autor eu considero válido, mas não concordo exatamente com a interpretação que ele faz para a conjunção em cada uma das casas. Ele “transpersonalisa” demais uma questão que a meu ver é simples.
Se a conjunção cai na casa 1, problemas em relação a aparência, com a estética corporal, com o look da pessoa. De qualquer maneira este é um dos casos mais desejáveis porque a pessoa passaria 5 meses ou mais com Vênus na sua casa 1, o que tem alto potencial de melhorar sua aparência, torna-la mais simpática e mais carismática do que de costume e aumentar bastante seu magnetismo sexual.
Na casa 2 são as finanças que são afetadas. Vênus nessa casa atrai dinheiro mas leva ao desejo de consumir, de se cercar de luxo, e a pessoa pode acabar permitindo que as coisas fujam do controle.
Na casa 3 poderá ser exigido um aprimoramento na escrita, e pequenos problemas podem surgir envolvendo irmãos, vizinhos e parentes próximos. De modo geral, fica uma lição pra que a pessoa aprenda a se relacionar melhor com o mundo que lhe cerca.
Na casa 4 a questão do conforto no lar se faz importante no período inaugurado pela conjunção. O romantismo fica mais acentuado do que um eventual lado aventureiro: a pessoa fica mais disposta a viver intensamente uma relação. Fica o desafio pra se restaurar a paz no lar caso isso se faça necessário, porque vênus aqui deseja harmonia acima de tudo.
Na casa 5 o prazer precisa ser medido, o hedonismo transforma-se num sério empecilho que consome muito do tempo e da energia da pessoa. Deve se tomar cuidado com apostas e com o tempo que se gasta com jogos, brincadeiras e flertes. De modo geral, as experiências no âmbito sexual tendem a ser bem positivas e intensas, apesar do exagero. Esse é o deleite de Vênus, a casa que rege a diversão mais egoísta , mas a presença de vênus por tanto tempo nesta casa leva aos exageros.
Na casa 6, necessidade de rever hábitos, rotinas, dietas e etc. Podem surgir problemas de saúde de natureza venusiana. Se a pessoa já tiver diabetes, cuidado especial com uma eventual crise decorrente dessa doença.
Na casa 7 cuidado com o espaço que se abre para as pessoas, com a liberdade que se dá aos outros. De repente as pessoas podem se sentir no direito de abusar da sua confiança se você não impor limites. isso tende a ocorrer em função de um estado de carência que faz com que você tema que a outra pessoa lhe abandone se não fizer tudo o que ela quer. De modo geral, essa vênus beneficia o romance, o sexo e as parcerias, mas existe esse problema citado.
Na casa 8 a energia sexual se intensifica e os ganhos financeiros podem aumentar. Acaba sendo uma fase de desejos intensificados mas não há garantias de que o mundo vai lhe responder com a mesma intensidade. Tende a surgir conflitos entre o que a pessoa deseja e o que é possível de se obter, podendo essa ser uma fase de “fome insaciável” por algo ou alguém.
 Na casa 9 os estudos e as viagens, além das questões que envolvem a religião ficam evidenciados. Uma viagem de casal fica bem cotada num período como esse, sendo bem aproveitada. O amor pode surgir quando a pessoa estiver passando por lugares distantes ou quando travar contato com pessoas estrangeiras.
Com Vênus na casa 10, a vida profissional fica movimentada, especialmente se o trabalho estiver relacionado com o público , com as artes ou se depender de uma boa apresentação. Mesmo se o trabalho não tiver nada relacionado com esses temas, essas questões podem ficar importantes agora. Necessidade de cultivar a própria imagem pública em nome da popularidade.
A casa 11 é a infelicidade de Vênus. Basta pensarmos nos seguintes termos: quando temos um bolo imenso e delicioso, o melhor é dividir ele com todos (casa 11) porque se você resolver comer o bolo todo sozinho (casa 5) com certeza vai engordar e vai ter uma indigestão. Essa é a lógica de Júpiter, que goza na casa 11, mas tem infelicidade na 5. O prazer jupteriano deve ser compartilhado, do contrário nos intoxica. Quando temos um docinho minúsculo mas extremamente delicioso, se resolvemos compartilhar ele com todo mundo acaba que muita gente vai ficar sem , vai ficar com raiva de você e os que não ganharem vão sentir inveja, vão tentar te roubar, te enganar, e por aí vai. Compartilhar o docinho minúsculo é uma fábula pra falarmos da Vênus na casa 11. O docinho tem que se consumido por você, de preferência sem que ninguém saiba, por mais generoso que você seja, fazer assim é melhor porque evita que aqueles que não vão poder ganhar uma lasquinha do docinho sintam raiva de você.  O Grande problema da Vênus na casa 11 é que ela nos coloca em situações em que não podemos esconder dos outros os nossos prazeres venusianos. Então Vênus nessa casa vai exigir que você administre sentimentos como inveja, cobiça e mesmo ressentimento por conta do que você tem. O mesmo ocorre com namoro, outro assunto venusiano. São dois universos distintos, que quando misturados tem o potencial de causar problemas. Acaba ficando desconfortável a vivência dos temas puramente venusianos. O lado bom é que indica um aumento na popularidade, boas amizades, etc. Ou Amizades em que o sexo se mistura com o amor.
Na casa 12 as relações clandestinas podem se tornar um problema pelo tempo de permanência de Vênus nessa casa, ficando difícil manter o segredo secreto. Outra coisa que essa vênus pode causar é um comportamento misantropo, fuga das situações sociais. Se insistir em conviver socialmente, pode ser levado facilmente ao consumo de drogas ou bebida numa tentativa de fugir da situação. Tende a haver uma disposição muito mais contemplativa, boa pra apreciação das artes de modo geral.

 

Observação: O CICLO SINÓDICO corresponde ao tempo que um determinado planeta leva para , partindo de um ponto comum entre a terra e o sol, voltar para este mesmo ponto. No caso de vênus , este ciclo leva 584 dias.

Ciclo anual de Mercúrio

SIMBOLOGIA CONTIDA NO CICLO DE MERCÚRIO
O Ciclo de Mercúrio ao longo de aproximadamente um ano, da mesma forma que o ciclo de Vênus, produz uma figura interessante. Se tomarmos apenas as conjunções inferiores, ao longo de um ano teremos 3 conjunções que formarão um triângulo irregular. Uma analise da simbologia do triângulo associando cada tipo de triângulo a um elemento, segundo Platão, nos diz o seguinte:
-Triângulo eqüilátero: água – (o triângulo perfeito) 3 ângulos de 60°
-Triângulo Retângulo: Terra – 1 ângulo de 90° e 2 ângulos de 45°
-Triângulo isóscele: Fogo – 2 ângulos iguais e 1 único ângulo diferente, mas com valores não complementares, como ocorre no triângulo reto.
-Triângulo escaleno: Ar – (o triângulo imperfeito) todos os ângulos diferentes entre si.

Os triângulos formados no ciclo de mercúrio são SEMPRE escalenos, imperfeitos, segundo Platão, associados ao ar. É justamente o ar o elemento da triplicidade de mercúrio. Se levarmos em consideração as conjunções superiores de mercúrio, temos novamente um triângulo escaleno, cujas conjunções ocorrem em signos que na maioria das vezes são da polaridade oposta a dos signos das conjunções inferiores.
Com mais este dado, obtemos a figura completa do ciclo de mercúrio, um Hexágono irregular, ou seja, dois triângulos opostos. Esta é a figura da famigerada “estrela-de-Davi”. Na verdade, pra um hexágono ser considerado uma estrela de davi, ele precisa necessariamente ser composta por triangulos regulares, o que não é o caso do hexágono de mercúrio, que é um hexágono maleável, imperfeito, relacionado ao elemento ar. De qualquer maneira, o hexágono simboliza a perfeição, o equilíbrio entre duas tríades opostas, tipo homem-mulher, dia-noite, etc. Vemos que isto está plenamente de acordo com a natureza de mercúrio, o único planeta que é neutro, mutável e de natureza bissexual.

O QUE SE DEVE OBSERVAR NO CICLO ANUAL DE MERCÚRIO?????
Deve-se observar a casa onde ocorrem as conjunções superiores, quando mercúrio está em movimento direto. Essas conjunções indicam muita movimentação nos assuntos da casa e dos planetas sobre os quais ela incide. Essa movimentação tende a ser fluídica.

Deve-se observar onde ocorrem as retrogradações de mercúrio, e deve-se dar especial atenção para o ponto exato onde ocorrem os estacionamentos de mercúrio, bem como a conjunção de mercúrio retrógrado com o sol. Mercúrio nessas situações trará atrasos e desentendimentos nas questões mercurianas que afetarem os assuntos referentes a casa e os planetas sobre os quais mercúrio incide através de aspectos(aspectos exatos, diga-se de passagem).
MERCÚRIO EM 2013
Segue abaixo os graus onde ocorrerão as conjunções de mercúrio em 2013 :
– 18/01/2013 28°Capricórnio (superior)
– 04/03/2013 14° Peixes R (inferior)
– 11/05/2013 21° Touro (superior)
– 09/07/2013 17° Câncer R (inferior)
– 24/08/2013 01° Virgem (superior)
– 01/11/2013 09° Escorpião R (inferior)
– 29/12/2013 07° Capricórnio (superior)
Pontos de Estacionamento de Mercúrio em 2013:
– 23/02/2013 19° Peixes (fica retrógrado)
– 17/03/2013 05° Peixes (fica direto)
– 26/06/2013 23° Câncer (fica retrógrado)
– 20/07/2013 13° Câncer (fica direto)
– 21/10/2013 18° Escorpião (fica retrógrado)
-10/11/2013 02° Escorpião (fica direto)

Plutão em Capricórnio se aproxima

No Momento em que escrevo estas linhas, plutão encontra-se exatamente em 29°sagitário34’. Muito em breve ele vai ingressar em Capricórnio, e muita gente se pergunta: quais serão as transformações trazidas pelo plutão no capricórnio, um planeta de simbologia temível, transitando um signo não menos temível (nada mais nada menos do que o domicílio noturno de saturno)? Já li autores dos anos 60 e 70 que diziam que o ingresso de plutão em escorpião traria o ‘amargedon’, porque eles diziam que plutão estaria no seu domicílio, e sendo plutão o planeta das transformações, ele expurgaria a humanidade entrando em dignidade. Outros diziam alicerçados no mesmo princípio, o da dignidade de plutão no escorpião, que plutão ali demarcaria o início de um período áureo, os não sei quantos mil anos de paz prognosticados pelo livro do apocalipse bíblico, a inauguração da era de aquário. Porcaria nenhuma aconteceu. Mesmo porque, esses prognósticos eram meio abrangentes demais. Se questionados agora, esses autores poderão argumentar que suas previsões ocorreram num plano elevado espiritualmente, acessado por eles, mas inacessível para pessoas não-escolhidas (leia-se: todas as outras, com exceção deles mesmos).

Em 1995 Plutão ingressou em sagitário, lembro muito bem dessa época, tinha meus 10 anos de idade. Justamente neste período começou a ocorrer uma proliferação de universidades particulares, e a internet começou a dar o ar da sua graça, invadindo nossas vidas. O desenvolvimento da internet foi lento e gradual, e data desde os anos 60, mas a popularização da internet, em escala mundial, deu-se coincidentemente, com o ingresso de plutão em sagitário. Dissolviam-se assim as fronteiras, o mundo passou a ser pequeno demais. A TV digital iniciou seu real desenvolvimento, em nível mundial a partir de 1995, com maior especificidade, 16 de setembro de 1995 , quando era inaugurado o Advanced Television Systems Committee (ATSC) , entidade empenhada no desenvolvimento da TV digital (HDTV) em todo o mundo. Plutão neste momento já havia dado um susto em sagitário, no começo do ano, mas retrogrediu e nesse dia estava nos últimos suspiros do escorpião. Em 28 de novembro de 1995, as diretrizes para o funcionamento da TV Digital começaram a ser estabelecidas, a essas horas, plutão já penetrara sagitário e não tinha mais volta. Foi no fim dos anos 90 que os serviços de telefonia celular se popularizaram, com a introdução dos aparelhos pré-pagos. Minha intenção não é enumerar tudo o que ocorreu durante o trânsito de plutão em sagitário, mas pretendo com o que coloquei agora, fazer um paralelo com o que ocorreu durante o trânsito de plutão em Gêmeos.
Os carros e os aviões surgiam durante o trânsito de plutão em Gêmeos, redefinindo os conceitos de viagem e deslocamento. Os rádios também são filhos de plutão em gêmeos, foi durante este trânsito que foi desenvolvida a tecnologia para a radiodifusão. O telefone já havia sido devidamente inventado em 1860, mas não é absurdo considerarmos que esta tecnologia ganhou impulso naquele momento, o fim do século 19 e o inicio do século 20. Ao menos no Brasil, o telefone chega coincidentemente com o ingresso de plutão em gêmeos (1883).

Mas o que eu quero aqui é chamar a atenção para o clima de ineditismo, de novidades, de descobertas (inclusive nas ciências: vide teoria da relatividade, mais uma das filhas do plutão em gêmeos, Gêmeos que induz nas pessoas cujos mapas são fortemente marcados por este signo uma forte tendência para relativizar tudo e viver a vida como se não existissem verdades). A psicologia, ciência que estuda a psique humana, surge também com plutão em Gêmeos (a psicologia se inicia gradualmente antes do trânsito do plutão em gêmeos, mas podemos afirmar que ela tomou corpo como ciência no decorrer deste trânsito). As pessoas estavam entusiasmadas naquela época. Era muita novidade, muita coisa fascinante surgindo. A elite ocidental, ao menos, viveu um momento áureo de descobertas, de visionarismos, futurologias e etc. Não muito diferente do que ocorre hoje em dia. Estamos na nova era, era de aquárius, uivam algumas pessoas, emocionadas com a ilusão da nova era. A internet, os celulares, e todas as demais tecnologias que as mentes orientais conseguiram desenvolver causam aquela mesma sensação experimentadas pelas pessoas do início do século 20, hoje, no início do século 21.

Plutão ingressou em câncer e imediatamente o oba-oba terminou. Logo de cara temos uma coisa chamada Primeira Guerra Mundial. Plutão em Câncer trouxe uma série de transformações: a urbanização tomou proporções maiores, mais consistentes, o que reflete uma transformação nos conceitos de lar, em diversos locais do mundo, porque diversas cidades cresciam naquele momento, diversas pessoas saiam de um meio rural e transferiam-se para a cidade (isso tudo foi gradual mas podemos considerar que com plutão em câncer isso pode efetivamente ser visualizados).
As mulheres ressuscitaram, a posição da mulher tomou um novo significado. Isso se explica pelo fato de que, no mundo ocidental uma grande guerra havia ocorrido, e muitos homens haviam morrido. Como as mulheres representavam uma maioria em face aos sobreviventes, era de se esperar uma mudança na posição da mulher dentro da sociedade. Mais adiante, Netuno ingressa em virgem (1928-1929) trazendo consigo a grande depressão econômica. Um estado geral de insegurança tomava conta do mundo naquele momento, o que levava as pessoas a um fortalecimento dos valores referentes as uniões íntimas, a família, a pátria. O mundo estava patriótico durante o trânsito de plutão em câncer, em crise e inseguro. Esse foi o pano de fundo para que em 1933 o partido nazista tomasse o poder na Alemanha, concomitante com a emergência de diversos outros regimes totalitários (Espanha, Itália, Japão, Argentina e até mesmo no Brasil).

Eis que estamos prestes a ver Plutão sair do signo de sagitário e ingressar num signo negativo e cardinal. O que esperar deste trânsito? Creio que nós vivemos uma espécie de oba-oba muito similar a do inicio do século 20. A internet é um ambiente extremamente livre, extremamente sem regras, acredito que isso vai acabar. Não a internet, mas a liberdade e a ausência de regras dentro da internet. Viveremos um período de contração após a expansão sagitariana. Fronteiras serão delimitadas no mundo virtual.
As fronteiras no plano físico ficarão mais estreitas. Imigrar e emigrar ficará ainda mais difícil. Mais burocracia, mais controle, mais rigidez em fronteiras. Capricórnio é também delimitação de estruturas. Um dos pré-candidatos a presidência norte americana propõe a criação de um imposto para os imigrantes. Haverá mais controle de uma maneira muito geral e abrangente. Já existem a disposição tecnologias de reconhecimento digital da Iris e das impressões digitais.  Para que esse tipo de controle assuma uma proporção maior, acredito que não falta muito. A vigilância eletrônica já é uma realidade a algum tempo, suas proporções tendem a aumentar, em minha opinião. Da mesma forma que ocorreu com a entrada de plutão em câncer, plutão ingressando em capricórnio vai murchar um pouco as coisas.
O pessimismo vai virar moda, a depressão o nosso novo estado natural de espírito (pessoas felizes serão internadas por distúrbios psiquiátricos).  A economia forçada, o poupar recursos, o controle, a rigidez, são todos fatores que tornam os sorrisos mais escassos,  e eu creio que Plutão em capricórnio vai fazer exatamente isso. A água pode vir a se tornar mais cara (eu não compartilho das perspectivas ultra-pessimistas que dizem que a água vai acabar daqui a não sei quantos anos, mas acredito um controle maior será imposto, justamente para se prevenir essa possibilidade), conseqüentemente os alimentos, já que todos dependem de água para serem produzidos, e assim a vida será mais cara, de modo geral. O sol cada dia que passa mais impiedoso, a temperatura média do planeta aumentando, capricórnio esta relacionado a pele, e plutão ao câncer. Uma epidemia de doenças de pele? Seria exagero. Mas o fato é que hoje já existem roupas que absorvem a luz solar. Serão essas as roupas do futuro? O melhor a fazer, é esperar logo por este bendito plutão em capricórnio, em coisa de duas semanas ocorre a mudança de signo. Aguardemos …

Lilith e a Velocidade da lua

A Lílith, ou lua negra, é um ponto astronômico associado ao perigeu e ao apogeu lunar. O apogeu é o ponto em que lua encontra-se mais distante da terra, e assim sua velocidade aparente é menor. O perigeu, ao contrário, seria o ponto onde a lua encontra-se mais próxima da terra, sua velocidade aparente, portanto, é bem maior. A velocidade atingida pela lua em seu perigeu é de aproximadamente 15° por dia (um pouco mais que isso), e a velocidade da lua no seu apogeu é de aproximadamente 11°50’ por dia (um pouco menos do que isso). Chegamos assim, a conclusão de que a lilith está intimamente ligada a velocidade da lua. E sabe-se que a velocidade lunar é um fator importante na interpretação astrológica da lua.

Extraindo informações de alguns textos, chego às seguintes informações:
“Uma lua rápida capta tudo o que está mais além dos padrões conhecidos, por isso, sua percepção é abrangente. Enquanto que uma lua natal lenta possui suas atenções enfocadas apenas em suas motivações e condicionamentos pessoais, e tudo o mais é desprezado ou simplesmente ignorado.”
“A velocidade da lua no dia do nascimento também informa sobre a capacidade individual de adaptação ao meio ambiente. Com a lua rápida, o impulso é atuar, as reações são instintivas, prontas e diretas. Já com a lua lenta, as reações ocorrem de maneira lenta, recuada e defensiva.”

Uma lua rápida teria maior capacidade de compreensão, aja visto que ela consegue ter uma visão mais ampla dos fatos, pois o nativo necessariamente tem a lua num signo e a lilith num signo em trígono, quincunce ou em oposição a essa lua natal. Mas a lua conjunta a lilith, em semi-sextil ou mesmo em sextil com a lilith indica uma natureza mais obsessiva, indica que o nativo é focado demais em suas próprias motivações e tem dificuldades em adotar pontos de vista mais abrangentes.
A lilith, ou lua negra é, portanto um eficiente mecanismo para se verificar a velocidade da lua, de uma maneira não exatamente precisa, mas que pode ser considerada prática. Podemos considerar a lua lenta quando esta forma sextil minguante com a posição da lua negra, e continuará lenta até o sextil crescente. A partir deste sextil crescente a lua vai ficando mais rápida, podendo ser considerada “média” quando forma quadratura com a posição da lilith. Quando atinge o trígono crescente ela fica efetivamente rápida, permanecendo desta maneira e atingindo um pico no momento da oposição da lua com a lilith. O processo de desaceleração ocorre a partir do trígono minguante, quando a lua volta a assumir uma velocidade média, até o momento do sextil minguante quando volta a ficar efetivamente lenta.
Um detalhe importante é a existência de uma lilith média e uma lilith “verdadeira”, da mesma forma que ocorre com os nodos lunares. A lilith média existe porque a obtenção da posição da lilith dita verdadeira é um tanto quanto complexa, aja visto que ela possui velocidade irregular, pode estacionar ou avançar vários graus em um dia ou até mesmo recuar novamente. Um exemplo da relação lilith média e lilith verdadeira:
Dia 11/01/2008(16:46)Florianópolis-SC: lilith média 19°escorpião59’, Lilith verdadeira: 28°escorpião57’
Dia 20/01/2008(16:46)Florianópolis-SC: lilith média 21°escorpião00’, lilith verdadeira: 14°sagitário30’
Dia 01/02/2008(16:46)Florianópolis-SC: lilith média 22°escorpião20’, lilith verdadeira: 19°escorpião08’
Tenho observado que a Lilith verdadeira é quem aponta com maior precisão a velocidade da lua, mas a proximidade do posicionamento da lilith média com a lilith verdadeira não torna errado que se opte por observar os movimentos da lilith média, até porque, muitos programas não trazem a lilith verdadeira.
Sou a favor da interpretação da lilith no mapa natal, baseado nos princípios astronômicos, e não nas associações com mitologia. Posso considerar a lilith um fator de obsessão e fascínio no mapa natal, não porque ela é regida pela deusa dos mistérios, mas porque a lilith coincide astronomicamente com o momento em que a lua tem sua velocidade mais lenta. Isso é corroborado pelo fato de que nas progressões secundárias, a casa astrológica que contem a lilith é a casa onde a lua progredida mais se demorará (fazendo o mesmo nas casas vizinhas), indicando que aquelas questões precisam ser mais esmiuçadas pelo nativo, ao paço que as casas que estão em oposição a lilith terão a lua progredida alojada por menos tempo, indicando uma abordagem mais direta em relação aquelas questões.
Posso atribuir a lilith um caráter magnético justamente porque ela “torna” (aparentemente) a lua mais lenta, e não porque uma deusa obscura e associada a todo tipo de sortilégios está associada a ela. Posso ainda conferir a lilith um caráter negativo e erótico, pelo fato de ela estar intimamente ligada aos movimentos da lua, significadora essencial do feminino, e apenas por isso. Posso usar o nome lilith, simplesmente porque o considero bonito, sem que o posicionamento astrológico tenha qualquer correlação com a lilith mitológica.
Entretanto, apesar do uso que eu pessoalmente faço deste elemento, na Astrologia Moderna esse posicionamento é largamente utilizado (mas não por todos os astrólogos). Minha crítica é principalmente ao exagero e quando este elemento recebe a primazia interpretativa. Mas nesse texto cujo link vou por abaixo, a astróloga Vanessa Paim faz uma explanação detalhada deste elemento do ponto de vista astronômico, explicando o seu mecanismo e fazendo uma abordagem inicial a algumas noções interpretativas tipicamente modernas que se faz atualmente deste elemento astrológico:

Sol em Capricórnio

Quando o Sol está em Capricórnio, a meta da pessoa está na Ambição, não exatamente nos “sonhos”, mas em coisas que são realizáveis. O pensamento é muito pragmático e a pessoa move-se apenas quando sabe que está indo em direção ao sucesso garantido, tomando cuidado e elmininando um a um todo o obstáculo que vai surgindo. O importante pra pessoa é realizar, vencer e garantir o espaço conquistado. Utilitarista, oportunista e sensata, a pessoa não se importa muito com o que os outros pensam, mas esforça-se sempre para que seja alguém minimamente respeitável. O status (que não deixa de ser a grande meta de suas ambições) tem muita importância, não pela fama ou pelos louros, mas pela respeitabilidade e o poder que lhe são inerentes.
De modo geral tendem ao pessimismo, a uma visão cínica do mundo e a uma aguda capacidade de previsão. Não são ingênuos, não acreditam em ideais: são práticos e ousam querer apenas o que é possível. O grande problema reside no exagero da cautela, que às vezes origina inércia: A pessoa não se move porque aguarda o momento oportuno, não ousa se arriscar se ela antevê a mínima chance de fracasso, e como quase sempre existem riscos, acaba ficando engessada, refém da sua própria cautela e do pessimismo.
A saúde depende muito do posicionamento do sol por casa, já que em si mesmo o Sol em Capricórnio não é nem positivo nem negativo. O que tende a ocorrer é a lentidão em todos os processos fisiológicos. Os nascidos no hemisfério norte (inverno) são mais sombrios, pessimistas, mas ao mesmo tempo mais dóceis e protetores. Os nascidos no hemisfério sul (verão) são mais dinâmicos, autoritários, ácidos e ambiciosos. Os que têm Saturno em signos de Ar são os mais objetivos, dinâmicos, ágeis, otimistas e sociáveis. Tem inteligência de sobra pra levar ao fim suas metas e o pessimismo é amplamente diminuído. Quem nasce com saturno em signos de terra, apesar do extremo pessimismo tende a ser muito prático, realista e eficiente: tornam-se verdadeiros despachantes de problemas. Os que nascem com saturno em signos de fogo correm sérios riscos de viver muitas decepções e ter arrependimentos, porque acabam ousando demais sem abrir mão do desejo e da necessidade da segurança. Quem ousa precisa lidar com a possibilidade de derrota e de modo geral capricórnio não admite errar. Os que têm Saturno em signos de água são os mais pessimistas e os mais sujeitos a inércia. Existe ainda forte tendência a fazer as coisas da maneira mais difícil que conhecem. Por outro lado tendem a ser mais humanos e tolerantes com as próprias limitações.